Semana passada falamos sobre a importância de um contrato bem redigido. O post foi ótimo mas e se mesmo assim você tiver um problema com um dos seus fornecedores? A Dra. Lívia Vital Bueno continua abaixo este assunto importante.

Por: Dra. Lívia Vital Bueno

Depois das observações acerca da melhor forma para se fechar um contrato com os fornecedores, é importante destacar que alguns imprevistos podem surgir durante os preparativos para o grande dia. Passemos, portanto, a discutir sobre o que fazer diante de um problema que poderá atrapalhar a festa.

Conforme afirmado no post anterior, o contrato é o instrumento que formaliza os direitos e obrigações dos contratantes. Por essa razão, ele tem força de lei entre as partes (com exceção das cláusulas abusivas que podem ser sempre revistas ou até mesmo nulas). Assim, se não houver abusividade, o contrato terá força vinculante, ou seja, cada contratante fica ligado ao instrumento, sob pena de execução ou de responsabilidade por perdas e danos.

Suponhamos, contudo, que apesar de todas as cautelas terem sido observadas, no curso dos preparativos os noivos percebem que algo não ocorrerá da forma acordada, como no exemplo ilustrado no 1º artigo. Na situação ali descrita, o buffet contratado pelos noivos não só se comprometeu a fornecer as comidas que seriam servidas na festa, como também, e especialmente, a realizar o casamento em um salão que estava em obras à época da assinatura do contrato.

Sabendo-se que a boa-fé é um dos princípios fundamentais de qualquer relação contratual, esperava-se que o próprio buffet, ciente de que o local não ficaria pronto a tempo, oferecesse outro espaço para a realização da recepção. Nesse caso, como esse fornecedor nada fez, o casal optou por contratar outro e processar o causador do dano. Entretanto, ao invés de anteciparem valores para concretizar a realização do sonho (valores esses que eventualmente só seriam recuperados depois de um longo processo judicial), os noivos poderiam ter adotado a opção descrita no 3º item abaixo, que se mostraria menos onerosa e muito mais ágil.

Vejamos três situações e soluções distintas:

1ª.  Os noivos estão com budget definido e com os recursos financeiros contados, por isso, mesmo percebendo que algum fornecedor não cumprirá o pactuado, ficam aparentemente sem saída, por não terem condições de contratar outro fornecedor para suprir o descumprimento do contrato. Nessa hipótese, evidentemente, o casal que tiver esse tipo de complicação terá direito de pedir em juízo a reparação dos danos materiais (valores gastos) e morais (abalo psicológico pela decepção sofrida em uma das datas mais importantes da vida do casal). Essa, no entanto, não é a melhor saída para quem ainda pode evitar que os danos ocorram.

2ª. Os noivos possuem condições financeiras para driblar os imprevistos e, notando que um fornecedor não cumprirá o contrato, buscam outro prestador de serviços antes da realização do evento, evitando prejuízo à festa. Nesse caso, o casal terá o direito de requerer a reparação apenas dos danos materiais sofridos em razão da falha do fornecedor inadimplente. Essa, todavia, também não parece ser a melhor solução.

3ª.  Os noivos notam que algum fornecedor efetivamente descumprirá o contrato e, antes que o dano ocorra, valem-se do Judiciário para que a recepção dos convidados seja realizada exatamente do jeito esperado. Para tanto, basta a propositura de uma Execução de Obrigação de Fazer com Fixação de Multa Diária, para que, por meio de uma ordem judicial rápida, o próprio fornecedor inicialmente contratado seja obrigado a entregar aos contratantes o produto ou o serviço no mesmo prazo e com as mesmas especificações fixadas. Essa, sem dúvida, é a melhor e mais rápida alternativa.

Lembrem-se sempre: as obrigações nascem para ser cumpridas, essa é a regra. Não sendo cumpridas, cabe à parte prejudicada optar pela maneira mais eficiente para solucionar a questão, preferencialmente antes que se onere ainda mais o casamento e seja prejudicada a recepção dos convidados.

Lívia Vital Bueno é advogada no escritório Donnini & Fiorillo Consultores Jurídicos e Advogados Associados. Para entrar em contato com ela: liviabueno@donninifiorillo.com.br

converse com a gente
 0      0       0})
DEIXE SEU comentário
19 Comentários
  1. AnaLu, disse:

    Essas dicas são fundamentais Fê!!! Muito obrigada! =D

  2. Rosemeire Arem, disse:

    Muito bom, realmente a terceira opção é a melhor.
    Parabéns mais uma vez Dra. Lívia, excelente explicações.
    beijo
    Rosemeire Arem

  3. Nani, disse:

    Ótimo post! Tenho uma dúvida: hoje em dia estão acontecendo muitas promoções e algumas noivas são contempladas para ganhar itens do grande dia (muitas vezes em troca e publicidade gratuita), o que é uma imensa felicidade mas pode se tornar uma dor de cabeça. Apesar de ser um “presente”, faz parte de um sonho e nada pode dar errado. Como fazer caso o presenteador não cumpra exatamente com o que foi ofertado?

  4. Deisy Santana, disse:

    Olá, é minha primeira vez por aqui e adorei o blog, a partir de hoje vou virar seguidora.
    Quanto ao post, discordo da 3º opção ser a melhor, talvez do ponto de vista legal até seja, mas do ponto de vista psicológico para mim é a pior. Apesar do orçamento apertado eu preferiria contratar outro fornecedor. Obrigar um fornecedor a cumprir um contrato pode causar um desastre. No caso de um buffet, por exemplo, como “retaliação” eles poderiam servir comida fria, cerveja quente ou deixar de servir algo que foi acordado . E o casamento é um dia único, não há processo judicial nem dinheiro que pague se algo der errado, principalmente em relação ao buffet.

  5. Hylea, disse:

    Oi Fer!
    Muito pertinente esse novo post!
    Como advogada e assessora, sempre dou esses toques para nossas noivinhas! Muitos fornecedores costumam ter contratos abarrotados de cláusulas que asseguram somente o direito deles, mas nada dizem a respeito dos direitos dos noivos, em caso de descumprimento contratual e até mesmo em caso de força maior, algo que possa, por ventura, tirar o brilho do grande evento!!! Parabéns, mais uma vez, pelo seu tralho e preocupação com nossas noivinhas de todo Brasil!!

  6. Milene Szaikowski, disse:

    Oi, Fernanda, nada a ver com o post. Mas você sabe onde encontrar sparkles em Nova York, em que tipo de loja?

    bjos

  7. Maria Antonia, disse:

    Ehh…esse post me fez lembrar o imprevisto que eu tive com o atraso dos móveis no dia do meu casamento. Um susto enorme!
    Incrìvel como aqui podemos encontrar todos os tipos de posts super úteis para as noivas!!! ;-)
    ótimas dicas!

  8. Flávia Santana, disse:

    Parabéns Dr. Livia muito bom seu post sempre com posts claros e bem explicados..Muito Obrigada por compartilhar conosco essas informações!!!
    Fê por isso que indico sempre seu blog tem sempre uma dica pra td..parabénssss

  9. Cupcake Brasil, disse:

    Como sempre claros, diretos e completos posts para esclarecer nossas duvidas!
    Parabens Livia!!!
    Beijao

  10. Filipe de Santa Rosa, disse:

    Texto muito bem redigido e com orientação objetiva e correta. Embora o casamento seja uma data em que se espera somente muita alegria, é bom que haja um preparo caso alguma coisa não saia como o previsto. Parabéns, Dra. Lívia!

  11. Alessandra, disse:

    Deyse,
    Essa “retaliação” do buffet justificaria ainda mais a ação de indenização…Mas como noiva-advogada que sou, tb accho que a 3a opção é que pode dar mais dor de cabeça..

  12. Giu, disse:

    Como noiva-advogada, também me espantei com a idéia de que a 3ª opção seja a melhor… Além do que, nós advogados sabemos que no Brasil é muito comum “ganhar e não levar”, isto é, o juiz pode até antecipar a tutela (o que não necessariamente vai acontecer, ele pode indeferir, se não houver fartas evidências de que o contrato será descumprido) e a empresa não ser citada a tempo da decisão judicial, ou ainda, simplesmente continuar descumprindo-a. Infelizmente, no Brasil as sanções são levíssimas e receber de um mau pagador é uma via crucis.

    Melhor mesmo é entrar em contato com o fornecedor, de preferência por escrito (acho até que um e-mail pode ser mais válido do que uma notificação extrajudicial, devido ao tom mais agressivo e à impressão que isso pode causar, gerando ainda mais animosidade por parte do fornecedor), e colocar os pingos nos iis, deixando bem claros os itens contratados, horário de chegada, duração dos serviços, aqueles detalhes que foram combinados em reuniões e não estão no contrato, o que vc não quer que ele faça de jeito nenhum, etc.

    Se tiver assessora, mesmo que seja apenas para o dia, ela deve estar totalmente a par do problema e já se programar para lidar com ele. Ex.: ter uma lista de fotógrafos e DJs para os quais ligar caso o seu não compareça, ter o telefone de uma empresa que entregue bebida caso falte a do buffet, etc.

    Por fim, minha opinião pessoal é de que os noivos, mesmo com orçamento apertado, ao perceberem que terão problemas sérios com relação a um fornecedor, devem começar a procurar outro antecipadamente e até tentar rescindir o contrato de forma amigável (que não quer dizer que as partes vão adorar rescindir, mas sim que elas não precisarão recorrer ao judiciário), pois assim, embora provavelmente não seja possível receber todo o dinheiro de volta, pelo menos uma parte razoável poderá ajudá-los a contratar outro fornecedor para substituir o anterior.

    Boa sorte, noivinhas!

  13. Lívia Bueno, disse:

    Nani, a sua dúvida é muito interessante e comum.
    As regras são as mesmas nesse caso: uma vez feita a proposta da promoção e aceita pelo contratante, a oferta não só obriga o fornecedor a cumpri-la, nos moldes combinados, como também integra o contrato que vier a ser celebrado.

  14. Bebeta Schiavini, disse:

    Antes de ser Assessora e noiva (que fui) eu sou advogada e realmente a 3. opção pode ser uma alternativa somente na teoria, pois bem como disse a leitora Giu, na prática isso pode tornar-se uma “via crucis”. Com a lentidão de nosso Judiciário, é provável que o casamento aconteça antes mesmo do fornecedor processado ter sido citado!
    Melhor mesmo é pesquisar bem e procurar referências antes de contratar os forncedores do seu casamento, além de LER todos os contratos e solicitar alterações nas cláusulas caso não estejam claras ou não estejam de acordo – sem receios ou vergonha!
    Fornecedor que não tem nada a temer e é idôneo, estará sempre aberto ao diálogo.
    Boa sorte a todas!
    Bebeta Wedding Planner

  15. Lívia Bueno, disse:

    Bebeta, seu comentário é extremanente pertinente.

    Sem prejuízo do afirmado no post, concordo com você e com os comentários da Giu (que indicou boas alternativas extrajudiciais que podem perfeitamente ser adotadas) no sentido de que o diálogo é sempre uma ótima opção, mas que infelizmente algumas vezes não funciona.

    Como afirmei no primeiro artigo, a análise e a compreensão do contrato são fundamentais para que sejam evitados maiores problemas, que vez ou outra podem surgir.

    Assim como acontece com o próprio casamento, cada caso é único e deve sempre ser analisado de forma individualizada.

  16. Lívia Bueno, disse:

    Ops! Cometi um erro de digitação no último comentário: onde está escrito extremanente, favor ler extremamente!

  17. Natália Barbosa, disse:

    Olá! Não sei se podem tirar minha dúvida.
    Fechei um contrato de casamento, mas meu ex noivo e eu terminamos. Ao cancelarmos a festanque já estava quase toda paga o salão disse que não devolveriam o dinheiro.
    Realmente no contrato vem dizendo que eles cobram 50% de multa em cima do valor toral e não devolvem o dinheiro, fica com o crédito para uma próxima festa. Isso está correto ou me aconselham colocá-los na justiça? !

    Obrigada,
    Natália Barbosa

    • Fernanda Floret, disse:

      Natália, eu não sou advogada mas para mim se vocês assinaram este contrato, então está claro que o buffet tem direito a 50%, afinal este foi o acordo de vocês, é para isso que contrato existe, para estar bem claro o acordado entre ambas as partes. Se vocês assinaram o contrato, significa que concordaram com a cláusula ali escrita. Beijos

  18. Natália Barbosa, disse:

    Eu até concordo, porém pelo que pesquisei na internet a porcentagem que eles estão cobrando é absurda, pois o máximo que se cobra é 10%. Mesmo que eles não devolvam, penso que está abusivo. Mesmo assim obrigada pela ajuda. Beeijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Já publiquei tantas festinhas em casa aqui no blog e receitas de drinques que fui convidada pela Cointreau Brasil para uma festa em casa, com direito a barmen ensinando receitas ótimas com Cointreau. Vou mostrar tudo para vocês não é para fazer propaganda não, é porque estou convencida de que estas festinhas em casa em que todo mundo participa são as melhores! Esta festa poderia ser um chá de cozinha ou um open house! Começamos decorando a casa com comidinhas espalhadas pela sala para todo mundo ficar à vontade. Depois o barmen ensinou um drinque e na sequência todo mundo fez o seu. Na sua casa, você pode fazer, ensinar todo mundo e depois cada uma faz o seu, é o máximo!

Todo mundo já sabe que eu adoro Cosmopolitan, certo? Pois agora aprendemos o Contreaupolitan, que é bem parecido só que sem vodca. Fica mais docinho e levinho, do jeito que mulher gosta. Segue a receita para vocês:

Todas meninas (e até minha mãe!) se divertindo na festinha aprendendo a fazer drinques:

Vocês sabiam que dá para fazer caipirinha com Cointreau e fica ótima? Tem várias receitas na página deles no Facebook.

Fotos: Fernanda Floret

Este não é um post publicitário, nenhum é! Apenas achei a ideia da festa legal para sugerir como chá de cozinha ou open bar e resolvi compartilhar com vocês!

converse com a gente
 0      0       0})
DEIXE SEU comentário
23 Comentários
  1. Laís, disse:

    Fernanda, ameiii a idéia.

    Já deixei meu noivo maluco com isso!!!! onde será que consigo essas mini coqueteleiras?

    bjoss

  2. Joyce, disse:

    Adorei a coqueteleira!!!
    Eu quero!!!

    Beijos

  3. Ra, disse:

    Ai que chique!!! Adorei a idéia!!!
    Tbm quero uma coqueteleira dessa!!! rsrsrrs

    Bjos
    ;D

  4. ivana alcantara barbosa, disse:

    Adoreiiiiiiiiiiiiiiii !!!!!!!!!
    Preciso de uma coqueteleira dessa!

  5. Andrea Nunes, disse:

    Será que a Cointreau, além da receita, pode também nos passar os contatos do fornecedor que fez os mixers cor de rosa? Achei chique!!! Descola pra gente, Fernanda!!!
    Bjos

  6. Ana Lígia, disse:

    ADOREEEI a coqueteleira … Super fofa!
    Preciso de uma igual … rsrs :)

    Fe, nos ajude a encontra-la!

  7. Karenn Salewski, disse:

    Estou com as meninas ai em cima! Onde será que achamos essas coqueteleiras??? eu quero muitoooooo! rs

  8. Aline Bassanesi, disse:

    Oi Fer…amo seu site…
    Onde acha essa coqueteleira???
    Adoreiiii..

  9. Aline Marinho, disse:

    Adorei a ideia de fazer em casa e ensinar as amigas, como entramos em contato? será que tem aki em Goiânia? bjus!!!

  10. Thábata Dantas, disse:

    Eu quero as coqueteleiras!!!!Lindas demais para dar de lembrança no chá bar!!!

  11. thalita telles, disse:

    fernandaaaa….bm quero s coqueteleiras! imagina elas com o logo dos noivos? chiquérrimo como lembrança do chá bar! bjos

  12. Viviane Dias, disse:

    Que bom que conheço seu blog Fer…estou feliz em ler cada dia seus posts, principlamente dicas pra nós noivas que ficamos bem perdidinhas em algumas coisas. Obrigada e Parabéns!!!!

  13. Flávia Santana, disse:

    Parabéns…muito legal a idéia aonde conseguimos em sp???

  14. Letícia Góes, disse:

    Unanimidade Fe!!! Tbm amei essa idéia dos drinks em um chá de cozinha ou chá bar!! Ficaria super descontraído!! E essas coqueteleiras são um charme… procurei no site deles mas não achei nada!! Se souber onde encontrar, avisa a gente!!
    bjooosss

  15. Aline Garroux, disse:

    Eu queroooooooooo essas coqueteleiras pink!
    Gente, eu sou viciada em rosa! Tudo meu é rosa, tudo tudo tudo! Eu preciso disso pra mim!

  16. LALA, disse:

    FE passa o contato do fornecedor dessas coqueteleiras…
    Ameiii

  17. Fernanda Floret, disse:

    Meninas, infelizmente não sei onde encontrar as coqueteleiras rosas porque foi o pessoal da agência do Cointreau quem levou para a festa, mas vou tentar descobrir com eles e conto para vocês!

    Para quem gostou da ideia do chá de cozinha com aula de drinques, lembrem-se do chá bar da minha irmã, foi a mesma ideia, um chá bar com aula de coquetelaria: http://www.vestidadenoiva.com/cha-bar-bar-e-cocktails-marina-daniel

  18. Luciana Teixeira, disse:

    Adoro essas dicas de como receber em casa, deve ser uma delícia convidar as pessoas pra irem na NOSSA casa e não na casa dos nossos pais! Preparar tudo, esperar, arrumar… Nossa não vejo a hora!
    As coqueteleiras são realmente lindas, muito legal ver todo mundo colocando a mão na massa e participando…

  19. juliane freitas, disse:

    Fe, que tudo!!! ameiiii, as fotos estao lindas e pelo visto devia ter sido super divertido mesmo… parabens! bjo

  20. Aline Marinho, disse:

    Ai Fernada to entrando aki mais que todo dia pra saber se o pessoal te deu a resposta das coqueteleiras???
    bjus!!!1

  21. Stefanie, disse:

    E ai Fe, alguma notícia sobre as coqueteleiras?

    • Fernanda Floret, disse:

      Olá Stefanie, infelizmente não, nunca me informaram onde comprar as coqueteleiras…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

De uns tempos para cá o legal nas festas de casamento é que seja a cara dos noivo, que seja personalizada, que seja bacana e diferente das demais. Só que tudo que é exagerado é chato, e essa história de “ser diferente ou ser a sua cara” de vez em quando também cansa, quando a noiva perde o foco. Vira e mexe recebo e-mails de noivas que querem “surpreender” no casamento. Sinceramente? Fico com medo! Casamento não é para surpreender, é para casar. Surpreender com um brinco enorme sendo que no dia a dia você só usa brinco discreto, surpreender com mil lembrancinhas, atrações musicais, surpresas diversas, supreender querendo que tudo seja diferente sendo que no dia a dia você só usa jeans e de fim de semana vai ao cinema e barzinho… enfim, surpreender pra quê? Daqui há 10 anos você vai olhar seu álbum de casamento e vai se reconhecer?

Não me entendam errado, eu amo casamentos diferentes, amo casamentos com a cara dos noivos e meu objetivo aqui no blog é mostrar que casamento pode ser de diversos estilos, pode ser  descontraído, pode ser clássico, casamentos temáticos, vintage, pequenos, grandes, de dia, de noite, DIY, mega luxuosos, enfim, de todos os jeitos, mas todos eles devem sempre ser a cara dos noivos.

Só que que neste tempo todo indo em festas e escrevendo sobre festas também percebi que os melhores casamentos não são aqueles cheias de surpresas. Festa boa é festa cheia de amor, com convidados queridos, boa comida, boa bebida, boa música. Então será que você não está perdendo o foco se preocupando em criar modismos e surpreender?

O que não pode é ser uma competição de qual é o mais diferente, porque não fica legal gente. Há quem queira ser diferente chegando de helicóptero, colocando máquina de escrever na decoração só porque casamento vintage ficou na moda, fazendo posters com a foto do casal, 3 tipos de buquês para jogar e por aí vai… e depois economizam na comida, na bebida, nas fotos que são o que realmente fica. Nestes casos, querer ser diferente não vale a pena. O foco tem que ser dizer sim e comemorar, sempre. O foco é casar com muito amor. Os deliciosos detalhes que deixam sua festa com sua cara precisam ser naturais e parte da sua história e não surpreendentes. Esta é apenas minha opinião, porque manter o foco também é importante.

PS: Só para esclarecer, eu não quis dizer que casamento tem que ser simples e não luxuoso. Eu amo casamentos luxuosos, glamurosos e se os noivos podem investir numa decoração sofisticada, bom para eles, acho o máximo! Pode ter lembrancinha cara, pode ter tudo que quiserem! O problema mesmo são as pessoas que perdem o foco do casamento e priorizam o “querer ser diferente”, o “querer surpreender”, esse é o problema na minha opinião. Nao estou falando de casamento barato X casamento caro, e sim casamentos onde o foco não é mais casar….

converse com a gente
 0      0       0})
DEIXE SEU comentário
83 Comentários
  1. Paula, disse:

    Fe, bom dia!! Concordo plenamente com vc! Amo casamentos temáticos, mas o meu não será, vai ser um casamento bem clássico e economizei o máximo que pude na decoração, eu mesma fiz bastante coisas para economizar e poder gastar bastante na comida, bebida e música. Na bebida economizamos porque ficamos o ano todo comprando e pedindo para os amigos trazerem do duty free. Terá cerveja também porque a maioria dos amigos são cervejeiros. Contratei o melhor buffet que pude e a banda e Dj são excelentes. Decidi dar apenas bem casados de lembrancinha, mas na ultima hora decidi distribuir havaianas para as meninas porque quero que todo mundo dance até a festa acabar. Bjão

  2. Maria Antonia, disse:

    Post super válido!
    Detalhes são lindos mas qdo não tem nada a ver com os noivos…acaba perdendo todo o charme e dando aquela idéia de ter só por ter! Tudo no casamento é tão caro que se não soubermos focalizar naquilo que realmente é importante, acabamos jogando dinheiro fora e perdemos o objetivo principal
    : celebrar a união e o amor.
    Vimos aqui casamentos de todo o tipo e até os mais simples transbordam ALEGRIA. Isso é que é o detalhe mais bonito!

    Me fez lembrar na minha organização do casamento. Eu achava super bacana ter uma atração durante a festa. Mas nosso orçamento já tinha esgotado. E eu queria a tal da atração..mas no final parei e pensei comigo: “Maria não vai ser essa atração que vai fazer a festa ser mais legal ou durar mais. E sim a sua animação com o Juliano, a alegria de vcs na festa! Não tivemos atração durante a festa e a festa durou até as 5 da manha, tendo começado as 16h30! ”

    Não vale mesmo perder o foco, coisa demais sem a cara dos noivos acaba ficando ridídulo. Fui a um casamento uma vez que tinha até as iniciais dos noivos no papel higiênico do banheiro!!! Fala sério!!

    Adorei o post!!! Suuuuper válido para noivinhas empolgadas nos detalhes!!

    Bjoss

  3. Mayra Silva, disse:

    Páá, Fernanda Floret sambando na cara de noivas neuróticas! Super apoiada Fê! Bjssss

  4. Larissa Tita, disse:

    Bom dia Fer! ontem mesmo conversava sobre isso com meu noivo. Nós queremos uma festa mais em conta sim, mas queremos principalmente todas as pessoas queridas em volta, pq é o que vale a pena!
    beijão

  5. Lorena, disse:

    ‘ Casamento não é para surpreender, é para casar.’
    Vivo dizendo isto para algumas amigas, mas de nada adianta.
    Acho triste quando casamento vira só uma competição de quem teve a festa mais ‘top’.
    Enfim, parabéns pelo post!!

  6. Priscilla Eu Noiva, disse:

    Olha realmente o post disse tudo. Casamento está virando show perdendo a essência. Para quer ter um casamento surpreendente se os convidados não mal recebidos, mal servidos e não sentem o aconchego?
    Concordo muito com a Maria Antonia, é tudo tão caro, e o simples tambem pode ser lindo!
    Pq nada mais lindo do que saber que um casal está ali se preparando para uma nova vida.

  7. Isabel Medeiros | Lajedo, disse:

    Post mais que necessário. O sucesso de um evento depende de vários fatores e o mais importante não pode ser mensurado: o amor e a energia – do lugar, noivos e convidados – no grande dia. Há casamentos com alto investimento em decoração, atrações, que simplesmente não acontecem. São lindos apenas nas fotos. E há aquele em que o investimento em decoração foi mínimo, mas os noivos e convidados estão tão felizes compartilhando o momento, que se torna inesquecível. Esse não terá fotos de detalhes surpreendentes que saem nos blogs e revistas, mas ficará marcado para sempre na memória.

  8. Giu, disse:

    Pois é, foi o que eu tentei dizer alguns posts atrás… Tudo tão “personalizado” que acaba não tendo a cara dos noivos… “Casamento não é pra surpreender, é pra casar”. Fê, essa frase é incrível, resume tudo e com clareza ímpar! Será tão difícil entender???

  9. Maite, disse:

    Fernanda pra variar quem surpreende é vc, parabens pelo Post curto e direto … falou tudo .. casamento é pra se casar nao é super produção eu acho que tem muita noiva que esquece que casamento é pra se casar e transforma o casamento em um super evento , nao é este o sentido, quando eu vejo o album de casamento dos meus Pais sempre penso nisso, no curso de noivas que todo mundo acha que é super chato eu fiquei maravilhada pois la eles acordam a gente pra isso tb, casamento é uma benção de Deus a união e nao uma super produção, é pra se comemorar.. claro, mas de uma maneira como vc diz com a cara dos noivos eu no meu casamentos empre pensei isso me agrada e ao meu noivo ? se sim bem se nao, nao estou fazendo festa para oa demais estou fazendo pra nos eu e meu noivo, entao tem que ter a nossa cara nao é ? Afinal o album como vc diz tem que ter a nossa cara e as coisas e pessoas que realmente nos importam e ponto, nada de agradar ninguem nada do que fiz foi pra ninguem, foi pra nos…Parabens pelo post …

  10. Aline, disse:

    foi bom ler isso, viu.. meu casamento vai ser vintage não pq tá na moda, mas pq é quem eu sou! que bom mesmo ler isso pra acalmar os nervos. obrigada =)

  11. Fê Barni, disse:

    Super apóio!

    Sou de Itajaí/SC e estou fazendo o planejamento do meu casamento. Sempre sonhei com o grande dia, gosto muito de pesquisar sobre casamentos… Mas juro, chega uma hora que você cansa de tanto querer agradar todo mundo e acaba esquecendo de curtir o momento… O pior, você nunca mais vai poder viver isso outra vez.

    Então, uma hora eu parei, dei um tempo, porque estava enjoadíssima. Estava cansada, me sentindo pressionada. Um horror. Agora faço tudo devagar, quando dá tempo… Não quero mais ter gastrite por causa disso! Dane-se se o melhor fornecedor estiver ocupado. Não era pra ser.

    Meu casamento será do tamanho do meu sonho, mas também do tamanho do meu bolso. Escolhi o mais tradicional que pude, mas escolhi a praia de cenário. Com certeza, o melhor da festa não vai ser meu vestido que não será de grife, a decoradora que não foi a mais cara, os violinos que também não foram os mais caros… Nada disso… Será justamente o que não tem preço.

    SERÁ O AMOR DO NOIVO (QUE SEMPRE ME PROVA SER CADA VEZ MAIOR E MAIS PACIENTE) E O AMOR DA MINHA FAMÍLIA. Estes vão ficar pra sempre!

    Exatamente por este motivo escolhi um casamento para poucos e bons… Quantidade NUNCA foi sinônimo de QUALIDADE.

    E tenho dito!

    Beijo, Fê. Adoro seu blog! Parabéns pelo post!

  12. Gerusa, disse:

    Concordo demais. Acho maravilhoso os casamentos que tenho acompanhado no blog. São lindos sem perder a essência. Quero meu casamento diferente sim, mas com a minha cara e a do meu namorado e já conversamos sobre isso também. Fazemos questão de oferecer uma boa festa mas sem nos matar depois pra apagar tudo. Casamento é um momento único e não só pra noiva, para o noivo também. É a celebração de uma união que deverá ser eterna e muito feliz, é o que todos sempre esperam né?!? Adorei o post. Parabéns Fê!!!

  13. Daniela M. Freitas, disse:

    No final da minha festa a melhor coisa que ouvi foi uma amiga me dizer: “Parabéns, seu casamento foi a sua cara!!!!” é isso!!! Que os outros vejam a nossa felicidade traduzida no casamento que planejamos!

  14. Sabrina Salton, disse:

    Ótimo post!
    Muitas vezes nos esquecemos do que é mais importante: a celebração do amor e isso NUNCA deve ser substituído por uma lembrancinha a mais.
    =D

  15. JO, disse:

    Que minha cerimonialista não me veja aqui, mas eu é quem tinha que freia-la nos quando ela me dizia que tinha que ter tal e tal coisa. Exemplo? Não concordo que seja obrigação da noiva fornecer as tais havaianas. Eu pessoalmente acho super deselegante vestidão e chinelão. Se a pessoa achasse essencial, que trouxesse de casa! Não ia gastar $$ com isso de jeito algum! Ou com lembrancinha de qqr tipo! Pra ser jogada no lixo? Acho lindo, mas inútil. Ou com badulaques de pista de dança – que eu considero o brega do brega. Todas coisas que minha cerimonialista disse que “tinha que ter”.

    Mas tive milhões de docinhos deliciosos. Incluindo os caramelados que meu marido fazia tanta questão e que são super difíceis de achar quem faça hoje em dia. Tive um ótimo DJ e a melhor fotógrafa que pude contratar! E um buffet mais que perfeito! :)

  16. Ana Lígia, disse:

    Fe,

    Não sei o que seria de mim sem você e meu noivo … rsrs :) !!!
    Hoje mais do que nunca, tenho a certeza que o que mais importa é o amor que sentimos por todos que estão dividindo conosco este momento tão especial.
    Adoro pequenos detalhes nas festas, mas concordo 1000% que muitas vezes o menos é mais!

    Super beijos

  17. Fabi, disse:

    Apoiada!

  18. Luana Batista, disse:

    Faltam exatamente dois meses para meu casamento! Mto frio na barriga! Eu desde o começo n queria um casamento espetáculo, assim como o título do post, para mim menos é mais, assim seria um casamento com a nossa cara! Mas uma coisa que tenho achado ruim é que muitos fornecedores querem empurrar um monte de coisa q vc n quer, e o pior é que alguns fazem questão de n entender o que os noivos querem. E mesmo que a gente n queira, ficam tentando empurrar.

    Mas enfim, essas coisas passam e agora que começamos e entregar a entregar o convite, que nosso chá surpresa está perto (n teremos chá bar, nem chá de cozinha, minhas amigas vão fazer um chá supresa?!) estamos curtindo muito esse momento com nossos amigos e familiares, isso n tem preço!

  19. Jerusa, disse:

    Parabéns, seus comentários como sempre são muito sábios.
    Vamos usar nosso tempo, dinheiro e energia naquilo que é realmente importante amor, amizade e a nova familia que esta nascendo… afinal esse é motivo da comemoração.
    Casamento não é evento!!!!

  20. Luciana Teixeira, disse:

    Excelente post!!
    Casamento não é competição de qual teve mais lembrancinhas, atrações musicais, havaianas mais bonitas, flores mais caras… Casamanto é a celebração do amor, da união, comprometimento! Vejo tantas pessoas preocupadas só com a festa, melhor DJ, e até convidados que vão só pra beber até cair!!! Até quem está sendo convidado esquece o verdadeiro sentido do casamento!!!
    Não sou contra as grandes festas, muito pelo contrário, acho que se os noivos, ou pais tem condições de comerar, devem sim comemorar e oferecer uma festa pros seus amigos e familiares queridos, pq festa é muito bom!! Mas acho que o bonito é o que está dentro na nossa realidade, o que tem a nossa cara e o que nos deixa felizes!!!
    Tenho sentido falta de ver os noivos preocupados com a cerimônia, seja ela só civil, simbólica, celebrada pelos amigos ou em qualquer religião que a pessoa siga! Casamento é uma benção e pra mim esse é o verdadeiro sentido!

    Parabéns pelo post Fer!!

  21. Aline Farias, disse:

    Parabéns, Fernanda! Eu mesma me peguei cometendo esse tipo de erro algum tempo atrás. Imaginava, oor exemplo, um bolo quadrado só porque achava o redondo usado demais. Queria fazer diferente, diferente de tudo. E, com certeza, acabaria ficando diferente de nós (eu e meu noivo). Caso somente daqui ha um ano e minha ficha caiu a tempo. Hoje estou concentrada em curtir mais e mais esse momento do noivado pra, depois, dizer um “sim” maravilhoso e curtir minha festa que com certeza será a nossa cara! Beijos! E obrigada

  22. ana, disse:

    eu acho que tem os 2 lados….vejo muitos videos de casamento super balada e acho que o foco nao eh esse…o foco do video na minha opiniao deveria ser a cerimonia!!
    mas se alguem quer distribuir havaianas , dar isso e aquilo pq nao? se isso eh o sonho dela , acho q ela tem direito sim …

  23. Marina, disse:

    Menos é mais, sempre! Desde o início valorizei comida, bebida e uma ótima fotógrafa. Os demais detalhes fui decidindo devagar, de acordo com meu orçamento.
    A verdade é que dificilmente casamento espetáculo agrada as pessoas. No último que fui a decoração era exagerada e o telão (coisa mais brega passar fotos da sua vida…. seus convidados já deviam conhecer o casal, né???) passou um video de mais de meia hora! A comida e a bebida estava tão ruim que todo mundo foi embora cedo.
    Desde que o mundo é mundo, festa é comida, bebida e boa música. Além de pessoas que estão compartilhando verdadeiramente a felicidade do casal :)

  24. Carol Cau, disse:

    Bom dia!!!
    Concordo plenamente!!!
    Além de não se reconhecer depois no álbum, as vezes tem gente que faz só pra impressionar os demais e…depois, deita a noita a cabeça no travesseiro e nem está realmente feliz.
    Faça uma festa com muito amor, com gente querida e (claro que receba bem e com carinho seus convidados), mas faça algo que seja bom pra você mesma!!! Lembre-se que o mais importate vem depois da festa (o casamento em si).
    No mais, como cada um tem um gosto e uma opinião, então vamos ser felizes, meninas!!!

  25. Dene, disse:

    Post maravilhoso!
    Vejo isso dia a dia nas fotos…casamentos cada vez mais “surpreendentes” hehehe. As vezes eu penso que as pessoas vão casar com o casamento em vez do noivo!

    Bem, meu casamento será como eu e meu noivo: clássico e tradicional, com pitadas de modernidade.

    Contratamos o que nosso bolso permitiu para dar o maior conforto possível aos nossos convidados, mas uma coisa não economizamos: o amor que está presente desde a preparação, nas nossas escolhas!
    Quer ver uma coisa: eu não uso tomara que caia nunca (odeio mesmo!), adoro brinco grande e sempre me maquio de olho preto, uso batimclaro e adoro blush e vou estar assim no meu casamento: olho preto, batom rosa, vestido com manga/alça e brincão. Vou usar o terço de minha avó junto ao buque e as taças do enxoval de meus avós para o brinde não porque é vintage, mas porque eu quero fazer uma homenagem a minha avó que faleceu e é a pessoa que eu mais amo no universo, sim, ganha da minha mãe e ela sabe disso!

    Apesar de ser um casamento grande (mais de 300 convidados) será tudo muito simples…flores brancas, sem exagero (mato demais me dá arrepeios…kkk) Bem casados e amendoas de lembranças, sem havaianas, sem fantasiar ninguem na pista de dança, sem contratar “animadores” de pista, sem trocar de vestido, sem nada dessas coisas mirabolantes!

    Enfim, estou ansiosa de entrar na nave e ver a carinha do meu amor e ouví-lo dizer sim!
    Bjussss

  26. Daniella Marques, disse:

    Fernanda, esse post foi o mais “concordado” que eu já vi! E não poderia ser diferente, você está coberta de razão. Sábado fui a um casamento maravilhoso, exatamente por isso, um dos melhores que eu já fui. Tudo impecável, a cara dos noivos, sem muito luxo, sem surpresas, sem tentar ser diferente, muito amor, muita alegria. O que mais me chamou a atenção é que eles chamaram somente as pessoas mais próximas, resultado disso foi que eles deram atenção pra todo mundo e todos curtiram a festa com os noivos, uma delícia!!!

  27. kamilla, disse:

    Casamento não é um ritual de quem entra primeiro, de quem vem depois, de quais docinhos escolher etc. Casamento é a união do casal que se ama e que quer celebrar esse amor com a bênção de DEUS independente se o casamento será apenas no civil. Por que sempre nos esquecemos do convidado mais ilustre?Ele não se importa com a cor da sua decoração, com a qualidade do seu convite. Fico muito feliz quando minhas amigas dizem que no meu casamento sentiram a presença de Deus. A presença de Deus sempre foi e sempre será prioridade no meu casamento.

  28. Fernanda Floret, disse:

    Preciso fazer uma ressalva. Eu não quis dizer que casamento tem que ser simples e nao luxuoso. Eu amo casamentos luxuosos, glamurosos e se os noivos podem investir numa decoração sofisticada, bom para eles, acho o máximo! Pode ter lembrancinha cara, pode ter tudo que quiserem! O problema mesmo são as pessoas que perdem o foco do casamento e priorizam o “querer ser diferente”, o “querer surpreender”, esse é o problema na minha opinião. Nao estou falando de casamento barato X casamento caro, e sim casamentos onde o foco não é mais casar….

  29. Viviane Dias, disse:

    Simplismente vc arrasou Fernanda! Parabéns mais uma vez em seus comentários!

  30. Laura, disse:

    É por isso que eu amo esse blog e ele faz parte da minha leitura diária! “Casamento não é para surpreender, é para casar.” Disse tudo! Beijos

  31. Carol Vilas Bôas, disse:

    Corretíssima mais uma vez!
    Quando contratamos nossa assessora de casamento, a primeira exigência que fizemos era: “Não queremos um evento e sim uma boa festa para receber nossos amigos e comemorar o nosso casamento”. A decoração, os detalhes, o que servir, o que beber, tudo é importante, pq queremos que nossos convidados se sintam a vontade e bem recebidos. Afinal, após o casamento que originou a festa estas pessoas continuarão nas nossas vidas e por isso toda a dedicação na preparação da festa, não deixando de lado, é claro, o tradicionalismo do casamento. O meu será simples, preferimos não investir tanto, pois temos outras prioridades, mas será recheado de carinho e dedicação, para que todos se sintam acolhidos. Enfim, casamento é casar e comemorar a união de duas vidas que passam a formar uma nova família e não marketing publicitário de gostos e status. Beijos Fer!

  32. Aline Garroux, disse:

    UAU, Fê. Esse texto diz tudo!

    Já vi muita gente por aí inventando tanto, fazendo tanta coisa diferente pra deixar “com a cara dos noivos”, que o CASAMENTO mesmo, a união, fica em segundo plano!

    Com essa obsessão por inovar, surpreender, os noivos acabam transferindo toda a atenção pras invenções e esquecem de focar no que realmente importa, que é o amor, o momento único.

    Confesso que quando comecei, eu tava completamente perdida nisso, cheia de idéias, etc. É tanta referência pela internet, que, realmente, nós ficamos sem foco. Foi meu noivo que me segurou e me falou: mas isso é um casamento ou uma feira de inovação? rs, não foram exatamente essas palavras, mas no fundo estava virando quase isso.

    Foi aí que eu pensei: TODOS os casamentos que eu fui até hoje, os noivos não ficaram doidos por inovar. Foram casamentos comuns (uns luxuosos, outros não), mas todos tiveram o principal, que é muito amor, muita emoção…

    Eu quero que no final do meu casamento os convidados digam: “Nossa, foi o casamento mais lindo e emocionante que eu já fui!” e não que fiquem comentando “UAU, vocês viram aquele cuspidor de fogo? E aquela dança cibernética dos noivos? E aquela super mega lembrança inovadora? Deve ter custado o olho da cara!” (hahaha um pequeno exemplo).

    Hoje faltam exatamente 9 meses e 4 dias pro meu casamento e já tenho quase tudo fechado!
    Não gastei horrores com os preparativos, mas fiz questão de investir em qualidade no que vai ficar pro resto da vida, que é a fotografia e filmagem, a comida e o conforto e principalmente o AMOR.

    Eu pensei bem e quase todas as lembranças malucas de casamento vão parar no fundo da gaveta. Por isso eu cortei e caprichei na escolha do fornecedor de bem-casados!

    Enfim, pensei em todos os detalhes e deixei idéias mirabolantes de lado. Afinal, eu só quero viver o dia mais feliz da minha vida pensando no que realmente faz sentido na nossa vida :D

    (Aí eu deixo pra inovar na festinha de 15 anos da minha futura filhinha)

  33. Juliana, disse:

    Falou e disse tudo! Eu vou casar em 2013 e tenho visto muuuuitas ideias.. só que tem coisas que não são a cara minha e a do noivo, vou fazer pra que? Porque ta na moda? Daqui 20 anos vou olhar as fotos e qualquer coisa que eu tenha colocado, inclusive meu vestido, provavelmente já terá saído de moda.. e daí eu vou lembrar com carinho daquilo que escolhi porque eu amava, porque era a cara minha e do meu noivo… e é isso que importa!
    Tem coisas tradicionalíssimas que não abro mão, tipo buquê normal, bem casados na saída, topo de bolo tradicional.. e no fim, quem tem que gostar mesmo são os noivos! Não é mesmo?
    Acho que as prioridades são essas mesmo que vc disse: foto, comida, bebida, música. É isso que forma ou não uma festa boa.

    Já fui em uma festa cheia dos detalhes mas que no dia seguinte eu estava com intoxicação alimentar por causa do buffet de má qualidade!!!
    E agora José? Valeu a pena?

  34. Glaucia, disse:

    Estou 100% com vc! Ótimo post, ótimas colocações.
    bjos

  35. Erica Vaz, disse:

    Concordo plenamente!
    Sinto um frio na barriga quando a noiva me diz: quero um casamento totalmente diferente!!!!!
    Tento faze-las entender que casamento é tradicional…..e inovar muito faz com que o casal perca o foco do que é importante!

  36. Vivi, disse:

    Nossa, perfeito!
    Dia desses grandes amigos fizeram um casamento lindo, na praia, e minha amiga chegou de barquinho. Era a cara deles! Aí no fim da cerimônia uma outra amiga vira para mim e fala: -“Amiga, caramba, no seu para inovar você vai ter que chegar de helicóptero hein???”. E eu tipo: – “Ahnn???”. O detalhe: já estou casada há seis meses, sendo que focamos na compra do apartamento e deixamos para fazer a festa depois, sem pressão nem endividamento. Me senti péssima na hora, pois tive a sensação de que quando finalmente decidirmos oficializar o nosso casamento alguns dirão: -“Ah, esperou tanto para fazer só isso?”. Já vi noivos fazendo festão cheio de pirotecnia e depois indo morar com os pais. Isso mostra como realmente os valores estão invertidos hoje em dia. E viva a celebração do amor de verdade!

  37. Liége, disse:

    Concordo plenamente. Hoje em dia são tantas tendências, modas, inovações que muitas vezes vejo fotos de casamento e tenha a impressão de que o “inovar” ficou em primeiro plano, e não as vontades reais do casal. Meu casamento foi bastante tradicional, vetei coisas que não queria como badulaques de pista de dança (que não tem nada a ver com a gente), todos me falavam para eu treinar uma coreografia para a primeira dança porque “tá na moda”, fica mais bonito, etc.. Mas eu não queria e me mantive firme, porque queria dançar com o meu noivo do jeito que ele é, e não com alguém nervoso pensando em não errar o próximo passo (fora o fato de fazer dança não ter nada a ver com ele). E foi tudo lindo do jeito que eu queria, e tenho a tranquilidade de saber que daqui há 20 anos irei olhar me álbum com o mesmo encanto com o qual olho agora, pois tudo foi do jeito que sonhamos e sem exageros ou inovações e modas passageiras.

  38. Ellen, disse:

    Concordo em número genero e grau….para mim como já falaram aqui:

    “Casamento nao é evento”
    e
    “A presença de Deus sempre foi e sempre será prioridade no meu casamento.”

    bjks

  39. Thais, disse:

    Post super pertinente!

  40. Karoline, disse:

    Foi exatamente o que eu quis para meu casamento! Sempre que orava a Deus pelo meu dia,pedia saúde para meus convidados e muita alegria. Me casei,algumas coisas não saíram como planejado,mas contemplei tanta felicidade,alegria e satisfação nos meus familiares que superou grandemente todas as minhas expectativas. Hoje,sinto tanta saudade do meu dia,que dá vontade de voltar no tempo!

  41. Priscila, disse:

    Pois é. Caso daqui 4 meses……eu e meu noivo não somos baladeiros. Mas quando íamos pedir para os convidados guardarem a data, todos diziam: vai ter dança? balada?…………….Não sabemos dançar e ficamos na maior dúvida de por ou não por pista de dança. Acabamos contratando. Mas não tem nada a ver com nós…..mas parte dos convidados (diria que é a metade) são fanáticos por isso. Conversei com a minha cerimonialista e expliquei que nem eu nem meu noivo e parte dos convidados não sabemos dançar nem música lenta. Daí ficou decidido que a pista de dança só vai abrir depois do bolo……….Mas sinceramente, esse detalhe ainda me atormenta!!! Ainda sofro com essa dúvida. Alguém tem alguma idéia do que eu faço???????

  42. Thanandra, disse:

    Fefê Rocks!!!!!!!!

  43. Carambolas, disse:

    Post perfeito, Fê! Coisa linda é ver um casamento cheio de amor! E sim, existem casamentos mega luxuosos pra mil pessoas em que é possível ver a sintonia, o carinho e o prazer dos noivos! E claro, existem também os casamentos pequenos em que dá pra ver o mesmo!
    Pq essa febre de “inovação” está tão, tão desenfreada, que acho que até casais que sonharam a vida toda com festão tem optado por mini wedding pra “parecer” mais aconchegante, informal e personalizado! Socorro! Pode escrever, eles vão se arrepender depois!
    Quer outro exemplo? “Vou inovar, meu priminho vai levar as alianças num caminhãozinho”. Oi??? Que falta de respeito com SUAS alianças, que simbolizam seu compromisso, seu amor, sua intenção de permanecer eternamente com a pessoa amada!
    Dancinha coreografada, qual a finalidade, quando o noivo detesta dançar? Mostrar que ele é duro como pedra?
    E buquê de pirulito, serve pra quê? Pra derreter na mão e melecar a daminha, assim ela dá sossego?
    Sabe o que isso me parece, Fê? Aquelas noivas anos 80/90 que casavam de vermelho pra chocar, pra mostrar que não eram mais virgens. E DAI?!?!?!?!?!?!
    ALÔ, NOIVAS, VAMOS ACORDAR! “CASAMENTO É PRA CASAR”, quer coisa mais sensata que isso?!?!
    Tão fácil ser feliz, mas o povo gosta de complicar…
    Beijo pra vc!

  44. Juliana M Oliveira, disse:

    Concordo plenamente!

  45. Fernanda Spinassi Dalla Vechia, disse:

    Fê, quando li este post na hora quiz responder… como estava no trabalho não ia conseguir dar a atenção necessária… Nota 10 para o seu comentário! Meu casamento foi mês passado… aliás, amanhã faz 1 mês (Uhuuu!!!) e em muitos momentos o que nos fez decidir que rumo tomar oi a famosa frase “Menos é mais”… e foi perfeito, tudo com a nossa cara! Casamento na praia, com cara de praia mas com personalidade… e muito, muito, muito amor! Talvez na renovação dos votos daqui a 5 anos tenham alguns pequenos detalhes que eu queira fazer diferente… mas são só detalhes… às vezes eu me pego vendo fotos de casamentos onde todos estão totalmente alinhados… poucas lágrimas.. e acho lindo! Mas eu não sou assim… sou muito emotiva então nossas fotos tem lágrimas de amor, abraços de amor, sorrisos de amor e tudo lindo demais! Menos? só preocupações! Beijos

  46. Eliana, disse:

    Casamento e um ato simbólico no qual duas pessoas concordam em formar uma familia.Pode ter ato religioso ou não,festa ou não,mas é somente (??) isso.Ja está de bom tamanho,não é?E reforço o que a Fernanda escreveu uns posts antes:isso independe do quanto e se a pessoa irá gastar em decoração,comida,fotos,etc.A “simplicidade” não está nisso,mas sim em não se perder o foco do objetivo da comemoração.

  47. Cristina Starling, disse:

    Fer, esse é um dos melhores posts que eu li nos ultimos tempos. Também tenho um certo medo dessas noivas… Querem uma coisa cheia de coisas “diferentes”, mas não tem personalidade nenhuma. O diferente é sempre alguma coisa que copiaram de outro casamento. Enfim… igual!
    beijos

  48. Mariana, disse:

    Ei Fernanda!! Adorei este post!
    Tenho ido a muitos casamentos tb… E tenho reparado esse tanto de coisas “diferentes”… Parece que a noiva não é mais a atração principal.
    Outro dia minha irmã foi a um casamento e já sabíamos que seria luxuosíssimo. Na verdade eu não aguentava mais encontrar a noiva, pq tudo ela contava o valor (e cada valor alto!!!!!!!!). Ela era “espalha bolinho” em qq lugar que chagava. E aí chegou o tão sonhado dia (dela, claro)… No dia seguinte, perguntei pra minha irmã se ela tinha dançado e aproveitado muito. E a resposta dela: Não!! Tudo era tão chique, que eu fiquei igual uma “abobalhada”, rodando de um lugar pro outro, sem parar. E esse foi o comentário das amigas dela tb. Tudo era tão diferente, cada hora uma “surpresa”, que ninguém aproveitou…
    Parabéns por ter abordado esse tema, Fê!!!! Pena que foi depois que passou esse casamento da amiga da minha irmã, senão eu tinha mandado o link pra ela. Rs!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>