De uns tempos para cá o legal nas festas de casamento é que seja a cara dos noivo, que seja personalizada, que seja bacana e diferente das demais. Só que tudo que é exagerado é chato, e essa história de “ser diferente ou ser a sua cara” de vez em quando também cansa, quando a noiva perde o foco. Vira e mexe recebo e-mails de noivas que querem “surpreender” no casamento. Sinceramente? Fico com medo! Casamento não é para surpreender, é para casar. Surpreender com um brinco enorme sendo que no dia a dia você só usa brinco discreto, surpreender com mil lembrancinhas, atrações musicais, surpresas diversas, supreender querendo que tudo seja diferente sendo que no dia a dia você só usa jeans e de fim de semana vai ao cinema e barzinho… enfim, surpreender pra quê? Daqui há 10 anos você vai olhar seu álbum de casamento e vai se reconhecer?

Não me entendam errado, eu amo casamentos diferentes, amo casamentos com a cara dos noivos e meu objetivo aqui no blog é mostrar que casamento pode ser de diversos estilos, pode ser  descontraído, pode ser clássico, casamentos temáticos, vintage, pequenos, grandes, de dia, de noite, DIY, mega luxuosos, enfim, de todos os jeitos, mas todos eles devem sempre ser a cara dos noivos.

Só que que neste tempo todo indo em festas e escrevendo sobre festas também percebi que os melhores casamentos não são aqueles cheias de surpresas. Festa boa é festa cheia de amor, com convidados queridos, boa comida, boa bebida, boa música. Então será que você não está perdendo o foco se preocupando em criar modismos e surpreender?

O que não pode é ser uma competição de qual é o mais diferente, porque não fica legal gente. Há quem queira ser diferente chegando de helicóptero, colocando máquina de escrever na decoração só porque casamento vintage ficou na moda, fazendo posters com a foto do casal, 3 tipos de buquês para jogar e por aí vai… e depois economizam na comida, na bebida, nas fotos que são o que realmente fica. Nestes casos, querer ser diferente não vale a pena. O foco tem que ser dizer sim e comemorar, sempre. O foco é casar com muito amor. Os deliciosos detalhes que deixam sua festa com sua cara precisam ser naturais e parte da sua história e não surpreendentes. Esta é apenas minha opinião, porque manter o foco também é importante.

PS: Só para esclarecer, eu não quis dizer que casamento tem que ser simples e não luxuoso. Eu amo casamentos luxuosos, glamurosos e se os noivos podem investir numa decoração sofisticada, bom para eles, acho o máximo! Pode ter lembrancinha cara, pode ter tudo que quiserem! O problema mesmo são as pessoas que perdem o foco do casamento e priorizam o “querer ser diferente”, o “querer surpreender”, esse é o problema na minha opinião. Nao estou falando de casamento barato X casamento caro, e sim casamentos onde o foco não é mais casar….

converse com a gente
 0      0       0})
DEIXE SEU comentário
83 Comentários
  1. AnaLu, disse:

    Concordo em número e grau. Eu e meu noivo somos bem caseiros, bem família e de poucos amigos. Nós dois amamos boa comida, doce, chocalte e natureza. Por isso iremos nos casar num restaurante na Floresta da Tijuca (RJ), para a nossa família mais íntima (nada daquela prima de 3º grau, e cia) e amigos de verdade, totalizando 100 convidados. Prioridade? Boa comida, bebida, fotógrafa e chocolate!

  2. Lígia, disse:

    Oi Fernanda! Precisava muito deste post!! Estava há algum tempo me perguntando o que realmente eu quero para o meu casamento com o Marcelo(noivo). É muita gente dando opinião e a gente acaba se perdendo eo mais importante, perdendo o nosso sonho no meio de tanta informação.. Conversamos e decidimos juntos que não vamos fazer festa depois da igreja. Decidimos que o nosso chá de panela será o nosso mini wedding. E na igreja vamos chamar todo mundo que quisermos! Beijos

  3. Renata A., disse:

    OI meninas, Fernanda! Adorei, como sempre hehe, o post! Andei triste, pressionada e parei justamente p pensar….o realmente quero, o que eh importante…….No meu caso, teremos somente a cerimonia numa igreja linda, tombada, que tem tudo a ver comigo, ja q sou arquiteta….tudo simples, mas bonito…..depois os cumprimentos la mesmo… .todo mundo pressiona p ter festa…..ter isso e aquilo…mas o que realmente importa? Eh isso? Claro q nao ne? Entao faremos o q podemos, e principalmente ….com amor, pensando no q significa todo o ritual , essa nova etapa……bjs

  4. Marcia Livia, disse:

    Parabéns pelo post!!

    Pelos comentário fico aliviada ao perceber que muita gente ainda pensa que casamento não se limita a uma festa. Não faremos festa em nosso casamento e vejo que raramente vemos post sobre casamentos apenas com cerimônia religiosa.

    Com um orçamento muito enxuto optamos por uma cerimônia na nossa Igreja, onde fomos criados e todos tem uma carinho especial por nós. E não vamos ter de ‘sofrer’ com a lista de convidados, já liberamos nossos pais para convidarem todos os amigos que desejarem pois o casamento é nosso (noivos, pais e irmãos!!). Queremos uma decoração bonita, elegante, mas que não esconda o verdadeiro motivo de estarmos ali: receber a benção de Deus e dos nossos queridos e mostrarmos a todos que o nosso amor é vivo e transborda de felicidade! Depois disso, vamos viajar e nos curtir, sem deixar nada de dívidas para pagar!

    E viva os casamentos que transbordam amor e cumplicidade!!!

  5. Paula, disse:

    Clap clap clap clap! De novo Fernanda???? Essa semana vc esta se superando! Apoio muito. As pessoas esquecem que a essencia do casamento eh o… erm… casamento!!! E ficam querendo disputar quem teve os melhores e mais caros fornecedores, que fez a entrada mais diferente, quem teve show disso ou daquilo, enfim… E cade a celebracao do amor??? Cade aquelas fotos lindas que daqui 100 anos quem olhar vai dizer: nossa, quanto amor!!! Eu sinceramente espero que ninguem saia do meu casamento falando de como tudo estava lindo. Quero que antes de mais nada digam: que dia maravilhoso que tivemos! E se tambem lembrarem que estava tudo bonito e gostoso, esta otimo tb, mas nao eh minha prioridade.

  6. Carol, disse:

    Muito sensato seu post. Adorei!

  7. Camila, disse:

    Concordo mmuito!

    meu casamento teve muita coisa diferente, mas absolutamente tudo teve um motivo e uma história por tras…
    e ao inves dos convidados terem uma impressão do tipo… que diferente, eles tiveram umaa reação do tipo
    “nunca vi tanto amor e tanta sintonia”
    “foi o casamento mais emocionante”
    “a cerimonia mais linda”
    e o melhor “depois de muito tempo de casado me senti casando novamente, senti que o amor existe”

    estes foram alguns dos comentarios que recebi, inclusive por escrito de alguns convidados e isso para mim não tem preço!

    sinto que meu casamento foi o mais lindo do mundo do meu mundo!
    Camila
    voumecasarembh.com

  8. Josy Dayanne, disse:

    Lindo o post, estou só aprendendo com quem sabe. Tbm quero o meu casamento assim, muito amor e não muitas surpresas. =)

  9. Priscila Borges, disse:

    Fernanda, você disse tudo. E seria bom que todas as noivinhas tivessem a oportunidade de ler. (+1 para compartilhar)
    Concordo com o lema O menos é MAIS! Acredito que o segredo está na criatividade. Quando o casal consegue unir cara dos noivos+orçamento+necessário+criatividade = CASAMENTO SURPREENDENTE.
    No meu casamento, eu queria uma big festa com tudo o que tivesse direito, mas como o orçamento não ajudava, planejei um coquetel no estacionamento da igreja. Os convidados saiam da igreja, nos cumprimentavam e pronto, o coquetel estava sendo servido. Um som automotivo e 2 cds gravados por mim fizeram a trilha sonora. E depois de 5 anos, ainda ouço falar de como gostaram do meu casamento.
    ps.: acrescento ainda no seu texto, que muitas vezes qd os noivos se preocupam em gastar horrores em atrações e surpresas e economizam no cerimonial. Não adianta nada, pois quem vai coordenar tantas atividades?

  10. Camila Stecca, disse:

    Todas as noivas do mundo deveriam refletir com esse post!

    Fazer alguma coisa que nao condiz com sua personalidade e seu jeito de ser, seja no casamento ou em qualquer outra coisa da nossa vida, isso sim é brega, é feio e acaba se tornando triste.

    A coisa mais linda de ver é o amor e alegria dos noivos, amigos e família no dia do casamento. Nada supera isso.

    Assino embaixo todas as linhas e virgulas de hoje!!!!!

    Parabéns!!!!

    Bjs

  11. Dani, disse:

    Fernanda, não posso descordar… Tem uma pesssoa que conheçi que quis “inovar” tanto no casamento, que o casamento saiu mais sem sentido que as pessoas já viram e como vs sabe, sairam comentando! Muito chato isso, mas enfim!

    Na cabeça dessa noiva, ‘inovar’ era: fazer um “blog-diário” estilo 5ª série que contava tudo sobre o csamento, lua de mel e vida de casada aos mínimos detalhes, coisas até bem constrangedoras sobre as condições financeiras dos noivos e famílias, fazer todos os docinhos e comes da festa em forma de coraçãozinho. Convites? Somente para os parentes e padrinhos! O resto das pessoas foi ‘convidada’ pelo pastor durante o culto, convites entregues na igreja e na frente de todos, flores de papel no teto da festa, queria de qualquer jeito um bolo quadrado, noivo de tenis, o centro de mesa era uma foto dos noivos, cadeiras de plastico com toalhas de papel pink, talheres e copos de plástico, uns cinco raminhos de flores na nave e só, casamento na hora do almoço (sim, às 12:00h!), sem daminhas e florista, sem músicas mais tradicionais (ok), somente um sax tocando, não queria lembrancinhas, não queria filmagem do casamento e além de tudo isso, o buffet de churrasco!!!!

    E ela fez tudo isso!! Foi difícil achar o casamento a cara dos noivos, parecia que tava faltando tudo!! O ‘inovar’ dela acabou deixando o casamento vazio, sem graça e estranho para todos, fora o festival de gafes. Após esse casamento aprendi uma lição: menos é mais, mas não é tirando TUDO e mudando tudo de um casamento que se consegue inovar, ser diferente e mostrar pros convidados que somos diferentes e únicos e que bolamos uma festa cool e surpreendente e sim nos pequenos detalhes, é por isso que amo seu blog!! Quando eu me casar um dia, jamais vou pro mesmo caminho que essa pessoa foi, prefiro vir aqui e me cercar do que é lindo e significante!:)

  12. Danielle, disse:

    Pois é, na verdade hoje penso que alguns acreditam que casamento só se faz com coisas superfulas, e na verdade acabam se esquecendo que um casamento já se inicia muito antes, o modo de casar independe de como irá ser a festa, o vestido, pois para mim o casamento se começa quando os dois se inicia uma nova vida, onde não há glamour, onde não á fotos, nem plateia, e o que fica simplesmente é o amor, o amor que os uni e os faz viver intensamente. Junto claro com o cordão de três dobras, que não se rompe com facilidade.

  13. Daniele Tavares, disse:

    Por esse e outros motivos este blog é o meu preferido sobre casamento.

  14. Thais Nogueira, disse:

    Post perfeito!
    A noiva que se perde nas “extravagâncias desnecessárias”, perde no prazer de chegar no salão, olhar tudo e dizer: “Uau! Essa festa é um pedacinho da gente (do casal)!”.
    Parabéns pelo post!
    Bjs

  15. Rosemary, disse:

    Adorei Fernanda!
    Achei o post muito pertinente! Muito bom ler isso e ver que concordo com vários tópicos, sendo que estou na fase de “começando a planejar”.

    Abraços e bom final de semana!

  16. Bruna, disse:

    Curti muito! Falou e disse! Na minha cidade tem um promoter que fala que casamento tem q ter isso, isso e aquilo… e se não tiver, não presta….
    Ele devia vir aqui no seu blog ler esse texto!

  17. Ge Martins, disse:

    Fe, Parabéns pelo post, como sempre super pertinente!
    Também concordo que ser “a cara dos noivos” é ser o que eles são mesmo na vida real!
    A gente se inspira sim com os detalhes dos casamentos que a gente vê, mas como a palavra mesmo já diz, se inspira, só se inspira! O que é muito diferente de ficar pegando aleatoriamente referências aqui e acolá só porque acha que está na moda casamentícia…rsrs…
    Concordo plenamente com vc que ninguém tem que ser um personagem no dia do casamento, a gente tem que se conhecer e se reconhecer inclusive nesse dia tão importante, e esquecer essa ideia de usar sapato de tal cor, pintar a unha com tal esmalte, usar um tipo de jóia ou modelo de vestido que vc jamais usaria na sua vida inteira, de fazer um “bolo de casamento”, se gosta mesmo é de bolo de fubá, né?!
    O casal tem que ser o que é! E ter no casamento aquilo que gosta todos os dias!!!
    Por isso, no meu casamento, só eu e meu marido opinamos e a família e amigos ajudaram a realizar cada detalhe com todo o carinho, pois sabiam que tinha tudo a ver com a gente!
    Bjs Fe.

  18. Pâmella Valacio Lemos, disse:

    Nossa adorei o comentário, quando estava casando, realmente me perguntei se estava perdendo o foco e fazendo um espectáculo ao invés de uma cerimonia, pensei bastante….acho que no final o que toca e o que fica são os detalhes de amor, como o olhar dos noivos cheios de amor…

  19. Carol, disse:

    Super verdade! Segui muito à risca a idéia de me sentir eu mesma, fazer tudo do meu gosto (já que o noivo deu carta branca pras minhas pirações) e a única coisa que eu queria, porque AMO, e não tive, foi bolo com recheio de doce de leite e ameixa, hahahaha!
    Eu AMO mesmo, mas o noivo vetou porque achou muito pobre, disse que não combinava com o resto do cardápio e ficou de me dar um de aniversário! E até hoje a gente ri dessa história!
    Tem coisa mais gostosa do que ser feliz do seu jeito?

  20. Paula Sousa, disse:

    Fernanda tambem compartilho de sua opinião. Tenho acompanhado varios casamentos, e os mais especiais sao as celebrações em que o casal transfere aos seus convidados todo amor e a alegria que existe naquela união. Os detalhes sejam simples ou luxuosos são apenas acessorios. Quando comecei a pesquisar sobre o que fazer para o meu casamento, me senti perdida com tanta oferta de detalhes que por um momento pensei em desistir para não fazer feio, mas refleti e cheguei a conclusão que posso fazer uma linda cerimônia, porem seguindo o meu perfil e não o que dita a moda. Bjs.

  21. Bem Casadas, disse:

    PERFEITO!
    É exatamente isso, hoje em dia existem milhões de ideias, de modas, opções… E isso é muito valido. Valido no sentido de que os noivos tem a opção de escolher, entre tantas opçoes, o que combina com eles, com o que eles se identificam. E não sair colocando de um tudo no casamento só para ser noidade! Eu concordo plenamente com você, Fernanda.
    Abs!

  22. Rhy, disse:

    Fernanda, seu post foi para mim! Estava tão preocupada em garantir que meus convidados se divertissem na festa que pensei em coisas que não combinam comigo e com o noivo, mas depois de ler seu post conclui que só vou ter aquilo que tem a ver com a gente e a pista cheia será consequência!
    Obrigada, viu?!
    Beijos

  23. Marina, disse:

    Eu concordo com tudo o que disse!!!

    Bom, eu pretendo me casar no ano que vem… um casamento pequeno, pra no máximo 100 convidados… mas meu sonho é casar numa chácara ou perto de uma represa, num deck de madeira… este é meu sonho, porque faz parte de quem eu sou. Amo a natureza. Moro em um dos lugares mais lindos do interior, a chamada Chapada Guarani.
    Outra coisa que eu almejo no meu casamento é uma banda de Ska, pois é um estilo de música muito divertido, e que que AMO! O problema é que eu fico pensando: “Mas meus convidados não curtem esse estilo de música”. Por outro eu penso: “Mas a festa é dos noivos, não é?” Não é importante que seja especial pros noivos? nós não gostamos de músicas que o povo gosta… fica dificil…mas enfim! É o que eu quero, é o que queremos e torço pra dar tudo certo.

  24. Carolina, disse:

    Muito legal seu post Fernanda. Foi de uma lucidez sensacional!
    Parabéns!!

  25. Renata, disse:

    Falou e disse!
    Super apoiada.
    Nessa fase de preparativos e escolhas, o que mais tenho visto é exatamente isso.
    Tudo muito além do necessário.
    Casar é clássico, vestir-se de noiva então! nem se fala.
    O momento deve ser único e não “diferentinho” pros convidados.
    Aliás, a maioria dos convidados ainda espera por uma boa e velha festa de casamento.
    Apoiada Fe
    Abs
    Renata

  26. Noivinha Ansiosa, disse:

    Concordo em gênero, número e grau!
    Entre todos os modismos dos casamentos que vejo por ai. Aquele velho tripé de comida, bebida e música sempre saem na frente quando o quesito é festa boa. Claro que regada a muito amor!
    Também não sou contra a surpresas, lembranças caras e louças lindas. Mas é fato que ninguém vai falar que sua festa foi boa porque tinha as taças e a mobília mais linda da região!

    Apoiada!

  27. Michelle Rocha, disse:

    Casamento bom é quando tem comida boa e farta! Esse vai ser o ponto alto! Com certeza .. ;D

  28. Maisa, disse:

    Parabens pelo post Fernanda concordo com vc e acho importante não perdermos o foco….
    Beijos

  29. Silviane Dutra, disse:

    Fernanda, parabéns pelo post! Como sempre, você fala a coisa certa de forma objetiva e elegante! Sou sua fã! Bjs!

  30. valeska, disse:

    oi Fernanda,é a primeira vez que visito o sei site!Vou me casar em setembro..tenho varias em mente…mais depois de ler este post,vou repensar melhor o planejamento do grande dia…muito sensata vc..parabéns..bjo

  31. canto da Floresta EcooResort, disse:

    Fernanda só tenho a agradecer as grandes dicas q nós do Canto da Floresta tiramos de seu Blog. Fechamos o Resort para Casamentos e em todos indicamos vc! Grande Abraço

  32. Carmem, disse:

    ótimo artigo. Por que as pessoas têm que ficar pressionando as outras?Por que não respeitar a personalidade dos noivos? Se o casal tem um estilo mais intimista e querem reduzir sua lista de convidados à família por que forçá-lo a atender etiquetas tendo que convidar um ambiente de trabalho inteiro ou um colega só porque trabalha junto há alguns anos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Muitas das dúvidas que vocês me enviam são relacionadas a questões jurídicas. Afinal organizar um casamento também é isso, saber ler um contrato, entender a melhor opções de regime de bens, saber tudo o que o casamento civil envolve e aí por diante. Por isso convidei a advogada Lívia Vital Bueno para escrever para a gente sobre as questões jurídicas que envolvem um casamento. Vamos começar falando de contratos:

Quando um casal decide se casar, mal imagina a quantidade de fornecedores que encontrará pela frente. São tantos detalhes a serem decididos, tantos orçamentos, tantos contratos com letras pequenas e termos estranhos aos noivos…

Na grande maioria das vezes, durante a longa jornada que separa o noivado do altar, os fornecedores selecionados são muito simpáticos e envolventes, pois a intenção é conquistar o cliente logo no primeiro contato, mas é justamente nesse ponto que os cuidados do casal devem ser redobrados.

Antes de assinar qualquer contrato, tenha certeza de que compreendeu todas as cláusulas do documento e de que está de acordo com elas. Evite agir por impulso e acreditar que aquilo que foi estipulado apenas verbalmente será cumprido. Muitos casais se frustram acreditando nisso.

Um contrato bem redigido e claro (preferencialmente assinado por 02 testemunhas, para que seja considerado título executivo extrajudicial – o que é fundamental para que eventual processo judicial não seja tão demorado), é a melhor garantia de que o produto ou o serviço adquirido será efetivamente entregue ou prestado, bem como de que o valor pago será ressarcido em caso de eventual falha na entrega ou na prestação contratada. Isso porque o contrato nada mais é do que o instrumento que formaliza os direitos e obrigações de cada parte e serve para proteger ambos os contratantes.

Não tenha vergonha de pedir que o fornecedor esclareça ou complemente uma cláusula confusa ou que não disponha exatamente o que foi combinado. Não há problema algum em fazer isso, pelo contrário, tal postura deve ser adotada justamente para evitar maiores aborrecimentos. Sempre tenha em mente que o contrato deve ser vantajoso para ambas as partes: contratante e contratado devem ficar satisfeitos com o negócio celebrado.

Além disso, pesquise a idoneidade do fornecedor e de que forma ele atua no mercado. Dessa maneira, certamente não haverá surpresas desagradáveis no seu evento, como ocorreu com um casal do interior de São Paulo que contratou os serviços de um buffet, incluindo o salão onde seria realizada a festa, mas que 02 meses antes do casamento teve que buscar outros fornecedores, porque as obras do salão, que à época da contratação ainda estavam sendo realizadas, não estavam concluídas. Nada mais frustrante.

É evidente que em tais casos a reparação dos danos materiais e, especialmente, danos morais poderá ser pleiteada em juízo, mas saiba que um contrato redigido de forma clara e justa facilitará tudo isso, permitindo aos noivos guardar na memória somente a linda festa que tiveram.

Lívia Vital Bueno é advogada no escritório Donnini & Fiorillo Consultores Jurídicos e Advogados Associados. Para entrar em contato com ela: liviabueno@donninifiorillo.com.br

converse com a gente
 0      0       0})
DEIXE SEU comentário
28 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Se você está organizando o seu chá-de-cozinha, deve estar se perguntando quais utensílios certos pedir de presente? Cozinha boa e prática é aquela bem equipada com os utensílios essenciais para te ajudarem. Se já casou, será que você ganhou ou comprou tudo?

As meninas da Dedo de Moça, que entendem do assunto, prepararam um arquivo para download gratuíto com a relação de todos os utensílios básicos e também os de nível intermediário e avançado. Faça o download, pode te ajudar na hora de fazer a lista do seu chá-de-cozinha ou mesmo para conferir se você já tem tudo na sua cozinha!

converse com a gente
 0      0       0})
DEIXE SEU comentário
14 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>