vinho-tinto

Já que estamos no inverno, vamos falar sobre vinho tinto para casamento? Neste friozinho (pelo menos aqui em São Paulo está um friozinho neste momento!), um vinho sempre caí bem.

Precisa servir vinho tinto num casamento? Precisar, não precisa. Sua festa pode ter apenas o espumante, conforme falamos no post anterior. Mas se o serviço será empratado, com lugares à mesa para todos os convidados e a família gosta de um bom vinho, vale a pena servir sim. Normalmente o vinho tinto é oferecido apenas durante o jantar, harmonizando com o prato principal. Para festas informais com cardápio finger food, não faz muito sentido servir vinho tinto. A quantidade de garrafas sugerida é de 1 garrafa para cada 8 convidados. Mas se sua festa será numa noite quente e seus amigos não costumam beber muito vinho (preferem bebidas geladas como drinks, espumante ou cerveja), a quantidade de garrafas pode ser ainda menor.

O bom de sobrar algumas garrafas de vinho tinto do seu casamento é que você pode guardar em casa e usar para receber os amigos na casa nova. Eu fiz isso quando casei e adorava receber os amigos oferecendo o mesmo vinho da festa de casamento.

Conversei com a Casa Lisboa, especialista em bebidas para casamentos, e pedi 5 sugestões de bons vinhos para sua festa (preço de Julho/ 2015).

relação de profissionais desse casamento

Bebidas: Casa Lisboa (SP)

converse com a gente
 0      1       0})
DEIXE SEU comentário
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

espumante

Numa festa de casamento são servidos diversos pratos, entre canapés, entradas, prato principal e sobremesas. Você não precisa se preocupar um harmonizar cada prato com uma bebida, até porque senão terão muitas opções de vinhos e é difícil administrar. Uma bebida é considerada curinga das festas e harmoniza bem com quase todos os tipos de prato: o espumante.

Dentre os vinhos espumantes, você sabe qual a diferença entre champanhe, prosecco e cava? Regrinha básica: na dúvida se é um champanhe, prosecco ou cava, chame de espumante, afinal todo vinho gaseificado é um espumante!

Champanhe: Apenas os vinhos espumantes produzidos na região de Champagne, na França, podem ser chamados de champanhe. O método de fermentação usado é o champenoise. São usadas uvas chardonnay, pinot noir e pinot meunier e sua produção passa por regras rígidas, por isso costuma ter o preço mais elevado. O blog indica o champanhe Laurent- Perrier, não muito conhecido no Brasil ainda, mas é o champanhe que foi usado no casamento do Príncipe Williams e Kate Middleton.

Prosecco: Antes prosecco era um tipo de uva originário da Itália, por isso a maioria dos espumantes proseccos são iatalianos, apesar de também poder ser encontrado versões nacionais. Porém recentemente a Itália alterou a lei, assim como no caso do Champanhe que só pode ser chamado assim se produzido na região de Champagne, o Prosecco só pode ser chamado assim se produzido nas regiões de Veneto e Friuli. Os proseccos são elaborados pelo método charmat, onde a segunda fermentação ocorre em grandes tanques de aço inox e não na própria garrafa.

Cava: Se a França tem o Champanhe, a Itália o Prosecco… a Espanha tem a Cava! A Cava é o espumante espanhol que utiliza as uvas Parrelada, Xare-lo e Macabeo (Viura) e só pode ter a denominação de Cava se for produzido na Espanha e com estas 3 uvas.

Espumante Nacional: Erra quem pensa que para um espumante ser bom tem que ser francês, italiano ou espanhol. O Brasil é um excelente produtor de espumantes e tem ganho diversos prêmios internacionais. em muitas degustações às cegas, os espumantes brasileiros vencem grandes marcas de espumantes europeus. Um bom espumante nacional faz bonito em qualquer festa.

Pedi para nossa parceira Casa Lisboa indicar 5 espumantes perfeitos para casamentos. A Casa Lisboa oferece degustação, consignação e reposição de bebidas durante o evento. Veja abaixo que há boas opções em todas as faixas de preços.

relação de profissionais desse casamento
converse com a gente
 0      2       0})
DEIXE SEU comentário
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

comesebebes

Já contei para vocês no primeiro post sobre o casamento da minha irmã que o estilo da festa foi definida em três palavras: encantado, sofisticado e alegre. Se houvesse uma quarta palavra, seria gastronomia.

A noiva tem curso superior de gastronomia, com especialidade em confeitaria. Boa comida era então um item muito importante, assim como a bebida. Não só pela formação dela, mas boa comida e boa bebida são os segredos de qualquer boa festa.

Vou começar falando das bebidas, vocês já viram aqui no blog que os padrinhos fizeram um curso de drinks com a Help Bar antes do casamento. Foi legal porque no casamento, os padrinhos já conheciam bem o segredo de cada drink. Mas o que quero comentar mesmo é o welcome drink. Não estou falando das águas aromatizadas antes da cerimônia religiosa (tinha também), mas sim sobre depois da cerimônia religiosa. No momento em que a cerimônia acaba, os noivos e padrinhos vão para as fotos protocolares, os convidados entram na festa e são recebidos com um drink de boas-vindas. Garçons já estavam posicionados com uma bebida criada especialmente para o casamento, com frutas vermelhas, um sucesso.

Já sobre o cardápio, o tipo de serviço escolhido foi o menu degustação criado pelo Buffet Marcelo Gussoni. Tivemos alguns motivos para escolher este tipo de serviço: primeiro que se fossemos colocar mesa para todos os convidados, para servir jantar empratado, não teria espaço suficiente para as salas que fizemos na decoração, perderia o clima de casa e encantado que era a proposta. Segundo que os noivos queriam uma festa com clima informal, nada de todos ficarem sentados esperando a comida ser servida e ter que comer exatamente naquele momento. O menu degustação permite que os convidados circulem e possam comer a hora que quiserem. Terceiro, era uma festa pequena de maioria jovem.

Algumas pessoas acham que o menu degustação oferece pouca comida, sempre em “miniaturas” e que os convidados saem com fome, com a impressão que não jantaram. A verdade é: tudo depende do buffet que você contratar! Não é o caso do Buffet Marcelo Gussoni, era tanta fartura de comida, mas tanta, que havia muita comida até o fim da festa e minha mãe ainda levou um pouco pra casa para comer no dia seguinte, rs!

Havia uma grande mesa “ilha gastronômica” com 4 metros de comprimento cheia de delícias para os convidados se servirem o tempo todo, do começo da festa até o último minuto, incluindo 2 pratos quentes como bobó de camarão e escondidinho de carne seca. As mesmas opções também estavam numa mesa menor num outro ambiente da festa. Além disso também havia o coquetel passado com opções frias e quentes e o jantar passado em mini pratos (Raviolinis de Alcachofra e aspargos frescos com suave molho cremoso de limão e Risoto milanês com mini escalopes de filé mignon). Estes pratos ficaram disponíveis na ilha gastronômica após serem passados, ou seja, os convidados podiam repetir e comer a hora que quisessem.

A sobremesa tem uma história especial: como a noiva tem formação de confeitaria, ela pediu para ser incluir no cardápio uma receita dela – Macaron e fromage Blanc com morangos. Na minha opinião, esse é um dos jeitos de deixar o casamento único e com a cara dos noivos. No menu estava escrito que era uma sobremesa da noiva, para todos saberem!

E para os fortes, na pista de dança, ainda tinha o lanchinho da madrugada com mini hambúrguer, tostex e mini churros.

relação de profissionais desse casamento

Fotos: Renata Xavier (RJ)

Buffet: Buffet Marcelo Gussoni (SP)

Bar: Help Bar (SP)

 

converse com a gente
 0      1       0})
DEIXE SEU comentário
2 Comentários
  1. Renata, disse:

    ADOREI!!!!

  2. Renata Floret, disse:

    Que deliciaa!!! Amo o Gussoni e a Help Bar! Gente, quem for fazer festa e contratar eles por favor me convida, quero comer tudo isso de novo!! rs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>