LUADEMEL-TAHITI

São os casamentos reais os posts preferidos que servem de inspiração para vocês, leitoras. Daí eu fiquei pensando… E se as dicas de lua de mel também fossem experiências reais de recém-casadas leitoras do blog? Nada como receber dicas de quem acabou de voltar de um destino especial. Em parceria com a agência de turismo Kangaroo Tours (que tem unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e atende Brasil inteiro), conversei com a Ludmila, leitora do blog que acabou de voltar de um sonho de lua de mel na Polinésia Francesa!

LuadeMel-Tahiti_1LuadeMel-Tahiti_3 LuadeMel-Tahiti_4

Destino Escolhido: Polinésia Francesa (Tahiti, Moorea, Taha’a, Bora Bora e Rangiroa).

Agência de Viagens: Kangaroo Tours.

Duração da viagem: Foram 15 dias de viagem, sendo 2 no Tahiti (primeiro e último dias), 3 em Moorea, 3 em Taha’a, 3 em Bora Bora e 4 dias em Rangiroa.

Época do ano viajada: Junho de 2014.

Hotel de hospedagem: Intercontinental Resorts em Tahiti, Moorea e Bora Bora | Le Taha’a em Taha’a | Kia Ora Resort em Rangiroa.

Razão para ter amado o hotel? A Rede Intercontinental tem ótima estrutura. O Resort de Moorea tem o Dolphin Center, onde nadamos com os golfinhos, demais! O Le Taha’a é incrível por ser uma ilha privativa, resort exclusivo e luxuoso, é o melhor lugar para nadar embaixo do bangalô, água muuuito transparente, pode-se ver arraias e pequenos tubarões no Coral Garden do Resort. O Kia Ora Resort tem uma estrutura menor, bem personalizado e a piscina que adentra o mar. Tem a melhor vista, as colorações da água mais bonitas! Cada ‘beach bungalow’ tem sua jacuzzi ou piscina privativa, ambas de frente pro mar. Todos os Resorts nos presentearam com champagne e frutas no quarto por estarmos em lua de mel.

Qual foi a refeição mais inesquecível? Carneiro com um molho local (à base de côco), no Kia Ora Resort, em Rangiroa. Adoramos também o Bloody Mary, excelente restaurante de frutos do mar em Bora-Bora.

Um passeio que vocês nunca vão esquecer? São dois: Lagoonarium (Bora-Bora) e Reef Islands (Rangiroa).

Um achado de viagem? Casamos na Polinésia também. Foi na tribo Tiki Village conforme tradição local. Sem vestido branco, bem diferente da nossa cultura. Inesquecível!!

LuadeMel-Tahiti_2

Qual dica desta viagem passaria para seu melhor amigo? O Cartão Ambassador da Rede Intercontinental dá vantagens como upgrade na hospedagem paga, ficamos sempre num bangalô de categoria imediatamente acima a que pagamos.

Além das fotos e das memórias, qual a lembrancinha que trouxeram do local? Pérolas e baunilha, que são os pontos fortes da economia polinésia (além do turismo, lógico). Além disso, uma imagem do Tiki (Deus Polinésio) e artigos da Hinano, cerveja local.

Fotos: Arquivo pessoal dos recém-casados

KangarooTours

converse com a gente
 0      1       0})
DEIXE SEU comentário
5 Comentários
  1. Cynthia Castro, disse:

    Adorei essa ideia das dicas para lua de mel, principalmente em ter falado da Polinésia que é destino que eu sonho em ir!

  2. Renata, disse:

    Que lugar indo! Quero ir agora, pode?! rs! Adorei a idéia de posts de lua de mel das leitoras!

  3. Dalila, disse:

    Perfeita essa ideia, Fê! Eu já casei, não venho aqui mais no blog diariamente, então essa ideia de postar a lua de mel vai ser bem legal pra ex-noivinhas também! Mas eu achei o post curto… Quando estava começando a imaginar o local, a sonhar, acabou kkkkkkk Beijocas

  4. BYanca, disse:

    Adorei a matéria!! Estamos bem em dúvida com meu noivo para onde vamos, e esse tipo de matéria nos ajuda a ter uma ideia de como é. Como sugestão, poderiam colocar mais ou menos o valor gasto na viagem.

  5. luana, disse:

    Sei que é meio indiscreto mas voces tambem poderiam passar noçoes de valores kkkkkk
    Se nao ficamos babando sem saber se o sonho é possivel!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

LuadeMel-Patagonia

Saímos de São Paulo voando Sky Airlines para Santiago, são 4 horas de voo. Lá fizemos uma pernoite no hotel em frente ao aeroporto e na manhã seguinte, bem cedinho, pegamos outro voo de mais 4 horas até Punta Arenas. Chegando lá, um carro nos esperava para mais 4 horas de estrada até o Tierra Patagônia Hotel. Depois de todo este trajeto, quando você acha que chegou ao fim do mundo… Aparece uma placa escrito “Rota do Fim do Mundo”, rs! Sim, é quase o fim do mundo e é absolutamente lindo! Chegamos na Patagônia Chilena para dias de experiências incríveis.

Desde o final de 2012 quando fui a Tierra Atacama (vocês acompanharam a viagem nestes posts), fiquei morrendo de vontade de conhecer a outra unidade do grupo, o Tierra Patagônia, por isso não pensei duas vezes quando recebi o convite do hotel para visita-lo.  O que eu mais amo nestas viagens é que são cenários completamente diferente do que estamos acostumados. Sempre que faço meus relatos de viagem aqui no blog, são dicas de lua de mel. Lógico que desta vez vale para os casais aventureiros, esportistas ou que buscam uma experiência diferente, um cenário fora do comum. Se não é seu perfil de lua de mel, não faz mal, deixe para uma viagem de férias ou comemoração de bodas. Vale muito a pena!

O Tierra Patagônia abriu em 2011. São 40 quartos, todos com uma vista espetacular para o lago Sarmiento e o Maciço del Paine. Aliás, o hotel todo tem essa vista espetacular, é integrado com a natureza e decorado estilo rústico-chique. Fecha durante o inverno, entre Junho e Agosto. Reabre todos os anos em Setembro e a temporada vai até Maio, sendo que os meses mais indicados para visita-lo são Setembro, Outubro, Março e Abril, meses com menos turistas e temperaturas amenas. O que eu mais gosto nos hotéis do Tierra é que todas as refeições já estão inclusas, considerando não só as principais como snacks durante os passeios e até o vinho. Os passeios também estão inclusos e sempre em carros próprios do hotel com grupos pequenos, ou seja, é o tipo de viagem que você já sabe exatamente o quanto vai gastar. As únicas coisas não inclusas são as massagens no SPA, o passeio de barco para ver o Glaciar (é terceirizado) e as gorjetas (brasileiro tem mania de não dar gorjeta, mas vale lembrar que parte do salário dos guias vem das gorjetas, faça sua parte!). No dia da chegada todos os visitantes tem um bate papo com o Guia, para já definir os passeios da viagem.

Tierra-Patagonia-Hotel_01 Tierra-Patagonia-Hotel_02 Tierra-Patagonia-Hotel_03 Tierra-Patagonia-Hotel_04 Tierra-Patagonia-Hotel_05 Tierra-Patagonia-Hotel_06 Tierra-Patagonia-Hotel_07 Tierra-Patagonia-Hotel_08 Tierra-Patagonia-Hotel_09 Tierra-Patagonia-Hotel_10 Tierra-Patagonia-Hotel_11 Tierra-Patagonia-Hotel_12 Tierra-Patagonia-Hotel_13 Tierra-Patagonia-Hotel_14 Tierra-Patagonia-Hotel_15

Nosso primeiro dia de descobertas começou com um passeio de carro até a Laguna Azul, parando antes na Laguna Amarga. Para quem está em lua de mel ou viagem de casal, nada melhor do que não ter que acordar tão cedo! A maioria dos passeios começa às 09:30h, o que é ótimo para acordar com calma (pense nisso quando decidir a lua de mel!).

A cor da água azul clara é de tirar o fôlego. Encontrar com diversos animais pelo caminho é sempre uma surpresa. Vocês vão perceber que me apaixonei perdidamente pelas ovelhinhas, cada vez que via uma pedia para o motorista parar parar tirar fotos.

Na parte da tarde o passeio foi mais “esportivo”, digamos assim. Um trekking de 3 horas de duração. A parte compensadora é chegar no hotel no fim da tarde e se jogar na piscina aquecida do SPA. Piscina com visual lindo e água quentinha em torno de 34 graus. A massagem que eu fiz no SPA também foi maravilhosa.

Tierra-Patagonia-Hotel_16 Tierra-Patagonia-Hotel_18 Tierra-Patagonia-Hotel_19 Tierra-Patagonia-Hotel_20 Tierra-Patagonia-Hotel_21 Tierra-Patagonia-Hotel_22 Tierra-Patagonia-Hotel_24 Tierra-Patagonia-Hotel_25 Tierra-Patagonia-Hotel_26 Tierra-Patagonia-Hotel_27 Tierra-Patagonia-Hotel_28 Tierra-Patagonia-Hotel_29 Tierra-Patagonia-Hotel_30 Tierra-Patagonia-Hotel_32 Tierra-Patagonia-Hotel_34 Tierra-Patagonia-Hotel_35 Tierra-Patagonia-Hotel_36 Tierra-Patagonia-Hotel_37 Tierra-Patagonia-Hotel_38 Tierra-Patagonia-Hotel_39 Tierra-Patagonia-Hotel_40No dia seguinte, um dia inteiro de passeios cenográficos. Foi o dia de explorar o Parque Nacional Torres del Paine com diversas paradas para fotos UAU. Adoro a parada para almoço que o Tierra Patagônia programa durante o passeio, sempre num cenário lindo, com diversas coisas gostosas para comer e vinho. A parte da tarde foi especial, um passeio de barco pela Laguna Grey para ver os glaciares. Não sei vocês, mas para mim foi uma experiência bem diferente estar pertinho de um glaciar.

Tierra-Patagonia-Hotel_41 Tierra-Patagonia-Hotel_42 Tierra-Patagonia-Hotel_43 Tierra-Patagonia-Hotel_45 Tierra-Patagonia-Hotel_46 Tierra-Patagonia-Hotel_47 Tierra-Patagonia-Hotel_48 Tierra-Patagonia-Hotel_49 Tierra-Patagonia-Hotel_50 Tierra-Patagonia-Hotel_51 Tierra-Patagonia-Hotel_52 Tierra-Patagonia-Hotel_53 Tierra-Patagonia-Hotel_54 Tierra-Patagonia-Hotel_55 Tierra-Patagonia-Hotel_56 Tierra-Patagonia-Hotel_57 Tierra-Patagonia-Hotel_58 Tierra-Patagonia-Hotel_59 Tierra-Patagonia-Hotel_60 Tierra-Patagonia-Hotel_61 Tierra-Patagonia-Hotel_62

Foi uma viagem rápida, mas daria para ficar uma semana inteira lá fazendo cada dia um passeio diferente. Espero um dia poder voltar!

Para reservas e informações: Tierra Patagônia Hotel&SPA (ou na sua agência de viagens)

Fotos: Fernanda Floret

converse com a gente
 0      3       0})
DEIXE SEU comentário
3 Comentários
  1. Izabella, disse:

    UAU Fernanda!
    Que lugar maravilhoso é este hein?!
    Já me deixou louca de vontade de conhecer!
    E suas fotos estão demais, parabéns! Ah, parabéns também pelo bebê!!
    Beijos

  2. Erica Tabata, disse:

    Sensacional!!!
    Morro de vontade de ir pra lá! Vocês ficaram somente duas noites? Recomendaria quantas?
    bjos!

    • Fernanda Floret, disse:

      Oi Erica, nós ficamos somente 3 noites, 2 dias, porque era uma viagem de imprensa mesmo só para conhecer o local. Eu recomendaria pelo menos 5 dias inteiros, até porque é meio longe para ficar muito pouco tempo como eu fiquei. Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Lima-Peru

Depois de conhecer Cusco e Machu Picchu, chegamos em Lima! Uma das coisas que mais gostei do nosso roteiro de 5 dias é que foi tudo muito tranquilo, não precisamos acordar muito cedo nenhum dia, deu para conhecer bastante coisas sem muita correria, detalhe importante para quem está planejando lua de mel!

Bom, para mim os dias em Lima eram praticamente imersos em experiências gastronômicas! Eu adoro conhecer restaurantes novos, comer bem… E o Peru é o país da América Latina mais apaixonado por gastronomia e com mais restaurantes premiados.

Nos hospedamos no JW Marriott, que apesar de eu não ter amado tanto quanto o hotel de Cusco, foi ótimo pela localização, de frente para o mar e na frente no shopping Larcomar, com várias lojas legais. A primeira foto abaixo é a nossa vista do quarto. Depois de malas deixadas no quarto, pegamos um taxi e fomos rumo ao nosso primeiro ceviche, o prato mais conhecido do Peru! Almoçamos na Cebichería La Mar, restaurante descontraído com cara de praia e comida ótima. Para quem não tem viagem marcada ao Peru, sei que abriram uma unidade em São Paulo também. Depois do almoço, passeamos pelo calçadão de Miraflores, assistimos um pôr do sol maravilhoso, demos uma volta no shopping que mencionei acima e depois de descansar, já era hora do jantar. Tínhamos reserva no restaurante Amor Amar, no bairro de Barranco, mas simplesmente não conseguimos chegar porque todas as ruas ao redor estavam interditadas pela polícia aquela hora. Uma pena, o restaurante está sendo super bem falado, fiquei com vontade de conhecer. Tivemos que mudar de planos em cima da hora e fomos para o “famoso” La Rosa Náutica, um restaurante construído num pier sobre o mar. Esse restaurante foi indicado por várias pessoas e talvez eu seja apedrejada agora, mas vou ser sincera… Não gostei! Na verdade não havia nada de errado com minha comida, nem com o atendimento. Mas aquela decoração super brega, estilo meio antiquado… Enfim, sei que é um restaurante tradicional da cidade, mas achei turístico e antiquado demais, com tantos restaurantes bons em Lima, eu não indicaria esse para minhas amigas. Se for, vá no almoço que pelo menos tem a vista, no jantar nem isso…

LuadeMel-Peru-Lima_01 LuadeMel-Peru-Lima_02 LuadeMel-Peru-Lima_03 LuadeMel-Peru-Lima_04

No dia seguinte, sábado, era dia do nosso city tour privativo pela cidade. Fiquei encantada com toda história e beleza da cidade. Começamos no charmoso bairro de San Isidro, cheio de oliveiras trazidas pelos espanhóis. Depois fomos ao centro,classificado como Patrimônio Mundial da Unesco desde 1988. A visita à Basílica e Convento de São Francisco é imperdível, os maridos costumam gostar da parte das catacumbas no subsolo, rs.

Depois veio a melhor parte na minha opinião, o almoço degustação no Restaurante Astrid & Gastón! Para quem não conhece, é o restaurante mais premiado da América Latina, número 18 na lista dos 50 melhores do mundo de 2014. Super difícil de conseguir uma reserva, eu cheguei a mandar 5 e-mails e nunca tive resposta. Esqueça o e-mail e ligue! Quando liguei, um mês antes de viajar, já não havia mais disponibilidade para jantar em nenhum dos dias que eu estaria na cidade. Acabei aceitando a reserva no almoço e acho que foi a melhor coisa que fiz. A Casa Moreyra, onde acontece o menu degustação, é uma casa linda no bairro de San Isidro. Quando chegamos, somos recepcionados com drinques e aperitivos no terraço da casa, uma delícia. Depois conhecemos a cozinha, fomos apresentados ao chef e somente depois encaminhados para nossa mesa. Por isso que eu digo, é muito mais do que uma refeição, é toda uma experiência. Eu amei cada segundo das 3 horas que passamos ali. Eles recebem no máximo 45 pessoas por almoço (ou jantar) e o atendimento é impecável. Foram 16 pratos que contam a história do Peru. Valeu cada centavo, eu amei a experiência.

Vale dizer também que este ano outro restaurante peruano passou na frente do Astrid & Gastón no ranking dos 50 melhores restaurantes do ano, o restaurante Central. Mas a lista só saiu no dia 28 de Abril de 2014, eu viajei para o Peru no dia 30 de Abril, ou seja, não consegui reserva no restaurante em cima da hora! Se alguém for nos dois, depois me conta qual gostou mais!

Não tinha fome nenhuma na hora do jantar, mas eu já havia reservado o restaurante do Huaca Pucllana, que fica junto ao sítio arqueológico, e queria conhecer. Bom, a verdade é que eu ainda estava encantada com o Astrid & Gastón e nem comi direito no Huaca Pucllana, então não tenho muita opinião, mas vale mais pela experiência inusitada de jantar em meio a construções datadas de 200 e 700 d.C.

LuadeMel-Peru-Lima_05 LuadeMel-Peru-Lima_06 LuadeMel-Peru-Lima_07 LuadeMel-Peru-Lima_08 LuadeMel-Peru-Lima_09 LuadeMel-Peru-Lima_10 LuadeMel-Peru-Lima_11 LuadeMel-Peru-Lima_12 LuadeMel-Peru-Lima_13 LuadeMel-Peru-Lima_14 LuadeMel-Peru-Lima_15 LuadeMel-Peru-Lima_16 LuadeMel-Peru-Lima_17 LuadeMel-Peru-Lima_18

Domingo, último dia da viagem. como o voo era somente à noite, tínhamos o dia inteirinho para aproveitar. Acordamos e fomos ao Museu Larco. Pausa para mil suspiros. Eu já havia lido sobre a beleza do jardim e flores, mas quando cheguei lá… gente do céu, que jardim é esse? Coisa mais linda!! Eu não queria mais ir embora dali! O museu é super didático, você vai aprender de forma fácil sobre a cultura Inca e pré Inca, eu e meu marido adoramos.

De lá fomos para o oposto em termos de arte, a fotografia atual de Mario Testino. Para quem não conhece, Mario Testino é um dos mais importantes e influentes fotógrafos de moda. Nascido no Peru e baseado em Londres, vocês devem se lembrar das fotos oficiais que ele fez de William e Kate Middleton. Para mim, que fiz faculdade de moda, acompanho seu trabalho desde os anos 90`s nas revistas de moda e amei ter ido nesta exposição, apesar de ser bem pequena.

Hora da última experiência gastronômica, fomos ao super recomendando Pescados Capitales. Foi a despedida perfeita da viagem, para quem gosta de peixes e frutos do mar, o restaurante é super agradável e todos os pratos estavam excelentes. Recomendo muito.

LuadeMel-Peru-Lima_19 LuadeMel-Peru-Lima_20 LuadeMel-Peru-Lima_21 LuadeMel-Peru-Lima_22 LuadeMel-Peru-Lima_23 LuadeMel-Peru-Lima_24 LuadeMel-Peru-Lima_25 LuadeMel-Peru-Lima_26 LuadeMel-Peru-Lima_27 LuadeMel-Peru-Lima_28 LuadeMel-Peru-Lima_29 LuadeMel-Peru-Lima_30

relação de profissionais desse casamento

Agência de Viagem: Canvas Travel

Fotos: Fernanda Floret

converse com a gente
 0      0       0})
DEIXE SEU comentário
3 Comentários
  1. María Pía Moreno, disse:

    Que ótimo que você gostou do meu país!!!!

    Realmente a dica de ir na Rosa Náutica foi péssima! Sou de Lima e nunca fui nesse restaurante… tem tantos outros que são ótimos!

  2. Lila, disse:

    Oi Fe!! Quanto tempo não comento aqui… Estou amando seus posts sobre o Peru, é o meu próximo destino. Te acompanho muito pelo instagram mas, agora que casei, só venho aqui no blog quando tem post de viagem…rs

    Me diga: ainda continua fazendo seus álbuns de viagens com a Book2U ou tem outra indicação pra nós, ideia, sugestão?

    Beijocas

  3. Jéssica, disse:

    Que sonho!!
    Minha lua de mel será no Peru, fim de julho e começo de agosto. Passaremos 7 dias lá e faremos o mesmo percurso que vocês, com adicional do Lago Titicaca, estou super ansiosa!
    Adorei seus posts sobre a viagem.
    Parabéns pelo blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>