Tramontina-VestidadeNoiva-CafedaManhanaVaranda_01

Imagina a cena: você volta de uma lua de mel incrível, na qual teve aqueles cafés da manhã de filme todos os dias, e chega na rotina de dia a dia em casa. Ambos de volta ao trabalho, café da manhã tomado rapidinho na cozinha. Se identificou? Então quebre a rotina surpreendendo o marido com um café da manhã de hotel na varanda de casa (vale para o marido surpreender a gente também, claro!). São estes momentos simples e puramente românticos que transformam a vida de casada na melhor fase da sua vida.

Aqui em casa foi assim num fim de semana. Montei o café da manhã completo com direito à cesta de pães variados, bolo em formato de coração sabor mexerica, frios, queijo branco. Desenhei um coração com giz no porta-guardanapo. Coloquei um vaso de flores na mesa para ficar mais romântico. Fiz ovos mexidos na frigideira, porque a gente sempre come ovos mexidos quando estamos em hotel. O pão favorito do meu marido estava lá. Eu não tomo café, mas meu marido sempre pede café com leite em hotel, então teve o bule clássico de café e leite na mesa. Teve suco de laranja fresquinho para mim. Tudo igualzinho quando viajamos de lua de mel!

Organizar o café da manhã romântico foi fácil, nada que uma ida ao supermercado no dia anterior e os presentes certos pedidos na lista de casamento não resolvam. Estes itens como prato de bolo, cesta de pães, porta frios, a gente usa muito aqui em casa. Todas as peças usadas no editorial são da Tramontina. Pensar no estilo do casal e em como transformar o dia a dia em dias românticos é essencial. A gente é feliz dos pequenos detalhes.

Para incentivar mais momentos românticos no dia a dia, a Tramontina lançou o Projeto Felizes para Sempre. Quer ver mais ideias de momentos que você pode criar para celebrar o seu amor? Acesse tramontina.com/felizesparasempre

relação de profissionais desse casamento

Fotos: Giselly Gonçalves (SP)

Pães e Bolos: Marie Marie Bakery (SP)

Peças: Tramontina

converse com a gente
 0             0})
DEIXE SEU comentário
2 Comentários
  1. Renata, disse:

    Que delicia, também adoro montar uma mesa linda de café da manhã!

  2. Thais Machado, disse:

    Fernanda, adorei as fotos e o guia! Encantador o trabalho da Tramontina e de muito bom gosto. Dá vontade de ir correndo para casa e preparar uma surpresa dessas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

BrastempVitreous

Pense num jantar na casa dos Jetsons, como seria? Pois foi essa a sensação que eu e 15 convidados tivemos dias atrás ao conhecer a nova linha Vitreous da Brastemp – de verdade, esse foi o comentário geral! Quando a gente acha que já viu de tudo em sofisticação e design, vem a Brastemp e apresenta um novo conceito de cozinha completa que traz o vidro branco como principal elemento.

Eu sou daquelas que adora pensar nas tendências do futuro. Uma cozinha todinha em vidro branco, sofisticada, minimalista – essa é a nova tendência para cozinhas em alternativa à linha de inox. A linha conta com refrigerador, cooktops de indução e a gás, forno elétrico, micro-ondas, coifas de ilha e parede e lava-louças. A cozinha pode ser bastante sofisticada, mas a forma como preparamos a comida continua como sempre, cheia de carinho e amor.

Durante o jantar, eu e meus convidados tivemos a experiência de estar numa cozinha moderna e não queríamos mais sair de lá, afinal cozinha é sempre o ponto de encontro na casa para uma boa conversa, um bom vinho, comida é agregador. O diferencial foi realmente vivenciar os produtos inovadores e com design único. A coifa de ilha com luminária foi a sensação da noite, você pode escolher entre 10 cores qual a cor que você quer para o jantar. Escolhi azul em homenagem ao meu bebê menino.

Depois de ficarmos impressionados com o lançamento com design único e sofisticado da Brastemp, todos sentamos numa linda mesa de vidro iluminada para uma experiência de um jantar assinado pelo Chef Felipe Bronze. Como eu costumo dizer, foi uma noite “UAU”.

Conheça a nova linha Brastemp Vitreous no site: www.brastemp.com.br/vitreous. Você pode conhecer a nova linha Brastemp Vitreous pessoalmente em algumas lojas Fast Shop de São Paulo ou Rio de Janeiro.

converse com a gente
 0             0})
DEIXE SEU comentário
1 Comentários
  1. Valeria Boscardin, disse:

    Meu sonho uma cozinha dessas!!! rsrsrs E parabéns pelo bebe!!! abraços!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Capa-PopArq

Separadamente, os preparativos para a casa nova e para a festa de casamento são capazes de trazer várias dores de cabeça, quando não há planejamento adequado e bem assistido. Levando em conta que muitos casais decidem enfrentar as duas empreitadas de forma simultânea, todo cuidado é pouco para evitar frustrações, atrasos e estresses desnecessários durante o processo. Para clarear o assunto, conversamos com as arquitetas do escritório PopArq, especializado em prestar consultoria aos clientes nessa fase de idealizar o grande dia e o novo lar. A seguir, elas contam os principais erros e passam dicas de ouro para acertar em cheio. Confira:

Existe uma forma de tornar essa fase – de preparar a festa de casamento e, ao mesmo tempo, a nova casa – menos estressante?
Sim, o planejamento é fundamental. Começando os preparativos, é importante definir o budget total do casal para a festa e a casa nova. Com o projeto de arquitetura definido no início, o casal já terá uma estimativa de prazos e custo total da obra (reforma e decoração), conseguindo se programar melhor entre os dois. Sempre recomendamos contratar o Gerenciamento de Obra, justamente porque montamos essa programação, administramos os orçamentos e contratos, acompanhamos os serviços de pedreiros e técnicos no local, enviamos o controle de custos sempre atualizado para não haver surpresas no final e resolvemos possíveis imprevistos de obra, evitando algumas dores de cabeça ao casal!

PRINCIPAIS ERROS
Quais costumam ser os principais erros?
1. Deixar a reforma para os últimos meses!
Muitos clientes desconhecem as etapas de projeto e de obra, que podem levar muitos meses dependendo das aprovações de projeto e do tamanho da obra. Para se ter uma ideia, o prazo de entrega de armários, pedra, pisos, entre outros, costuma ser de 2 meses. E eles não são instalados simultaneamente. Planejar desde o início evita o acúmulo de tarefas perto da data do casamento!

2. Comprar móveis e eletrodomésticos sem saber das dimensões dos mesmos! Acontece muito, o cliente vê um sofá bonito, uma mesa de jantar, uma geladeira… Se empolga, compra tudo e, quando chega em casa, não cabe, não fica bem no espaço, não combinam entre si… É melhor esperar o projeto ou informar o arquiteto antes de comprar (ou incluir na lista de presentes do casamento! Um dos nossos diferenciais é montar a lista e enxoval conforme o projeto arquitetônico).

3. Começar a reforma sem arquiteto ou engenheiro. Para aproveitar melhor o espaço e adaptar a infra-estrutura (elétrica, hidráulica, gás, ar condicionado) às necessidades e preferências do casal, é preciso conhecimento técnico, pois o projeto de arquitetura une o estético e o funcional. Muitos se confundem e pensam que o mestre de obras faz o gerenciamento, mas ele só orienta os outros pedreiros, o serviço dele precisa ser coordenado com as entregas e instalações de terceiros. O arquiteto que orienta o mestre de obras, muitas vezes há soluções melhores do que o pedreiro conhece, tanto para resolver imprevistos da obra quanto para indicar produtos e tecnologias que eles não tem acesso. Inclusive, para qualquer reforma, é exigido por lei o Relatório de Responsabilidade Técnica (RRT), que deve ser assinado por um arquiteto ou engenheiro e entregue ao síndico do prédio ou ao proprietário (caso seja alugado), além de ser necessário numa futura venda do imóvel. Para conseguir esse documento depois ou durante a reforma irregular, consertar problemas de obra faz o cliente perder mais tempo e dinheiro, o que é péssimo principalmente se estiver organizando o casamento!

COMO COMEÇAR

Como começam as conversas? Existem conselhos padrões que cabem a todas as noivas e noivos que vão enfrentar uma reforma?

Listamos, de modo geral, 3 pontos importantes para começar:

  1. O tipo de imóvel: novo, antigo, alugado, comprado na planta… Isso pode limitar o tamanho da reforma, pois um imóvel alugado, por exemplo, pode ter restrições de obra pelo proprietário. Quando é comprado na planta, podemos pedir à construtora que entregue o imóvel já adequado ao projeto (tomadas, pontos de luz, paredes, aberturas) o que economiza tempo e dinheiro.
  2. As atividades do casal: profissão, hobbies, rotina… Para uma casa funcional, a arquitetura deve facilitar o dia a dia dos dois. Um home office, uma penteadeira, uma cozinha bem equipada, uma sala para receber muitas visitas, sempre contemplando o conforto e as necessidades.
  3. O estilo do casal: para alguns é muito fácil escolher o estilo da casa nova, quando ambos têm gostos parecidos. Mas, quando são muito diferentes, precisamos encontrar o que agrada os dois, uma harmonia entre as preferências de cada um. O principal conselho é planejar o quanto antes e ficar tranquilos, pois tudo acontece em etapas e o importante é não atropelá-las. Assim o início de uma vida a dois será mais prazeroso!

CRONOGRAMA

Quais dicas dão em relação ao tempo, por exemplo, quanto tempo antes da data estipulada para a mudança os noivos devem contratar um arquiteto?

O ideal é logo no início fazer o planejamento geral. Nós montamos um cronograma personalizado para cada cliente, que junta os itens de preparativos da festa com a reforma da casa nova. Abaixo, somente os itens da reforma listados:

+ de 12 meses antes: Definição do budget total do casal (para cerimônia, festa, lua de mel, imóvel e reforma). Definição das datas de mudança e de casamento. Onde querem morar e o tipo de imóvel.
12 meses: – Consultoria Imobiliária (localização, metragem, estudo do espaço, possibilidades da planta, insolação, ventilação, avaliação das instalações)
– Compra ou aluguel do imóvel
– Referências de arquitetura para a casa
– Lista de necessidades para o projeto arquitetônico: atividades do casal, preferências, móveis e aparelhos que levarão da casa antiga
11 meses: Projeto inicial
10 meses: Revisões no projeto arquitetônico
9 meses: Aprovação final do projeto para iniciar os orçamentos
7 meses: Visitas às lojas de móveis e escolha de revestimentos
– Pré-lista de presentes e enxoval, de acordo com projeto arquitetônico
6 meses: Lista de presentes finalizada (em lojas e no site)
Contratos de serviços de obra, compras de materiais e encomendas de móveis
5 meses: Início da obra/reforma da casa (com gerenciamento de contratos, coordenação de serviços e entregas, acompanhamento e orientação aos colaboradores, relação de custos atualizada semanalmente)
3 meses: Lista de chá bar/cozinha, de acordo com projeto arquitetônico
1 mês: Conferência das instalações finais na casa, limpeza pós-obra, entregas de móveis, montagem dos ambientes
2 semanas: Preparação da mudança para a casa nova: separar tudo o que for levar da casa antiga, contratar empresa de mudança (transporte)
1 semana antes: Compras para os primeiros dias na casa: alimentos não perecíveis, água, papel higiênico, conferir enxoval básico
Após o casório: Auxílio na montagem dos ambientes com os presentes do casamento e avaliação geral

Contato:
(11) 2528-1414 | amanda@pop.arq.br
www.pop.arq.br/

converse com a gente
 0             1})
DEIXE SEU comentário
0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

vidadecasada_fernandafloret

A gente conversa por aqui sobre todos os detalhes da festa de casamento, mas sendo sincera mesmo, o mais importante é o que vem depois, o casamento em si, a vida a dois. É uma delícia, eu super recomendo casar! Já completei 6 anos de casada e sem querer ser pretenciosa (mas já sendo), tenho um casamento super feliz! Cada casal é de um jeito, cada um tem uma convivência e valores diferentes, então o objetivo aqui não é criar um “Manual do Casamento Feliz”, mas listei abaixo as 5 coisas que considero importante, que dão certo do meu casamento:

Vdn1 Falar “Eu te Amo”. A gente tem até uma competição interna de quem fala ‘eu te amo’ primeiro ao acordar. E falamos várias vezes ao longo do dia, todos os dias. Naquelas horas em que o mundo está caindo em nossas cabeças de tanto trabalho, meu marido costuma enviar mensagem com ‘pausa para dizer te amo’. Acho importante expressar carinho pela pessoa e receber o carinho de volta também. Faz bem falar que ama o outro tanto quando escutar. Não deixe a loucura do dia a dia perder esse gesto simples de amor.

VDN2 Cada um ter seu momento. Não entendo conhecidas minhas que não deixam o marido sair com os amigos, implicam com o futebol no meio da semana ou proíbem ter vídeo game em casa. Da mesma forma que não entendo homens que não deixam a esposa sair com as amigas, ir numa festa sem ele ou qualquer coisa assim. Isso para mim é insegurança. E eu tenho pé atrás com gente insegura, rs! Casamento é vida à dois, mas é super importante respeitar a individualidade de cada um, cada um ter seu momento, praticar seus hobbies. Meu marido ama jogar vídeo game, seria um absurdo eu não deixar ele ter esse momento de descontração. Da mesma forma que eu tenho muitos eventos noturnos por causa do blog, e vou sem ele sem problemas, ele entende que é meu trabalho, respeita e incentiva.

vdn3 Compartilhar os mesmos sonhos. Por mais que cada um seja um indivíduo diferente e em muitas vezes, em momentos diferentes da vida profissionalmente, é importante compartilhar os mesmos sonhos. E melhor ainda, realizar juntos os sonhos! Quais são os sonhos juntos seu e do seu marido? Uma viagem, um casa nova, um carro novo, um filho, um cachorro, uma experiência profissional no exterior… Não importa. O importante é conversar e ter esse alinhamento de sonhos e expectativas, e traçar o plano para alcançar os sonhos. Eu e meu marido sempre conversamos a cada ano qual vai ser a viagem do sonho, a hora certa de comprar o apartamento novo, onde investir o dinheiro, enfim, sonhamos e planejamos juntos.

vdn4 Construir juntos a vida financeira do casal. Não sei se vocês sabem, mas uma das maiores razões de divórcios são os problemas financeiros. Quando o casal tem bom controle financeiro (e isso não tem nada a ver com ser rico), a vida fica mais leve, fácil e prazerosa. Aqui em casa eu e meu marido sabemos exatamente quanto cada um ganha, quanto gasta, onde investimos o dinheiro. Consideramos o dinheiro como nosso, e não meu e dele, afinal todo nosso dinheiro vai para realizar o item acima, de compartilhar os mesmos sonhos. Quando eu casei, li alguns livros sobre planejamento financeiro doméstico, fiz um curso (gratuito) na bolsa de valores de São Paulo, fui atrás de aprender melhor esse mundo financeiro, já que não aprendemos na escola economia doméstica (o que acho um absurdo, em outros países existe essa matéria e aqui no Brasil as pessoas têm realmente muita dificuldade para lidar com cartão de crédito e economia doméstica). Confesso que não entendo muito bem casais que não conversam sobre as despesas domésticas ou só sabem brigar por dinheiro, ao invés de construir uma planilha de receita e despesas juntos.

vdn5 Respeitar, Elogiar, Namorar. A vida deve ser leve. Sei que para alguns casais, brigar e falar palavrões um para o outro é até “normal”. Isso nunca foi normal para mim. Em 6 anos de casada e 11 anos desde o namoro, nós nunca xingamos um ao outro com insultos e palavrões. Respeito é tudo. Quer brigar? Use argumentos, não xingamentos. Acho que uma vez que o casal perde o respeito um pelo outro, fica mais difícil. O clima no nosso lar é de repeito, carinho, amor e amizade. Sexo é muito importante para o casamento feliz. Assim como o respeito, os elogios, o compartilhamento das tarefas. O segredo é saber balancear tudo em cada mínimo detalhe do dia a dia. É fácil, é só estar aberta a ter um lar onde só entram energias boas e não perder tempo com implicâncias desnecessárias.

Vida de casada é muito boa, recomendo 😉

converse com a gente
 0             0})
DEIXE SEU comentário
18 Comentários
  1. Camilla, disse:

    Adorei! É essa a receita mesmo! Amor, respeito e parceria! Se falta um desses ingredientes, a convivência se torna inviável! E ter essa base é extremamente importante para criar filhos tbm! Eu cresci sem presenciar uma briga dos meus pais em 30 anos de casamento, e passo o mesmo para os meus filhos. Também considero meu casamento super feliz!

  2. Renata, disse:

    Super concordo!!!

  3. Juliana Casagrande, disse:

    Perfeito, Fernanda!
    Compartilho das mesmas dicas!!! Estou casada desde maio desse ano, mas já vivemos juntos desde 2011, com quase 11 anos no total.
    Também considero minha vida de casada maravilhosa e identifiquei muito o seu texto com a relação que tenho!
    Muito bom! :)

  4. Sinara, disse:

    <3 ameeeeei! Já quero casar, na verdade eu sempre quis. Já tô de casamento marcado e já quero que chegue logo! 😀

  5. Bianca Calvo, disse:

    Amei o post e concordo em tudo. Tenho só um ano e meio de casada, mas vivemos nossa vida assim (acrescentaria só Deus como centro de tudo). Somos muito felizes e esperamos continuar sendo! 😀

  6. Renata Sávio, disse:

    Realmente muito legal! Já moro com meu noivo, nos casamos em julho do ano que vem e realmente é uma arte a vida de casada! Gostaria de sugerir um assunto, na verdade uma dúvida minha. Você fala sobre cada um ter o seu hobbie, sair com os próprios amigos, mas como tudo na arte da vida a dois deve ter um equilíbrio. Você comenta que acha coisa de “gente insegura” não deixar o marido ter o momento com os amigos dele. Mas e se o marido sai com os amigos a semana toda e nunca sai com a esposa, isso também é muito ruim, não concorda? Gostaria de saber sua opinião especificamente sobre até que ponto a manutenção da individualidade de cada um é saudável.
    obrigada

    • Fernanda Floret, disse:

      Oi Renata, concordo com você. Na minha opinião, ceder às vezes faz parte. Um dia um cede, outro dia o outro. Mas tudo com equilíbrio. Não dá para uma parte do casal sempre preferir estar ausente. Cada casal tem um ponto de equilíbrio, o importante é balancear o tempo para si e o tempo para se dedicar ao casamento, ao outro, a rir juntos, se divertir juntos. Eu prefiro mil vezes estar o tempo todo com meu marido, amo estar ao lado dele. Mas não significa que não faço outras coisas, como sair com as amigas, viajar a trabalho, ir num evento sem ele por ele preferir não ir. Beijos

  7. Ana Paula, disse:

    Querida Fernanda!

    não só li, como enviei para meu marido ler! 16 anos de casada completados recentemente em outubro e 20 anos de convivência total…são muitos anos, e muitas vezes nos esquecemos o porque resolvemos juntar nossa vida à de outra pessoa! Você foi muito feliz com o relato, e me fez perceber que não importa o tempo que estão juntos…o que importa é ser e fazer o outro feliz! Obrigada por deixar minha quinta mais leve! bjs, Ana Paula

  8. Josiane Nascimento Bontorin, disse:

    Fernanda, amei o post.
    Muito real tudo o que escreveu, infelizmente muitas pessoas não dão a importância devida ao elogiar e respeitar, e a falta desses atos destrói qualquer relacinamento.
    Na minha opinião faltou apenas um item importante: A PACIÊNCIA, que também é fundamental, principalmente nos primeiros anos, nos quais estamos nos adaptando a nova realidade e rotina.
    Eu também super recomendo casar, vida de casada é muito boa!

  9. Fabrìcia Leäo, disse:

    Deus guarde e proteja esse românce,espero saber Lidar com isso pelo resto da minha vida,a cada dia è um aprendizado,aceito tudo mas tudo no limite,as vezes confesso que viver agarrado demais ao esposo a vida fica monôtona,deixo ele ser livre e os mistèrios tambem me agrada,eu elogio e respeito mas as vezes as indiferencas de caracter e Culturas,pois ele è noruegues,è complcado ,mas mesmo assim respeito,viver a dois è um trem complicado mas gostoso rsrsrs

  10. maria leni, disse:

    Adorei sua visão de vida a dois,vivemos tempos onde o amor passou a ser apenas um momento flugal e o casamento uma experiência “que se de certo” continuamos,quando tudo o que precisamos e cuidar um do outro e não desistir nas primeiras difilculdades.Parabéns por ajudar a essas jovens esposa a ter uma visão positiva com o depois da festa.Posso copiar e colar no meu face?

    • Fernanda Floret, disse:

      Oi Maria Leni, obrigada pelo comentário! Pode copiar com créditos sim!

  11. Cida Saldanha Silveira, disse:

    Após 27 anos de casada, e bem casada, eu super recomendo o casamento. Estou naquela fase que visualizo o casamento dos meus filhos, 3 rapazes maravilhosos. Amo e admiro meu marido por tudo que ele é e faz pela nossa família. Amei o seu post!!!!

  12. Tati, disse:

    Ótimas dicas Fê!!! Adorei!
    Eu e o gatinho já estamos treinando a vida financeira a dois, uma vez que estamos bancando nós mesmos cada agulha do casamento. Nossos pais não podem ajudar.
    A gente tem planilha e orçamento. Quando fui escolher o vestido, o valor saiu do planejado e liguei pra ele pra conversarmos sobre o que fazer. Decidimos por telefone abrir mão de uma ou outra coisa pro vestido poder caber no orçamento.
    Tem amigo meu que disse que a noiva escolheu e encomendou convites caríssimos sem nem pedir a opinião dele, e depois de terem combinado um valor X pra gastar com esse item. Achei um absurdo…
    Bjooo!

  13. Maite, disse:

    Parabéns Fernanda vc resumiu muito bem a receita de um casamento que dá certo, eu defino sempre a palavra Respeito acho que é tão importante quando Amor . A palavra respeito pra mim engloba tudo que tem na sua descrição, parabéns adorei bjos

  14. Éricka, disse:

    Amei!!!!!!

    Essas são dicas valiosas, respeito, compartilhar sonhos, caminhar juntos, afinal, o casamento nos torna uma só carne, que é individual, mas ainda são um só, é algo lindo e que deve ser cuidado em cada detalhe, como dizer eu te amo.

    Parabéns!!!

  15. Meyre, disse:

    As suas super 5 dicas até parece receita de bolo… ????????
    E como uma boa receita… O casamento necessita mesmo destes ingredientes para que dê certo…
    Outro ponto que acho fundamental acrescentar, é a doação sem cobranças… Fazer a sua parte faz toda a diferença para que o processo se solidifique e seja prazeroso.. Claro que, esta doação deve existir quando a essência da relação ainda seja de amor… E não no sentido de se anular…
    Conheci a pouco o seu blog e me apaixonei!!!
    Estou casada há 14 anos, e sem esta “receita de bolo”, o meu relacionamento não seria capaz de se fortalecer a cada dia…
    Bjs!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>