*assunto polêmico* Eu tentei evitar este assunto, porque acho muito polêmico – as pessoas são sempre muito contra ou muito a favor. Mas uma noivinha querida, minha xará, pediu, e resolvi escrever. Vamos começar falando que trata-se apenas da minha opinião, OK? Não existe regra, padrão, e pra falar a verdade, tentei pesquisar mas nem tradição existe. Existe apenas um objetivo: uma brincadeira com a finalidade de arrecadar dinheiro para a lua de mel dos noivos.

gravata

Minha opinião? Sou contra, muito contra. Razões para minha opinião:

* Festa de casamento é para celebrar, não para arrecadar dinheiro. Festa para arrecadar dinheiro é quermesse ou festa beneficente.

* Já fui em muitos casamentos em que teve o corte da gravata. Em todos, padrinhos carregavam o noivo puxando pela gravata, passando de mesa em mesa. Essa “brincadeira” toda dura no mínimo 1 hora, isso quando não é mais. E sabe o que acontece com a noiva durante este tempo? Fica sozinha na pista. Acho horrível. Os noivos deveriam ficar juntos, dançando, beijando… Tudo bem a noiva dançar às vezes com as amigas, e o noivos com os amigos. Mas largar a noiva na pista pra arrecadar dinheiro, pra mim não dá!

* Alguns dizem que os convidados já estão acostumados, não ligam, faz parte. Eu discordo. Pedir dinheiro é sempre um constrangimento. Os convidados já gastaram com o presente do chá bar, presente do casamento, roupas, penteado, maquiagem, manobrista (especialmente aqui em SP), e ainda tem que dar o dinheiro da gravata?

Já ouvi também que é a única hora em que o noivo ganha destaque na festa! Na minha opinião, se for pra se destacar passando por pedinte, eu preferia não ter destaque nenhum, rs!

O que fazer se você e seu noivo não querem essa brincadeira no seu casamento? Avise sua assessora para impedir a brincadeira assim que algum engraçadinho começar, avisando delicadamente que foi um pedido dos noivos. E principalmente, avise à todos os padrinhos, porque em geral são eles quem começam.

Essa é mais uma “brincadeira” dos tempos modernos de crise. Não achei de onde surgiu, com quem surgiu, não tem nenhum significado bonito ou nobre. Eu sou muito à favor do noivo comprar uma gravata bem bonita e bem chique, deixar ela inteirinha durante a festa, e poder usar novamente em outras ocasiões especiais do casal!

converse com a gente
 5      3       0})
DEIXE SEU comentário
147 Comentários
  1. Helen, disse:

    Eu concordo em passar a gravata sim, e não necessariamente o noivo tem que estar junto na hora. Fui a vários casamentos que nesta hora era só os padrinhos. Claro que vc não pode deixar a pessoa que não contribui constrangida, se ela disse não, então não insista. Não acho cafona. Concerteza no meu vai ter.

    Parabéns ao blog, ele é tudo de bom

  2. Thais, disse:

    Estou montando um casamento duplo (eu e meu noivo, meu irmão com a noiva dele). Sou contra passar a gravata. Minha cunhada (noiva do meu irmão não abre mão) Como devo proceder para que ela e meu irmão passem e eu não?

  3. Thais, disse:

    Outra pergunta. Terei um blog de casamento. Posso colocar como opção lista de presente e cota de viagem?. E como devo colocar que isso é só uma opção ou guia para quem quiser presentear. Tenho convidados me cobrando lista e convidados que dizem que dão o que bem entender … fica dificil agradar todo mundo.

  4. Fernando NAPSTER, disse:

    Boa noite Meninas!

    Discordo totalmente da maioria. Acho uma brincadeira legal desde que os convidados que não “ajudem” não sejam humilhados. Em uma festa de classe média digamos um gasto entre 8 e 10 mil reais é justo sim o valor da gravata!! Quando vou em um casamento que passa-se a gravata faço questão de ajudar! Se fui bem recebido, comi a vontade me diverti não tem porque não ajudar! E levar na esportiva a brincadeira! E discordo sobre a historia da noiva ficar sozinha afinal quando ela vai entregar as lembrancinhas o noivo tambem é deixado em “vão”…

    Abraços,
    Fernando NAPSTER.

  5. Alê, disse:

    Acho um horror também. Um constrangimento desnecessário para os convidados, que se sentem “coagidos” a colaborarem para não levarem um coro gigantesco de “pão duro”. Praticamente como se você estivesse dando a festa e cobrando ingresso. Péssimo!

  6. Grasiele, disse:

    Da mesma forma que existe casais que fazer as famosas “cotas” para lua de mel, tambem de uma certa forma, estão arrecadando dinheiro…No meu casamento vai ter sim corte da gravata, e como estaremos entre familiares e amigos, ajuda quem quer, quem se sentir á vontade, esta brincadeira é feita somente entre homens, e ninguem é obrigado a dar dinheiro..brinca quem quer..enfim..existe opniões e opniões…fica a critério de casa casal…

  7. ana, disse:

    Todo mundp posta que concorda com o que a “Fê” escreveu, mas na hora h acaba fazendo, até pq isso não passa de uma brincadeira e não é obrigado a noiva ficar sozinha na pista, ja fui em alguns casamentos e era somente os padrinhos com com a gravata na bandeja, o noivo ficou com a noiva dançando, aproveitando a festa e pra cumprimentar os convidados, depende muito do humor dos noivo. Os casamentos devem ser a cara dos noivos, à tempos atrás quem diria que teriamos convites com caricaturas, banners eu fui e outras coisas e hj fazem o maior sucesso.

  8. Sara Lemos, disse:

    Sabe Fernanda, gosto de seu blog. Mas confesso que achei seu comentário bem ofensivo. Enfim.. Acho que TODOS os convidados do casamento, devem ser pessoas bem próximas, amigas e família; então não vejo o por que de ser constrangedor e deselegante. (Não concordo só com a insistência). Mas todas nós noivas sabemos que o maior gasto do casamento é nosso.
    No meu casamento haverá sim corte da gravata. Sempre ajudei em casamentos e nunca achei arrogante, pois em todos os casamentos em que fui são pessoas em que amo e tenho todo prazer de ajuda.
    Eles usaram em coisas para a casa e outros na própria lua de mel.
    Não estou mais pobre por isso.

  9. Douglas Ferri, disse:

    Concordo com a Sara Lemos, a gravata nada mais é do que uma “ajuda” a mais para os noivos que já gastaram uma “fortuna” para receberem seus entes queridos da melhor maneira. E por que não retribuir toda essa festança com um troco??? Me desculpem, não sou rico, mas acho que quando vou numa festa onde no mínimo se foi gasto R$100,00 por cabeça, onde como, bebo e me divirto sem me preocupar com a conta, ajudar com R$30,00, R$50,00 ou mais, acaba sendo um grande prazer e forma de retribuir toda a dedicação e o cuidado que os noivos tiveram para preparar a festa!!!!

    Enfim… cada um é cada um!!! no meu casamento haverá sim a gravata e mais, minha noiva irá passar o “sapatinho” também. Ninguém vai passar nada com o revólver na mão, fica a critério do convidado dar ou não dar, e se der, que seja de coração!!!!

    Sem mais…

  10. Táya, disse:

    Nossa..era TUDO que eu precisava ouvir (ler).. já havia comunicado ao nosso padrinho que não queríamos qualquer tipo de arrecadação na festa… ele, que é muito brincalhão e insiste que vai fazer.. mas sei se conversarmos sério, ele desistirá. Ainda mais q será apenas um brunch.. imagina, perder 1h ou mais de recepção nisso é quase a recepção inteira!!

  11. sandra, disse:

    Ola Fernanda,

    Conheci seu site hoje e tô adorando. Eu reforço o coro dos que acham péssimo e de muito mal gosto.

    Uma vez fui num casamento que a noiva colocou uma saia por cima do vestido e cortava,.. nossa horrivel. Eu disse que nao tinha dinheiro e as amigas ficaram insistindo, nao conhecia a noiva nem o noivo eram parentes de um namorado, foi super constrangedor. Se eu tivesse dinheiro teria dado so pra me livrar delas, mas eu realmente nao tinha levado a carteira.

    Adorei a idéia da caixa de whiskie :)

    um abraço e parabéns pelo site.

    Sandra

  12. Evelyn, disse:

    O que fazer quando o noivo acha isso normal (e um bom dinheiro extra) e a noiva odeia e acha um horror?

    Eu acho um absurdo pq as pessoas já deram dinheiro, e só vão dar pra são coagidas a tal. Ele acha que as pessoas já esperam por isso. Ora bolas, vamos então surpreender positivamente né?!hehehe

    Se tiver mais algum argumento que me ajude a convencê-lo eu agradeço!

    beijos

  13. Débora Barbosa, disse:

    Acho que o corte da gravata, cotas de lua de mel e lista de presentes dá na mesma, você pede algo ao seu convidado… Afinal quem faz uma festa de casamento, gasta pra caramba e espera apenas presença e não presentes? Feio mesmo é ser “bicão”, como a colega Sandra que foi ao casamento sem conhecer os noivos.
    O corte da gravata é uma brincadeira, portanto acredito que deve ter o tom de brincadeira já que em casamentos reunimos apenas AMIGOS E FAMÍLIA.

    Beijos.

  14. Patricia, disse:

    Em primeiro lugar, Rodrigo Sthilberthn, vc pode dar sua opinião sem ser grosso! Desnecessário!

    Eu sou contra tbm… não acho legal não! Mas já fui em vários casamentos que tinham a gravata e eu contribui.
    Agora eu acho constragedor sim, não que eu tenha me sentido constrangida, mas acho q isso é contranger alguns convidados que simplesmente não querem, não podem, ou não levaram dinheiro. E por mais q ngm coloque o “revólver na cabeça” do convidado, rolam comentários dps, e até na hora, de quem não dá… é de “pão duro” pra baixo! Se não comentários, rolam olhares que dizem mais que 1000 palavras! Já presenciei! E a pessoa que não pode, não quer, só fica sem graça.

    Sobre a questão de que os noivos gastaram mt com a festa MINHA OPINIÃO é: ngm é obrigado a fazer festa de casamento, acho q uma coisa não justica a outra. Se fosse assim era melhor fazer uma festa com cada um pagando sua conta. A festa é para celebrar e não para arrecadar dinheiro ou ganhar presente.
    MINHA OPINIÂO!
    Amo o blog! E a Fernanda deu a opinião dela! Cada um tem a sua e faz do seu casamento oq quiser. =)
    Aos que querem e vão colocar gravata, sejam felizes! E os que não querem, como eu, tbm! E que ambos sejam respeitados por isso!
    bjs

  15. Miquelle, disse:

    Olá Fer,

    Como vc mesma disse, é sua opinião. Eu não sou nem a favor, nem contra.
    Nunca vi a brincadeira com maus olhos, pelo contrário, os homens costumam se divertir muito, enfim, não vejo problema algum.
    Com relação à grava, geralmente os noivos usam outra, e não a da cerimônia.
    Com relação ao tempo que o noivo fica lá e a noiva “sozinha”, acho que pode ser aproveitado muito bem pela noiva, pra ser mimada pelas madrinhas, conversar, aproveitar pra checar o visual, dançar, dar uma respirada, tirar mais fotos, enfim!…
    Como já foi dito aqui, acredito que as pessoas que são convidadas para sua festa são do coração, e nunca iam entender a brincadeira como um pedido de esmola ou qualquer coisa do tipo, e sim com o que realmente é, uma brincadeira!
    Enfim, gosto é gosto, e o que importa mesmo é que todos estejam felizes e celebrem o amor. Com ou sem gravata ;)

    Beijos! =)

  16. Diego, disse:

    Olá, gente!
    Fui apresentado ao site por minha noiva, então sou novo por aqui.
    De cara já gostei do site, do texto (que é polêmico mesmo!) e dos comentários.
    É isso aí! Cada um tem sua opinião e não precisamos crucificar ninguém por isso, né?
    Não quero formar opinião. Quero apenas expressar a minha.
    Nem nós (minha noiva e eu) decidimos ainda com inteira convicção se faremos o corte da gravata em nosso casamento ou não, mas não somos nem da extrema direita nem da extrema esquerda.
    Se fizermos o corte da gravata, buscaremos apenas que seja um momento de alegria e descontração com os convidados. Não precisa de intimidação/humilhação para que contribuam com o que puder ou que achar justo.
    Uma pergunta:
    Quanto gastamos quando saímos com nossa amada/amado para um barzinho qualquer, pra comer uma porçãozinha de qualquer coisa, com uma bebida simples, onde pagamos 10% de taxa de serviço, considerando ainda que o carro ficou na rua logo em frente ou na rua ao lado e ainda ter que dar uma gorjetinha ao flanelinha? No mínimo, R$50,00, não é?
    Penso assim: como convidado em uma festa de casamento, muito provavelmente meu carro estará em um estacionamento privado, com seguranças do local, não sou obrigado a pagar nada do que consumir – seja comida ou bebida –, estarei no convívio dos amigos/familiares… Sendo assim, nada impede que contribua com algum valor ao passar da gravata, já que se eu estivesse em qualquer barzinho/restaurante, estaria gastando de qualquer forma.
    Se olharmos pelo lado de que “ah, mas já tive que gastar tanto com roupa, sapato, cabelo e blá-blá-blá”, então era melhor torcer pra não ser convidado(a) pra evento algum, certo? Ou então ser convidado e não comparecer… e se for assim, pra onde vai o convívio social??
    É claro que tem aqueles convidados que nem sequer levam dinheiro no bolso, seja por esquecimento ou por hábito. Tem gente que prefere usar só o cartão e leva apenas “trocados” na carteira para qualquer eventualidade. Mas até esses convidados podem entrar na brincadeira, desde que não seja desrespeitoso com eles.
    Já vi gente que entra TÃO BEM na brincadeira, que na frente da câmera/fotógrafo, dá uma moeda de 1 real e abraça o noivo, e pula, e festeja… e que se dane o que vão pensar. Depois, caladinho, sem que ninguém veja, esse mesmo convidado vai até o noivo e dá uma contribuição mais generosa. Por quê? Porque esse tipo de convidado é o que realmente entendeu o espírito da brincadeira e que ajuda a tornar a festa mais agradável.
    É claro que tudo o que escrevi acima não é uma regra. Como disse láaa em cima, não sejamos extremistas. Cada caso é um caso. Mesmo assim, respeito quem decide NÃO fazer o corte da gravata e admiro quem decide por fazer (e faz de forma a não deixar nenhum convidado constrangido).

  17. Melissa Vansan, disse:

    Ontem a duas semanas do nosso casamento…o Noivo que por sua vez não esquentou a cabeça com quase nada, ficando tudo para eu fazer, disse que não irá fazer a gravata. Foi a briga do momento. Pois os gastos foram divididos, certo que muitos detalhezinhos que eu, noiva, acabei fazendo e pagando por conta. Agora eu estou com tudo pago, sou autonoma e por conta do casamento não trabalho direito a um mes, e PRECISO dessa ajudinha da gravata. Senão vou para Buenos Aires e no máximo vou almoçar e jantar as custas do marido. Fiquei brava mesmo… ë tradição. Tem que ter. Bom, já pensei em hipoteses: posso pedir pra qualquer amigo meu se passar por noivo e fazer a arrecadação, pra ficar bem claro que o noivo é um mala!! Porque ele é.

  18. Sabrina Veras, disse:

    Sou pernambucana e meu noivo baiano. Por aqui ainda não existe a tradição do corte da gravata, já perdi a conta de casamentos que fui entre Recife e Salvador e não presenciei em nenhum deles. Lendo todos os posts eu acho que a decisão é realmente pessoal, embora a depender do lugar (aqui no nordeste, por exemplo) possa soar um pouco constrangedor… não faria no meu casamento, mesmo sabendo que a grana seria muitíssimo bem-vinda…

  19. Elayne, disse:

    Nem liguei de ficar sozinha enquanto os padrinhos arrastaram o noivo… Cumprimentei pessoas nesse tempo, me diverti… E foi tão rápido que sinceramente nem senti.. hahaha

    E os padrinhos fizeram uma FARRA!! Adorei ver a descontração de todos! É o momento de alegria dos homens! Cortar a asinha deles é que acho deselegante…
    Sou da opinião: “Deixa o povo ser feliz e se divertir!”

    E no vídeo do meu casamento, deu pra perceber que os convidados gostaram tb, pois todos pareceram animados (e nem um pouco constrangidos)

    Gostei mais ainda do valor arrecadado. Foram R$ 975,00 (novecentos e setenta e cinco Reais) que vieram em muito boa hora! Gastamos parte na lua de mel e parte comprando coisinhas que faltavam em casa…

    Não abro mão da brincadeira da gravata! Sempre que vou à um casamento ajudo os noivos comprando um pedaço da gravata do noivo… Acho um momento de descontração, diversão (ou seja: FESTA!)

    E na minha opinião quem se sente constrangido e não gosta da gravata normalmente são os pão duros… hahahaha

  20. Rafaela, disse:

    Concordo com tudo que a Fernanda disse…minha irmã fez um casamento lindíssimo e eles não quiseram o temido “corte da gravata”. O casamento foi divertidíssimo e sem constrangimentos…
    Já fui em mtos casamentos que alguns convidados saem de fininho p/ não pagar a gravatinha…sinceramente, prefiro ter todos os meus convidados na festa se divertindo até o final do que ter alguns saindo constrangidos por já terem gasto mto p/ ir no casamento…
    Hoje em dia as pessoas casam por livre e espontânea vontade e se precisam da “ajudinha” da gravata para passar a lua de mel, por favor, cortem os gastos de alguma coisa da festa…
    Tudo bem que é uma brincadeira, mas p/ mim é uma brincadeira de gosto duvidoso…

    ADORO O SEU BLOG!!!

    Bjos

  21. Jéssica, disse:

    Acho engraçado gerarem tanta polêmica por um assunto tão bobo! Gente, faz quem quer! Deselegante? Não penso assim! Já fui em casamentos de ricaços e tinha! Aliás, nunca fui em um casamento aqui na minha região que não tivesse a brincadeira, e a brincadeira raramente surge por parte dos noivos e sim dos padrinhos e amigos gaiatos! No meu, com certeza, terá! Meus tios não perdoaram o casamento de uma prima minha, não é o meu que vai se livrar, né? Eu acho o momento da brincadeira super divertido, acho que muita gente se engana achando que os noivos fazer isso para extorquir dinheiro dos convidados, nada a ver, pelo menos o que vejo é um momento de descontração, de risadas, de piadas, entre os homens da festa! Qual a diferença da brincadeira para quem faz a cota de lua de mel? Só que a cota dá um ar maior de seriedade e a pessoa se sente obrigada a dar mais dinheiro, isso da cota é que eu sei que não vou fazer, pq ficaria super sem graça, mas ali na festa é uma brincadeira, e quem organiza isso não é o noivo e geralmente a gravata usada também não é a do noivo… Nunca vi um noivo cortar sua gravata cara e elegante ou mesmo a gravata que ele alugou… O que acho de muito mal gosto é zuar com quem dá pouco ou está sem dinheiro no momento ou distribuir aqueles adesivos falando “mão de vaca”, isso sim, é constrangedor. Do mais, dá muito bem para o momento continuar sendo um momento de diversão na festa. Eu mesma dou altas risadas nessa hora. Ah, na minha família acontece muito de tios darem mais dinheiro nessa hora ao invés de comprar um presente, por acharem mais prático. Outra coisa que eu nunca faria era uma festa pra ficar quebrada e usar essa brincadeira pra tentar sair do vermelho…

  22. Jéssica, disse:

    Ah, li um comentário aqui interessante, de uma nordestina… Meu noivo é nordestino, ele também não conhecia a brincadeira da gravata. E em 3 anos de namoro, ele já me acompanhou em muitos casamentos aqui na minha cidade e ele quando viu a primeira vez, estranhou, me perguntou “o que está acontecendo?”, aí falei o que era e quando chegou na nossa mesa, mesmo os noivos sendo apenas meus amigos e apenas eu tendo sido madrinha (nosso namoro era recente ainda) ele fez questão de ajudar bem e se divertiu bastante com as palhaçadas dos padrinhos! Desde então, todos os casamentos que a gente foi ele já virava pra mim e falava “quando a gravata vai passar?”, ele é muito engraçado e extrovertido, não seria diferente, claro que ele gostaria… Mas outra coisa seria se a gente fosse casar lá no Pernambuco e nós resolvêssemos fazer a brincadeira, tipo, nada a ver, afinal, não faz parte da cultura deles! Mas aqui já é tradição e um momento muito esperado pelos homens da festa! De verdade! Nunca vi constrangimento ou brincadeiras sem graça com quem não tinha grana!

  23. Raphaela, disse:

    Fernanda, adoro seu blog e passo aqui todos os dias.
    Sinto dizer que dessa vez você exagerou um pouquinho ao expor sua opinião. Ainda não casei, então não tenho uma opinião pratica sobre o assunto, entretanto devo concordar com os que levam tudo na brincadeira. Nunca fui a um casamento que não tivesse o corte da gravata e confesso, em nenhum deles me senti constrangida!
    Como em qualquer brincadeira, participa quem quer… e como todo mundo ja sabe que isso existe, não tem pra que ficar constrangido.. eu por exemplo, adoro aqueles aqueles adesivos que dão para os homens q contribuíram escrito “já dei pro noivo” e todo mundo se diverte com eles!! rsrss
    Concordo com quem disse… quem se sente constrangido é pão duro!! falá sério…vc não precisa dar 63542754283423 de reais… dê um valor simbólico!! pode descer do salto que os noivos vão ficar muitooo felizes com seus 10 reais… e voce não ficará menos rica ou pobre por isso!! Deixa o povo ser feliz!! Ahhh, uma dica… para que a noiva não fique “abandonada” enquanto rola a brincadeira ela pode muito bem aproveitar esse momento para jogar o buquê!!

  24. Aly, disse:

    Concordo com a Fernanda em todos os pontos.

    Acho EXTREMAMENTE deselegante e constrangedor.

    O mais curioso é perceber que as pessoas que defenderam a “prática” justificam que o casamento foi caro e blá blá blá.

    Pessoal, casa e dá festa quem quer. Se for assim, melhor cobrar ingresso e esculachar logo!

    Ainda que 99% dos convidados ache o “máximo” (duvido), pra mim se apenas 1 pessoa se sentir constrangida, já seria suficiente pra evitar!

    Chamo as pessoas porque elas são queridas e quero que elas participem de um momento especial na minha vida e não para arrecadar dinheiro, tenha dó!

    Já fui a diversos casamentos em que houve este momento e, acreditem, MUITA gente, mesmo contribuindo e dando risada na hora, fala MUITO mal depois. E com razão.

    E a Fernanda está certíssima: as pessoas normalmente já te deram presente, é o suficiente! E mesmo que não dêem presente, nada justifica serem cobrados por terem participado da festa! Isso sim é ser pão duro e sem noção!

  25. Aly, disse:

    Adendo: vou me casar e PROIBIR expressamente os padrinhos de fazer essa brincadeira infeliz!

  26. Carol Oyama, disse:

    Nossa Fernanda!!
    Eu nunca tinha visto um post sobre esse assunto por ser muito polêmico mesmo!!

    Estou contigo minha querida!!

    Eu já fui a alguns casamentos que muitos convidados se sentiram muito constrangidos em não poder colaborar ou não estarem preparados!!
    Já vi muitos convidados levantarem irem ao banheiro ou no estacionamento para não participarem da brincadeira!!

    Desde o início conversei com o meu namorado sobre não aderir a essa brincadeira ou se ele quiser muito que façamos de moedas (quantos convidados levam moedas para um casamento?!)pois moedas as pessoas vão contribuir com um simbólico de no máximo 1 real!! Foi uma sugestão para ele!!

    Obrigada pela sua opinião!!

    Beijos

  27. Flávia, disse:

    Estou contigo e não abro, Fê.
    Bjs.

  28. Flávia, disse:

    Se a justificativa para a arrecadação é a lua-de-mel, já fui a um casamento em que a família da noiva é abastada.
    Outra: sempre há algum convidado mais humilde que fez o maior sacrifício financeiro para dar o presente, se arrumar e foi ao casamento por total carinho ao casal.
    Ou seja, é uma prática totalmente desnecessária e não grata em qualquer situação.
    Com certeza, vou proibi-la no meu casamento.

  29. Fabio, disse:

    Eu irei me casar daqui a 3 meses, e confesso que estava na duvida mas, ao falar para os amigos, eles insistiram para eu fazer o corte da gravata e ainda disseram: “deixa de ser bobo”. Então eu resolvi fazer, álias, não tem nada de constrangedor, porque em um casamento só vão os familiares e os amigos do casal e não os visinhos do bairro e amigos dos amigos.

  30. Ale, disse:

    Tema polêmico mesmo…
    Respeito os que aderem, mas particularmente sou contra. Em todos os casamentos que fui, só teve um que “rolou” a brincadeira da gravata e sapatinho de noiva…confesso que não achei costrangedor, mas de mau gosto…até porque cortaram a própria gravata do noivo e circulararam com o sapato que a noiva usava…além disso, foi uma festa que faltou comida, etc. Neste caso, a impressão que tive é que os noivos estavam sem grana mesmo e fizeram uma festa só por fazer. Beijos e parabéns pelo blog, Fê!!

  31. Fernanda, disse:

    Nossa! Eu sinceramente nunca tinha visto a brincadeira como desagradável, acho que não precisa esmolar passando gravata, sapatinho e tudo mais… mas, também acho que é divertido, os meninos fazem a brincadeira deles e ponto… ninguém precisa sair ofendido por não ter contribuído. Acho mesmo que todo mundo já sabe que a gravata vai passar e é só levar um dinheirinho a mais no bolso que não vai ficar mais pobre por isso!!!!!

  32. Clarissa, disse:

    Nossa. Eu acho extremamente constrangedor. Vi algumas pessoas defendendo pelo fato da festa ser cara, mas ninguém é obrigado a bancar festa de ninguém. Se não puder não faça, e se fizer não fique reclamando depois que gastou demais. No casamento não coloquei, até porque apesar de todos os convidados serem da família, nem todos tinham condições. Só a presença deles foi o suficiente.

  33. Anna Carol, disse:

    Gente,
    É mega cafona esse negocio da gravata! Cotas de lua de mel IDEM.
    Há pessoas que são bregas e não sabem, daí defendem esse ato extremamente grosseiro de pedir dinheiro aos convidados.
    Casei e nao fiz isso nao.

  34. Kathe, disse:

    Adoro o blog e as informações super úteis que estão nele.
    Lí o post e fiquei surpresa em ver como as pessoas são contra a pratica, e defendem sua opinião com unhas e dentes, cada um faz do seu casamento o que bem entender.
    Particularmente não acho que seja deselegante tampouco contrangedor desde que feito com respeito.
    Não farei lista de presentes, nem pedirei cotas para lua de mel então decidimos pelo corte da gravata, estamos gastando um super dinheiro pra fazer nossa festa dos sonhos e não achamos que devam pagar por isso, mas que essa ajuda para o casal é bem vinda. Sem contar que estamos entre familia amigos não consigo acreditar que eles se chatearão com o corte.

  35. Hellen, disse:

    Muita gente acha divertido. Eu acho deselegante. Meu noivo não quer. Meus pais não gostam. Mas os tios, que serão padrinhos, com certeza vão querer fazer, já que nos casamentos dos filhos deles fizeram essa brincadeira. Tentarei, da melhor forma possível, evitar esse momento constrangedor!!!

    Gostei muito do seu texto. Me aliviou. Sou sempre taxada de chata, mas me sinto mais amparada agora!

  36. Ailton, disse:

    Nossa Quanta polemica!!!
    Vou me casar em 05\10\2013, por isto estou aqui vendo a opinião de todos, já decidi, não vou passar a gravata, já era meio contra, agora não resta duvida, quero que meus convidados se sintam a vontade, nada de constrangimentos, não adianta dizer que todos estão acostumados, isto não é verdade.
    Adorei o site!!!
    Parabéns Fernanda!!!

  37. Elio Farias, disse:

    Sou contra sempre vou previnido aos casamentos porem acho isso uma gaf,os convidados gastão com roupas,gastão com a chapinha das esposas kkkkkk,combustivel e ainda tem que gastar com gravata ridiculo.

  38. Bruna, disse:

    Adoro o site, mas tenho minha opinião sobre esse assunto,”pra que vou fazer um casamento onde estarei convidando apenas pessoas que AMO, para no final saírem falando sobre o corte da gravata?” aah não! penso que a pessoa que se sente ofendida com essa brincadeira realmente NÃO CONHECE OS NOIVOS, se conhecesse não se sentiria ofendido com uma brincadeira que além de descontração tem intuito ajudar os noivos. Ajuda quem quer, se ofende quem é PENETRA na festa, é pão duro ou não cai na brincadeira, em todos os casamentos que já fui teve, eu sempre contribui, e irei fazer no meu sim, quanto os convidados gastarem para ir a festa é ridículo a insinuação. Que os noivos são pedintes deplorável…

  39. Ellen, disse:

    Concordo em número, gênero e grau com o que a autora disse. Acredito que justificar tal atitude dizendo que é porque os noivos gastaram uma fortuna na festa é ridículo. Porque cada um deveria fazer o que pode, se não pode não faça festa grandiosa ou comemore de outra forma, afinal problema é seu se quis gastar uma fortuna. Já fiquei sabendo de um casamento onde os noivos providenciariam até máquina de passar cartão de débito ou crédito para os que usam a desculpa de que não tem dinheiro e só andam com cartão. ABSURDO. Outro caso ridículo: os noivos não deram festa, despediram-se na igreja, mas avisaram a todos que iriam numa churrascaria logo após a cerimônia e que todos que quisessem ir seriam bem vindos, mas cada um pagaria o seu consumo. Ok, até aí tudo bem. Foi quem quis. Mas derrepente, começou a palhaçada de passar gravata, sapato da noiva… Em plena churrascaria, sendo que os noivos não gastaram NADA, não teve festa. Ah, e ainda colocaram lista de presente em várias lojas caras. Deu pra perceber a cara de “espanto” e sorriso amarelo das pessoas do tipo “não acredito”. Os que deram dinheiro ganharam um adesivo Verde na roupa pra todos verem, e os que não “contribuíram” (com a extorsão) recebiam um adesivo vermelho e todos gritavam “pão duro” em alto e bom som.É muita cara de pau. Se for pra casar e fazer uma palhaçada dessas, preferível não fazer nada. Guarde dinheiro pra começar bem a vida de casado, sem dívidas e sem um vexame ridículo desses.

  40. Kelly, disse:

    Bem, quanta polêmica! Rss! O engraçado é que você deixou bem clara que é a SUA opinião e embora todo mundo diga que respeita a opinião alheia, fica claro que nunca é assim quando somos criticados por algo que acreditados.
    Bom, se o intuito do “momento gravata” era uma brincadeira, acredito que esse conceito ficou lá atras pois aqui todo citaram o qto é caro fazer ma festa de casamento e que a graninha ajuda nas despesas e confesso que nunca fui contra ou a favor, mas depois que fui a um casamento onde a festa parou só pra cortar a gravata (desligaram a musica mesmo e colocaram um cara com um microfone que falava qto a pessoa estava dando!)fiquei meio contrariada pq era tanto barulho que nem conversar se conseguia! Fora um outro onde os noivos nem jantaram e ja foram para a gravata e o sapato. Atualmente, como se não bastasse a gravata, tem o sapato da noiva… rsss! A questão não é ser pão duro ou não e sim o constrangimento quando você dá a quantia que você pode ou quer dar. As pessoas não são iguais, por isso rola o constrangimento.
    O caso é que quando se decide casar e fazer festa você sabe gastará muito, mas qdo começa a organizar e que vê o qto vai gastar e aí pensa que esse dinheiro viria em boa hora… confesso que já pensei rss! Contudo, meu noivo não quer de forma alguma! Disse que ja estaremos “pedindo” algo qdo fizermos a lista de presentes e deixar na loja. Enfim, a festa é dos noivos para seus convidados e cada um faz conforme suas convicções. Vamos usar esse tempo que seria despendido com a gravata para cumprimentar e agradecer a todos de mesa em mesa o que nos dias de hoje está cada vez mais dificil ver os noivos fazerem.

  41. Felipe, disse:

    Fernanda. Seu pensamento é exemplar. Pena que há muitos casais mão de vaca que insistem em dizer que isso é tradição simplesmente para, desesperadamente, tentar cobrir os gastos de seus casamentos. É triste saber que ainda há pessoas que acreditam que essa brincadeira vale a pena. Com certeza, sem exceção, quem fizer essa brincadeira, deixará más recordações para muitos convidados!! Pensem nisso!!!! Boa sorte a todos!!

  42. , disse:

    Fernanda,
    Fiquei feliz com esse post, pois sempre achei que era louca ou metida demais ao achar essa “cultura” um absurdo.
    Concordo com tudo que você disse, sem tirar nem pôr.
    Deselegante, constrangedor e ridículo. As pessoas deveriam pensar que fazer festa de casamento é para si mesmo e que ninguém tem obrigação de arcar com isso porque você gastou X.
    Se a pessoa quiser e puder ela vai te dar um presente melhor, por exemplo, de livre e espontânea vontade sem forçar ou constranger.
    Fora isso também acho chato a noiva ficar perambulando sozinha pela festa.
    E se não bastasse essa cafonice de gravata ainda tem o sapato da noiva e sei la mais o que irão inventar nesses tempos de crise.rsrs
    certíssima, parabéns pelo post!

  43. cris, disse:

    Acho ridícula essa brincadeira de péssimo gosto muuuuuito cafona!!!!!!!

  44. Debora, disse:

    Pessoal, lendo muitos dos comentários percebi que não existe certo ou errado, legal ou péssimo! O casal tem que conhecer seus convidados e saber se será bom ou não para a maioria, sempre haverá um do contra! Eu aceitei que meu noivo fizesse, ele amou e se divertiu muito e ganhou bons 8.000 reais fora dólares e euros! Acho que se os convidados não gostassem e não esperassem por isso não atingiria nem 500 reais em um total de 250 convidados! Nós conhecíamos bem nossos convidados foram escolhidos a dedo! E grande parte dos convidados do meu noivo tinham como tradição (japonesa) entregar envelopes com dinheiro, a gravata facilitou tal entrega, e com isso até mesmo senhorinhas davam dinheiro na gravata! Reforçando só topei porque conhecia meus convidados e sabia que eles estavam ávidos
    a nos ajudar!
    Dica para os que são do contra: fique escondinho no banheiro ou vá embora da festa já que ela não esta boa para você!

  45. Debora, disse:

    AHHHH ESQUECI DE FALAR….Para nós a gravata não cobriu nenhuma despesa pois tudo que estava sendo servido a vontade na festa já estava muito bem pago! Inclusive a lua de mel sem sites ou cotas! O dinheiro veio porque nossos convidados queriam ser lembrados de alguma forma em outro momento depois da festa!

  46. Graciela Paparazo, disse:

    Fernanda,

    Assino embaixo tudo o que você falou!! Você está certíssima!
    Hoje em dia a palavra “presente” perdeu seu sentido, não? Presente é algo que você oferece espontaneamente, com o intuito de agradar.
    Em eventos como casamentos, chás de bebê e chás de cozinha, você é impelido a dar um presente x para que possa comparecer à festa…Cadê a educação e os bons modos, pessoal?
    E essas listas de casamento? Já vi algumas absurdas, que pediam até tv de lcd…Vi num site alguém comentando
    que ninguém põe a lista nas Casas Bahia…
    E os constrangimentos que você tem que passar na festa quando é abordado de sopetão pelo noivo e seus amigos bêbados pedindo dinheiro pela ‘gravata’? Ou a noiva e suas amiguinhas pedindo mais dinheiro com seu sapatinho?? Fora, como alguns falaram aqui, que às você gasta com transporte, cabeleireiro, manicure ou roupas, principalmente se for mulher…
    Não deveríamos ser convidados para um casamento por querem pura e simplesmente nossa presença?? Ou só interessamos aos noivos pelos presentes e dinheiro que podemos dar??

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>