*assunto polêmico* Eu tentei evitar este assunto, porque acho muito polêmico – as pessoas são sempre muito contra ou muito a favor. Mas uma noivinha querida, minha xará, pediu, e resolvi escrever. Vamos começar falando que trata-se apenas da minha opinião, OK? Não existe regra, padrão, e pra falar a verdade, tentei pesquisar mas nem tradição existe. Existe apenas um objetivo: uma brincadeira com a finalidade de arrecadar dinheiro para a lua de mel dos noivos.

gravata

Minha opinião? Sou contra, muito contra. Razões para minha opinião:

* Festa de casamento é para celebrar, não para arrecadar dinheiro. Festa para arrecadar dinheiro é quermesse ou festa beneficente.

* Já fui em muitos casamentos em que teve o corte da gravata. Em todos, padrinhos carregavam o noivo puxando pela gravata, passando de mesa em mesa. Essa “brincadeira” toda dura no mínimo 1 hora, isso quando não é mais. E sabe o que acontece com a noiva durante este tempo? Fica sozinha na pista. Acho horrível. Os noivos deveriam ficar juntos, dançando, beijando… Tudo bem a noiva dançar às vezes com as amigas, e o noivos com os amigos. Mas largar a noiva na pista pra arrecadar dinheiro, pra mim não dá!

* Alguns dizem que os convidados já estão acostumados, não ligam, faz parte. Eu discordo. Pedir dinheiro é sempre um constrangimento. Os convidados já gastaram com o presente do chá bar, presente do casamento, roupas, penteado, maquiagem, manobrista (especialmente aqui em SP), e ainda tem que dar o dinheiro da gravata?

Já ouvi também que é a única hora em que o noivo ganha destaque na festa! Na minha opinião, se for pra se destacar passando por pedinte, eu preferia não ter destaque nenhum, rs!

O que fazer se você e seu noivo não querem essa brincadeira no seu casamento? Avise sua assessora para impedir a brincadeira assim que algum engraçadinho começar, avisando delicadamente que foi um pedido dos noivos. E principalmente, avise à todos os padrinhos, porque em geral são eles quem começam.

Essa é mais uma “brincadeira” dos tempos modernos de crise. Não achei de onde surgiu, com quem surgiu, não tem nenhum significado bonito ou nobre. Eu sou muito à favor do noivo comprar uma gravata bem bonita e bem chique, deixar ela inteirinha durante a festa, e poder usar novamente em outras ocasiões especiais do casal!

converse com a gente
 0             0})
DEIXE SEU comentário
159 Comentários
  1. Juliane, disse:

    Kkkkkk RI muito com seu post. Concordo 100% com a sua opinião. E sendo bem realista, na minha casa não gasto menos de mil reais para ir a um casamento, incluindo roupas, salão e presentes, ainda querem ajuda pra lua-de-mel!!!!! Polpe-me, passe a lua de Mel em casa amore, ainda bem que na minha família TODOS têm noção das coisas, e se casam com festas de acordo com as suas posses, para que não passem pelo vexame de dar uma de noivo na pindaíba pedindo dinheiro na própria festa.

  2. Paulo Barbosa, disse:

    KKK MUITO BOM .CONCORDO PLENAMENTE. COM VC..E ISSO È TÃO FEIO QUE CAUSA ATE MESMO UM. CONSTRANGIMENTO TOTAL AO CONVIDADO QUE NAQUELE MOMENTO ESTA SEM UM CENTAVO NA CARTEIRA .ALIAS HOJE EM DIA. POUCA GENTE ANDA COM DINHEIRO. APENAS CARTÖES. . EU FUI EM CASAMENTO ESSA SEMANA E A FESTA FOI EM UMA CHURRASCARIA. E .ELES DERAM UM JEITO DE ARRUMAR UMA MAQUINA CIELO.PARA ARRECADAR O DINDIN DOS CONVIDADOS ..KKKKK RAPAIS. EU FIQUEI HORRORIIZADO COM AQUILO . NOSSA !! FEIO DEMAIS.

  3. Juliana Conceição de Oliveira, disse:

    Gente, estava conversando sobre isso na semana passada com amigos, e o texto casa totalmente com o que penso: prática deselegante.
    E o pior é quem defende justificando que as pessoas estão comendo e bebendo de graça têm mesmo é que ajudar. Aff. Melhor cobrar a entrada então. Ou realizar um casamento de acordo com suas posses. Ou não fazer nada mesmo.
    Agora, se esbaldar na decoração e no cardápio confiando na contribuição de convidados é a treva!

  4. Kelly, disse:

    Não concordo e farei no meu casamento,primeiro porque não se define um valor pelo qual será “vendido” o pedacinho da gravata,segundo que ninguém é obrigado a participar,paga quem quer,terceiro se a noiva fica sozinha na pista é por burrice dela porque tem no minimo uns 150 convidados pra ela conversar ou ate mesmo fazer a sua brincadeira no mesmo momento…Essa é a minha opinião e na minha cidade é tradição a gravata!Beijos *

  5. Rafaela, disse:

    Bem, eu apoio essa “tradição” porque em alguns casos não é nem por falta de dinheiro oi querendo que os outros paguem pela festa, muitas vezes é apenas mais um entretenimento para a festa. No meu casamento vai ter!!! ????

    • Fernanda Floret, disse:

      Entretenimento? Se alguém precisa recolher dinheiro para a festa ser animada, então tem algo estranho….

  6. Cristina, disse:

    Como foi dito no início do post, o assunto é polêmico, mas visto que os principais protagonistas da festa são os noivos, cabe ao casal, juntos, decidir se querem ou não fazer a brincadeira. Se o casal optar por fazer, cabe aos convidados e a todos respeitar; como foi mencionado também, pela Kelly, se o convidado não se sentir a vontade, não participa. Concordo em partes com o que você escreveu Fernanda, mas também concordo com a Kelly e inclusive com a Rafaela. Entretenimento sim, afinal de contas é uma brincadeira, as pessoas riem, divertem-se, fazem barulho, não é um recolhimento de dinheiro, pois não se impõe uma contribuição nem se exige que seja ‘pago’ um determinado valor. Sendo assim, cada um escolhe o melhor entretenimento para sua festa de acordo com suas tradições e convicções pessoais.

  7. Thailainy, disse:

    Tenho que discordar também!
    O casal já tem horrores de gastos no casamento. Se ainda dao uma festa pros amigos (que também não sai nada barato), não vejo mal algum em arrecadar o dinheiro pra lua de mel por dois motivos: a essa altura eles já estão praticamente “falidos”. Minha amiga se casou no ano passado, ganhou a viagem, mas no final do casamento estava sem um centavo pra levar pra pagar um almoço se quer na lua de mel, e foi na festa que eles conseguiram arrecadar 1800,00 e assim conseguiram viajar, alimentar a ainda fazer uns paseios. Segundo q nao tem um valor fixo na brincadeira, cada um da o que pode. O principal é juntar o útil ao agradável. A diversão da brincadeira com a necessidade dos noivos. Mas sou a favor da ideia pra casais que realmente PRECISAM de ajuda, e não pros ricos q ja tem tudo pago e pronto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>