Lua de Mel, Seus Cenários e Significados

Quer uma sugestão de presente bacana para aquele outro casal de amigos que também estão noivos? Ou para você mesma?  Jacqueline Dalla Mikahil, da Be Happy Viagens, lança hoje seu livro “Enfim… Nós – a Lua de Mel, Seus Cenários e Seus Significados”. Além de super interessante, tem essa capa linda para você deixar numa mesa de centro da sala decorando.  

Você sabia, por exemplo, que no período da Antiguidade o afeto era representado pelo mel? Como os povos desta época contemplavam a Lua (e todas as mudanças de fases) como referência à inconstância das coisas, a lua de mel servia para lembrar ao casal de que o relacionamento também sofria com mudanças – aumento ou diminuição do afeto. Por conta disso, o casal tinha o ciclo da Lua – praticamente um mês – para esquecer os afazeres diários e se dedicar exclusivamente ao relacionamento e à nova família que se formava.

Já a expressão Lua de Mel surgiu, segundo Nicolas Ramanush, presidente da ONG Embaixada Cigana Brasil, na Pérsia, há mais de quatro mil anos. Fazia parte da tradição o sogro dar ao genro uma aguardente misturada com o mel. O casal fica recluso durante o tempo de uma lua, onde o homem repunha suas energias com a bebida.

Você irá aprender também o significado da lua de mel entre os povos, conhecerá como é o rito de passagem para ciganos, chineses, muçulmanos, judeus, indianos, egípcios e até mesmo como é no gelado país da Islândia.

Leitura interessante com certeza.

 

Tags:

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE