Tem noivas que curtem o máximo a fase dos preparativos do casamento, outras não tem tempo de se dedicar tanto, algumas não veem a hora de acabar, mas o fato é que depois do casamento dá uma saudades enorme dos dias de organizar  a festa com carinho, provar vestidos, enviar convites, comentar sobre os fornecedores com as amigas.

O que muita gente nunca parou para pensar é que além de organizar o próprio casamento, esta é uma fase em que aprendemos muito! Normalmente a maioria das noivam passam mais de um ano se dedicando aos preparativos com muita intensidade, mas entre docinhos, caligrafia, roteiro da festa e lua de mel, você já parou para refletir sobre como isso tudo está te tornando uma pessoa melhor?

preparativos_casamento

lacotwitter Decisões, decisões, decisões, é uma atrás da outra, qual dia casar, qual dos fornecedores contratar, quem cortar da lista de convidados. Aproveite para aprender a pesquisar, ouvir a opinião dos outros, dialogar com o noivo, analisar, encarar os desafios e decidir com firmeza! Aproveite para aplicar em outras situações da vida, mulher decidida é mais feliz!

lacotwitter Lidar com as finanças: você sabia que o maior motivo de brigas dos casais é sobre dinheiro? Durante os preparativos lidamos com orçamento, negociações, pagamentos. Se não sabe ainda, aproveite essa fase para aprender a fazer planilhas e controlar o orçamento. Tome gosto por essa parte também, eu sei que é difícil para quem não gosta de finanças, mas vai ficar tão mais fácil você controlar as despesas da casa depois! Conversar abertamente sobre finanças com o noivo ajuda muito numa transição tranquila para a vida de casada! (aproveitando, na nossa página de downloads temos uma planilha para controlar o orçamento familiar)

lacotwitter Organização é tudo, se você está noiva há alguns meses, já deve ter percebido. Aposto que muitas noivas saem dos preparativos mais organizadas, experts em planilhas, checklist, pasta para os contratos e afins. O lado bom, sua vida de casada ficará mais fácil também, porque depois que a festa de casamento passa, entram as listas de supermercado, os contratos do apartamento, os orçamentos de mobiliário e decoração, tudo igualmente delicioso afinal são para o novo lar, para você e o marido.

lacotwitter Valorizar mais quem gosta de você. Casamento é uma etapa tão cheia de amor, que envolve tanto investimento de tempo e dinheiro, que passamos a valorizar mais quem também nos enche de amor. Às vezes aquele amigo que você nem considerava tão amigo assim é o que mais vai te oferecer ajuda com o casamento, que vai ficar feliz e curtir com você. Depois que o stress e ansiedade passam, você consegue valorizar mais os familiares e amigos que mais dedicaram amor no dia do seu casamento. Lógico que depois que tudo passa também aprendemos a importância do RSVP, em dar um bom presente, em oferecer ajuda para outras noivas… rs!

lacotwitter Cuidar mais de você mesma! É verdade que toda noiva é linda, afinal ficamos lindas quando apaixonadas. E justamente por estarmos apaixonadas, cuidamos mais de nós durante essa fase: regime, idas ao dentista, procedimentos estéticos para o rosto, mais ginástica e alimentação balanceada para estar maravilhosa no grande dia. Nos sentimos melhores, mais saudáveis e aprendemos a manter a rotina assim depois de casadas.

Perguntei para algumas recém-casadas leitoras do blog o que elas aprenderam durante a fase dos preparativos e aplicam até hoje. Ainda esta semana compartilho com vocês!

converse com a gente
 6      0       0})
DEIXE SEU comentário
34 Comentários
  1. Grace, disse:

    Fernanda, veio em boa hora esse post viu… faltam 2 meses e alguns dias para meu casamento, e imagina a ansiedade e insegurançca que rodeiam esta fase! As vezes me permito esquecer completamente das finanças e me dedido a sonhar com o tão esperado dia, pois a preocupação com as contas é demais, e juntando com as emoções a flor da pele… Só rezando mesmo rsrs. Obrigada Fernanda, agora vou pensar mais em aproveitar mais!

  2. Carol, disse:

    Fernanda, eu aprendi a controlar a ansiedade! Comecei a planejar meu casamento com 18 meses de antecedencia, agora faltam 5 meses… Eu descobri que não adianta eu querer tudo de uma vez, cada etapa, cada fornecedor tem sua hora certa… aprendi mto a ter paciencia e ser menos ansiosa e querer tudo p\ ontem rs… e uma das melhores coisas que aconteceram nesses meses foi ver o quanto meu noivo se dedica pela minha felicidade, desde participar de todas as reunioes com os fornecedores ate escolher a cor do porta guardanapo. Bom demais ver meu noivo curtindo juntinho cmg… e tendo a maior paciencia do mundo, me acalmando nos dias de desespero dizendo: calma gata, tudo vai dar certo!

  3. Jamily, disse:

    Interessante o que você disse no começo, “tem noivas que não veem a hora de acabar tudo”. Eu fui uma dessas… e hoje sinto falta rsrsrs … Aprendi muitas coisas, principalmente, a ceder.. a noiva as vezes tem uma opinião e o noivo tem outra, sempre tem que haver um consenso…aprendi a priorizar as coisas mais importantes, mesmo que fossem as mais simples… Enfim, você passa um ano planejando e no dia passa tudo tão rápido, muito rápido! Então noivinhas aproveitem até o último minuto!

  4. Helena, disse:

    Adorei o post! Aliás eu adoro seu site! Meu casamento será em setembro e muitas vezes me acordo no meio da noite pensando em algo que esqueci ou tenho que fazer….ai então eu converso com as minhas amigas casadas que dizem que sentirei falta desta fase! Mas realmente é muito bom ler as mensagens postas no site do casamento (montamos em razão de ser em outra cidade a festa); ver a emoção da minha mãe quando experimento o vestido…enfim…já estou chorando!!

  5. Flavia Rosseto, disse:

    Oi Fernanda,
    Casei em abril e o seu blog me ajudou muito nos preparativos!
    Como você bem descreveu, eu estou com uma saudade imensa daquela correria, das provas do vestido, e da expectativa…dizem que o melhor da festa é esperar por ela, é um pouco isso…rs
    Tive 1 ano e 2 meses para preparar meu casamento e o que eu aprendi é que não dá para fazermos tudo sozinha, não podemos abraçar o mundo, senão acaba ficando desgastante e chato; que a família deve fazer parte dos acontecimentos, tive muita ajuda da minha mãe e madrinha de batismo, elas foram maravilhosas; e o mais importante, aprendi a me conhecer, a saber o que eu queria ou não, o que eu gostava ou não e isso me deu coragem para fazer somente o que eu queria ou sonhava, sem me preocupar apenas em agradar as pessoas.
    Dizem que nessa época muitos casais brigam, se desentendem, nós não tivemos esse problema, aprendemos também a ter paciência e a respeitar o gosto e vontade um do outro!

  6. Elisama Azevedo, disse:

    Estou a 4 meses do meu casamento e as vezes me arrependo por estar dando uma festa cheia de pompas, as vezes queria mini wedding familiar a luz do dia sem tantas velas ou lustres mas sei que essa fase vai passar e depois vou olhar pra trás com satisfação e dizer, valeu a pena!!

  7. Mari, disse:

    Oi Fernanda! Estou noiva há pouco mais de 1 mês, e você acredita que já resolvi grande parte dos detalhes do casamento? A sensação é ótima, pois daqui uns meses, serão poucas coisas para me preocupar. ;)
    Adorei o post e concordo principalmente com os dois primeiros itens. Acho que quanto mais organizada e determinada for a noiva, menos nervosismo e stress, principalmente com o orçamento. A noivinha que sabe o que quer consegue tomar decisões numa boa e tem mais pique para pechinchar, pesquisar e decidir. :)
    Beijos!

  8. Janaina, disse:

    Casei há 10 meses e sinto uma saudade absurda dos meus preparativos. Fiquei um pouco mais de 1 ano nessa função maravilhosa e só tive boas experiências. Aprendi a ouvir as pessoas que amo, compartilhei sonhos e desejos com o noivo, conheci ótimos profissionais, descobri o quanto é importante ser gentil e tratar bem um cliente, me descobri – olhei pra dentro de mim e vi o que realmente queria, deixando assim os modismos e tendências de lado, aprendi a ser organizada, aprendi a compartilhar funções com meu noivo (que sentou comigo em todos os pagamentos de fornecedores, em todas as escolhas, em todas as etapas), e aprendi principalmente a lidar com nosso dinheiro, pois casei sem nenhuma dívida, com um apartamento próprio e móveis planejados em todos os ambientes! Isso foi fruto de muita persistência, cuidado e o tal “pensar duas vezes antes de comprar mais um sapato”…

    Sem falar que trouxe benefícios para muitos familiares. Meus pais fizeram tratamento para emagrecer, exercícios, pilates… isso tudo com 60 anos! Minha mãe fez peeling, sobrancelha definitiva e passou a se cuidar mais, meu noivo fez dieta pra ficar bonitão no terno, algumas tias fizeram a tão sonhada plástica, minhas irmãs emagreceram e eu passei a cuidar mais da pele, unhas e cabelo… Foi um esforço coletivo. E no dia todos estavam lindos e felizes…

    Enfim, meu casamento realmente foi um divisor de águas para muitas pessoas. Essas lições vou levar pra vida toda!

  9. Taisa Cardoso, disse:

    Faltam 5 meses para o meu casamento, e a ansiedade e quase que incontrolável! Aprendi muita coisa com a fase dos preparativos e continuo aprendendo, porque ainda não acabou. Aprendi a ser paciente com as pessoas e esperar o tempo de indecisão de cada um, aprendi a pedir e respeitar as opiniões, aprendi que para realização de um sonho não a obstaculo que te empeça, aprendi que não há nada mais gratificante do que a construção do seu lar, aprendi que é possível apaixonar-se três vezes por dia pela a mesma pessoa.E o mais importante, aprendi a valorizar e a entender o que significa FAMÍLIA.

  10. Bianca Merino, disse:

    Post muito bom mesmo Fernanda, acho mesmo que estou melhorando algumas habilidade com os preparativos, seu blog me ajuda muito e amo preparar, sonhar, sonhar e sonhar. Ainda não tinha parado para pensar nesses pontos, a menos de 2 meses! Obrigada.

  11. Nathy Miranda, disse:

    Faz 3 dias que comecei realmente os preparativos para o grande dia e já aprendi a não fechar a mente para novas perspectivas.
    Fechei meu vestido de noiva, e ele não tem nada do que eu imaginava, experimentei porque era diferente dos outros que havia experimentado e não haviam me agradado. E assim que me vesti minha amiga começou a chorar na hora. A partir desse momento, meus olhos e mente estão abertos para as possibilidades.

  12. Acessórios Virginia Storelli, disse:

    Primeiramente parabéns! Seu blog, sem dúvida, orienta e ajuda muito às noivas.
    Sugiro que faça essa pergunta também às mães das noivas, pois, apesar de estar acostumada com o tema casamento no meu dia-a-dia (atendendo as noivas que me procuram para confeccionar seu casquete ou para criar a sua comunicação visual), confesso que fiquei muito mais nervosa do que minha filha que se casou recentemente.
    Aprendi que devemos controlar a ansiedade, pois ela só atrapalha!

  13. Raquel Pinheiro, disse:

    Olá, Fernanda!
    Adoro o seu site e muito do que preparei para o meu casamento foi inspirado nos seus posts. Meu casamento tá quaseee…será dia 13/07/13, em um sitio da família em Teresópolis – RJ! Posso dizer que aprendi muito, mesmo, com esta etapa de planejar, preparar e executar o casamento. É uma etapa de descobertas…sempre fui organizada e determinada e, no início dos preparativos, há seis meses atrás, eu pus a mão na massa, não contratei cerimonialista etc. Mas, com a rotina de trabalho intensa, faltando 2 meses para o casamento, tive que pedir ajuda a uma profissional, apesar de que quase tudo eu já tinha resolvido, fornecedores, buffet, decoração…aff! Como moro longe de minha família e vou casar na minha cidade natal, foi uma maratona…resolver tudo quase de longe. Mas, descobri grandes tesouros em minha família: minha mãe, minhas tias que sempre se mostraram dispostas a ajudar, parentes nem tão próximos que ofereceram ajuda, amigos sinceros e verdadeiros que me deram a mão, isto emociona… Tb tive contragostos: alguns amigos que vc julgava tão amigos, somem, nem respondem suas ligações e vc queria tanto convidá-los… O vestido de noiva escolhi tudo sozinha…todas as provas, arranjo de cabelo, bouquet, isso deu um “vazio”, queria minha mãe perto, mas não deu e tive que seguir em frente. Mas, aprendi que as pequenas coisas significam muito, um detalhe aqui, uma renda, um bordado, uma escolha de cor, tudo vai resultar no seu grande dia…Estou ansiosa para ver como ficará! Torça por mim…Depois eu conto. Mas, certamente a grande msg deste tempo de construção é: acredite e se organize, faça com amor e dará certo! Sonhos são assim, é preciso acreditar e ir atrás! Obrigada por suas dicas maravilhosas! Grande beijo!

  14. Patricia, disse:

    Achei ótimo esse post. Casei em abril deste ano e também senti que a organização do casamento mudou muito comigo e com a forma como vejo muitas coisas. Foi um ano e um mês de preparação.
    Aprendi muita coisa sobre organização de festas, pois acompanhei minha cerimonialista de perto. Eu tinha curiosidade, queria saber mais, saber o que ia acontecer nesse dia tão especial nas nossas vidas. Descobri que o mundo dos casamentos é imenso, que se tu não te controla, pode se perder fácil, pois são mil idéias lindas e maravilhosas que dá vontade de ter tudo, mas nem sempre é possível.
    Comecei a dar muito mais valor para pequenas coisas na organização de festas, todo o cuidado que as pessoas tem em fazer o melhor para os convidados. Da escolha de um cardápio que contemple todos os gostos até a localização de cada coisa na festa e cada mimo dado para as pessoas.
    Aprendi a me organizar ainda mais financeiramente, utilizei as planilhas aqui do blog que foram salvadoras. Consegui fazer milagres com dinheiro para pagar todas as minhas idéias para o grande dia.
    Valorizei ainda mais a família e os amigos, aprendi que nem sempre quantidade de pessoas é sinônimo de qualidade. Que temos que ser meio diplomáticas nessa hora quando é preciso cortar convidados em razão do orçamento. Mas também descobri amigas maravilhosas, que eu jamais imaginava!
    Aprendi a dividir tarefas, a deixar as pessoas fazerem as coisas por mim e confiar que ficariam ótimas. Me surpreendi com habilidades manuais minhas e das amigas.
    Mas o principal é que passado o casamento, a lua de mel foi um momento de total sintonia entre eu e meu marido e agora nossa vida a dois tem sido cada dia melhor. Sabemos que realizamos um sonho e que trabalhando duro conseguimos realizar nossos projetos.

  15. Thaís, disse:

    Estou aprendendo a controlar minha ansiedade, ainda faltam 05 meses.
    Está sendo muito gostoso e gratificante esse momento, mas ao mesmo tempo não vejo a hora de ver tudo pronto.

  16. Ludmila, disse:

    Amei o post.
    Aprendi, com os preparativos, a valorizar ainda mais o meu noivo. Ele se mostrou um super companheiro. Me ajudou com tudo. Falta 1 mês pro meu casamento. Estou muito ansiosa, e ele está me dando um super apoio. Noivas, aprendam com os seus noivos. Eles têm muito a ensinar!

  17. Luciene, disse:

    Aprendi a valorizar mais ainda meu noivo, que está se dedicando ao máximo aos preparativos do nosso casamento, sempre junto comigo. Estou tentando a aprender a lidar com essa ansiedade (faltam menos de 20 dias) e juntos estamos aprendendo um pouco mais de artesanato, já que optamos por fazer mta coisa juntos, em casa, e está sendo uma experiência única e enriquecedora..

  18. Paula, disse:

    Fiquei noiva em dez/2011 e me caso em nov/2013.
    Parece muitoooo tempo para os preparativos, mas agora com apenas 5 meses faltando parece que essa etapa passou muito rápido.
    Tenho tido apoio de pessoas muito importantes e queridas, e por incrível que pareça o noivo é SUPER participativo!!!
    Adorei o post ;)

  19. Nathalia, disse:

    Penso em meu casamento antes mesmo de ter um noivo…rss
    Mas hoje, com a organização “oficial“, percebi que nem tudo que a gente sonha é possivel ou combina com a nossa festa e personalidade!E este momento deve e mto combinar com a gente!
    Uma dica para as noivinhas como eu…comece a organizar com antecedência, 1 ano e meio eu acho que é um bom tempo para definir suas inspirações e gostos junto com seu noivo e daí partir para as contratações!
    Afinal mesmo com toda a antecedência, ainda parece que falta tempo…rss
    Outro detalhe, muito importante é incluir o noivo nos preparativos, fazer ele se sentir importante e parte disso, muda tudo e torna tudo mais fácil!
    Fernanda….amo o blog e ele uso muito ele para minha inspiração!Parabéns!!!
    Bjos

  20. Paola Fabeni da Rocha, disse:

    A fase de preparativos do casamento é mesmo muito gostosa! A minha durou mais ou menos 6 meses. E nossa, aprendi tanta coisa!
    Aprendi a ter equilíbrio nas decisões. A abrir mão de algumas coisas e lutar com todas as forças por outras.
    Eu sempre soube que eu e o meu marido somos diferentes em muitos aspectos, mas nesse período eu descobri que temos mais coisas em comum do que eu imaginava. Foi bom dividir com o noivo meus sonhos e ideias principais. Ele não topou o naked cake, eu achei ruim, fiquei brava, dei piti e depois coloquei a mão na consciência, percebi que mais importante do que o bolo era eu estar bem com ele, meu futuro (e agora) marido.
    Aprendi a controlar minhas frustrações, a ver os imprevistos mais positivamente. Pode ter certeza de que para cada coisa ruim ou chata que acontece você tem vários motivos para sorrir e se alegrar. E principalmente, aprendi que por mais que o “evento” casamento seja importante, o foco deve ser a união do casal, o amor, a alegria de estarem juntos :)

    Beijos, Paola

  21. Natalia da Costa Moreira Gonçalves, disse:

    Oi Fê! Realmente passei a valorizar mais quem eu gosto e as noivas amigas que estão na fase da correria. Acrescento uma coisa à lista: passei a organizar sozinha, e com muito mais prática e criatividade, as festas da família.

  22. Bruna, disse:

    Eu me emocionei lendo o seu post! Obrigada! :)

    Caso em Setembro/14, ainda tenho bastante tempo, mas muitas das decisões mais importantes já estão concluídas… É um aprendizado e tanto, principalmente, no meu caso, a conviver mais com minha mãe, a entender que os anos de experiência dela são muito válidos, e que ela também sonha com esse dia desde quando o médico disse “é uma menina!”

    É uma nova fase, e eu estou aproveitando cada minuto! É uma oportunidade pra se conhecer melhor, entender quem é você e quais são seus gostos… Sonhei por anos com um estilo de vestido, e quando o provei, não achei a minha cara… Acabei optando por outro que tenho certeza que é “mais eu”. Isso que importa!

    Em um mês faremos uma festa de noivado, pq qualquer desculpa pra comemorar tudo isso é super válida! Já tenho planejado chá da noiva, chá bar, casamento civil, casamento religioso… Brincamos com as nossas assessoras que já vamos começar a planejar a festa de bodas de 10 anos (ou menos, se a gente não aguentar até lá…rs)!

    Enquanto o grande dia não chega, sigo aproveitando cada minuto dos preparativos! E recomendo que toda noiva faça o mesmo! :)

  23. Aline Oliveira Saade, disse:

    Os preparativos nos ensinam muito mesmo, principalmente na relação entre o casal, são muitas decisões a serem tomadas juntos, e nem sempre os dois pensam exatamente igual.

  24. Milena, disse:

    Fe

    Concordo plenamento com vc em todos os pontos!

    O que mais me tocou e percebi que mudei minha forma de pensar pra sempre foi “valorizar quem mais gosta de mim”.

    É incrível poder reconhecer de verdade quem nos ama…

    Beijos

  25. Thaissa, disse:

    Nossa, que post verdadeiríssimo. Eu me vi em cada coisa que você escreveu. Faltam 7 meses para meu casamento e ainda faltam tantas coisas a fazer. Já chorei e fiquei triste, mas percebi que não vale a pena. Muitas coisas saíram um pouco diferente do que queríamos, mas sei que será lindo e muito feliz nosso dia. Esse é um momento que com certeza temos que estar perto da nossa família, nossos pais e nossa, como é bom essa fase e para ser melhor temos que realmente viver cada minuto e principalmente do lado da pessoa que mais amamos.
    Seu blog é muito bom mesmo. Nos faz perceber que o que acontece conosco é mais normal do que pensamos e não só nosso casamento, como nossa vida, é fruto das nossas escolhas e ações! Parabéns!

  26. Renata, disse:

    Eu estou amandoooooo organizar meu casamento! Aproveitando todos os segundos!
    Estou aprendendo a estimar melhor custos (minha planilha inicial dava um valor X, agora já está em 2X..hahaha), a me cuidar melhor – já marquei limpeza dental, clareamento, drenagem linfática, etc. Mas principalmente, eu e meu noivo estamos aprendendo a lidar com a vida a dois antes mesmo de casar! E olha que a gente já namora há anos. :O)

  27. DéboraVoss, disse:

    Que perfeição essa matéria.
    Estou casada há 2 meses e meio e sinto uma saudade enorme da fase maravilhosa de ser noiva! Acho que é por estas saudades que eu continuo acessando o blog, vendo casamentos reais e a orgulhar-me de ter o nosso casamento publicado aqui no blog!
    Pra mim além da parte organizacional de aprendizados, descobri uma nova paixão na minha vida: organizar um casamento, uma festa surpresa, e todos os detalhes que envolvem um GRANDE DIA. Eu me descobri fazendo isso. Hoje trabalho com Moda e acho que num futuro pode ser que eu tome rumos diferentes… Outro grande aprendizado: VALORIZAR QUEM GOSTA DE MIM. Desde quem colaborou, deu carinho, ajudou, ou simplesmente esteve ao lado o tempo todo, seja para ouvir. Foi um divisor de águas e ao mesmo tempo descobri bons amigos em quem eu nunca imaginaria que na gratuidade da amizade fariam tanto por nós dois. E eu SEMPRE digo: só entende quem é NOIVA. Quem não passou por isso não entende. Não entende o significado do choro por alguém que você gosta tanto não vai á festa.Não entende que a noiva adora falar sobre os preparativos do casamento. Não entende que é tão importante esse dia..Não entende que é um momento único e que a noiva aproveita cada segundo dele.
    Achei perfeito tudo o que comentastes na matéria. ME vi em diversos momentos. E agora que tudo passou? O que ficou e o que não quero mais? :)

  28. Ericka Felix, disse:

    Fernanda, que post lindo : ) Realmente estou aprendendo muitas coisas legais nesta fase e sentirei muita falta destes momentos tão especiais…conhecer noivinhas, fornecedores, trocar idéias, sonhar, sonhar, sonhar, até o lindo dia de realizar. Bjs

  29. Raquel Maria, disse:

    Concordo plenamento com vc em todos os pontos!

    O que mais me tocou e percebi que mudei minha forma de pensar pra sempre foi “valorizar quem mais gosta de mim”.

    É incrível poder reconhecer de verdade quem nos ama…

    Beijos

    Oi meu nome é Raquel eu estou namorando fez um mês só casarei no ano que vem em que eu faço aniversário em janeiro , só que tem umas coisas que não aprendi ainda preparativos de casamento, lua de mel enfim..

  30. Melissa, disse:

    Oi Fernanda,

    Amei este post e me sinto assim, com saudades do grande dia, mas muito mais de todo o processo!
    Falo que vou aplicar para uma dupla jornada e me candidatar a trabalhar em uma assessoria bacana para poder curtir e compartilhar com outras noivinhas!

    Se tiver em tempo, queria participar da sua pesquisa…

    Beijos.

  31. Juliana, disse:

    Olá Fernanda!

    Parabéns pelo post, adoro suas dicas. Vou me casar a exatamente daqui três meses e um dia. Estou com praticamente tudo organizado. Sou nuito ancioasa, e sofri mto no início, pois queria td e naquele momento, com o passar dos dias fui me acalmando e tudo foi se ajeitando. A dica da planilha financeira é excelente, sempre fui bem organizada nas minhas finanças, e agora com os gastos do casamento não foi diferente.

    Um beijo para vc.

  32. Pingback: O que aprender com a fase dos preparativos | Opinião das Noivas! | Vestida de Noiva | Fernanda Floret | Blog de casamentos cheios de amor de todo o Brasil

  33. Elisa, disse:

    Acho que aprendi a olhar pra dentro, ver o que realmente eu queria. Aprendi a olhar mais para o meu marido, prestar a atencao nele, nas vontades dele. Aprendemos a ceder para o outro e a sonhar juntos.
    Aprendi a separar o essencial do superfluo e com isso possibilitar alguns superfluos que eram importantes para gente. Tb teve as questoes mais práticas de orcamentos e organizacao.
    Acho que esses foram as coisas mais importantes. Agora que eu estou grávida estou vendo como essa blindagem nossa como casal é fundamental. Nossas famílias (como todas) palpitam e vao palpitar mais ainda depois que o bebe nascer, mas a opiniao que conta é a nossa.

  34. Marta Sabrina, disse:

    Meninass, eu estou completamente apaixonada por esse blog, essa matéria me deu calma, e pude ver que “realmente eu estou aprendendo com isso tudo” faltam 6 meses pro meu casamento e já está quase tudo pronto, tenho uma amiga que gosta dessas coisas de organizar e ela se disponibilizou a ser minha “Assistente de noiva” não é o máximo!! ela quem está fazendo os orçamentos, ela quem fez o convite do jeito que a gente queria! Ela descobriu sua criatividade, e eu estou adorando, ela me ajuda muito. Estamos aprendendo muuiiiito com esses preparativos, e no dia ela quem vai fazer a decoração do jeitinho que eu ela sonhamos nesses 8 meses…! TA SENDO MÁGICO ISSO TUDO…! Gaby tu é demais!!!! ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Uma das perguntas que ainda mais recebo é sobre a questão de cumprimentar todos os convidados na festa ou não. As noivas que me escrevem com esta dúvida dizem que já leram algumas vezes aqui no blog que para ter pista bombando, os noivos precisam estar na pista e, portanto, acham que devem pular a parte dos cumprimentos (dizem ser longa, querem dançar etc). Bom, minha opinião: realmente os noivos devem estar na pista para ter a pista bombando… mas isso na hora da pista! Casamento não é só balada. Acho que as pessoas andam esquecendo que casamento é uma festa familiar com mais momentos e experiências inesquecíveis do que só dançar. Aliás alguns casamentos parecem prova de resistência do BBB para ver qual casal de noivos aguenta mais tempo na pista, rs!

cumprimentar

cumprimentar

Você convidou todas as pessoas porque são queridas, elas se arrumaram, deram presentes, foram lá te prestigiar, e aí você não quer cumprimentar para não perder tempo? Eu não entendo. Para mim é questão de educação cumprimentar todos. Não quer perder horas do casamento passando de mesa em mesa? OK, eu até entendo que pode ser demorado mesmo. Uma opção é passar somente na mesa dos mais idosos (isso é o mínimo!) e cumprimentá-los, e na mesa dos mais jovens dizer que já os encontra na pista, e naturalmente cumprimentá-los na pista mais tarde (eu fiz isso no meu casamento). Preciso dizer também que o que mais faz perder tempo ao passar de mesa em mesa é a foto com cada mesa, juntar todos, posar. Na verdade, nem sou fã destas fotos de mesa em mesa, afinal sempre saí posada demais, com mesa bagunçada ao fundo, são fotos que  nunca entram no álbum. Então eu gostei da opção que a fotógrafa Nellie Solitrenick me contou numa conversa, os noivos pegaram duas taças de champanhe e passaram rapidamente de mesa em mesa propondo um brinde com cada grupo. Foi uma forma rápida de cumprimentar todos, sem ter que posar para fotos e sem demorar. Mais ou menos como na foto abaixo, achei uma ideia excelente!

Casamento_Jorge Scherer_PremioWeddingBrasil_17

OK, para casamentos com mais de 500 pessoas isso pode ser complicado, daí vale o agradecimento geral no microfone (eu particularmente não gosto, só para casamentos com muitos, muitos convidados mesmo). Exceção também para os casamentos judaicos, nos quais os noivos entram na festa e já vão para as danças tradicionais.

comer

Mas tirando estes casos, no meu imaginário casamentos são sempre festas familiares, com amigos muito queridos, em que os noivos fazem questão de abraçar cada um. E que então após casarem, tirarem fotos, cortarem o bolo e tiverem a primeira dança, podem cumprimentar os convidados e sentar para jantar junto com todos (quem afinal inventou que noivos devem jantar escondidos numa salinha?!).  Acho lindo noivos numa mesa comunitária com as famílias ou padrinhos, degustando pelo menos um prato do casamento, brindando, como na foto abaixo.

Casamento_Marina-Nicolas_32

dancar

E lógico, em êxtase com tanta alegria, ninguém vai aguentar ficar sentando muito tempo, a pista logo deve começar, assim quem quiser ficar sentado jantando fica, quem quiser dançar, vai dançar, tudo naturalmente como uma boa festa deve ser. Daí sim vale a máxima “quer pista cheia e animada? Vá para a pista com seu marido, com toda alegria contagiante que vocês tiverem”. São os noivos quem dão o tom da festa – noivos felizes e animados, festa feliz e animada. Hora de dançar muito com todos os amigos, dar muitos abraços e beijos no marido, pular, cantar, se divertir como nunca porque a festa é de vocês!

Fotografia de casamento. Fotógrafa Renata Xavier

(fotos na ordem: Jorge Scherer, Ale Borges e Renata Xavier)

converse com a gente
 0      0       0})
DEIXE SEU comentário
30 Comentários
  1. Andrea Nunes, disse:

    No meu casamento eu fazia questão de cumprimentar todo mundo, especialmente porque me casei no interior e as pessoas pegaram a estrada, enfrentaram 300km, pagaram hotel, etc. Mas a festa era muito grande (400 pessoas presentes) e eu consegui cumprimentar apenas metade das pessoas nas mesas. Quando a banda entrou, tocando uma das músicas tema da época de faculdade, meus amigos me arrastaram para a pista e lá eu fiquei até o fim.
    Mas sabe o que foi legal? As outras pessoas que eu não havia cumprimentado vieram até mim, me cumprimentar na pista. Se ficou faltando gente? Ficou sim, mas quem eu não cumprimentei eram amigos do meu pai que mal tenho contato e que estavam lá mais por ele que por mim ou pelo meu marido. E meus pais fizeram as honras por nós dois. Outra coisa que foi bacana é que, assim que entramos na festa, pegamos o microfone e agradecemos a presença de todos. Então os cumprimentos começaram ali.
    Agora, jantar eu não jantei. Meu marido conseguiu, mas só belisquei um ou outro finger food. Quem disse que me deu fome? Até tentei, mas não consegui!!

  2. Francine, disse:

    Fer, concordo com tudo que você disse sobre os cumprimentos! No meu casamento eu também tive esse pensamento de não cumprimentar porque demoraria muito, eram quase 300 pessoas. Mas no dia, eu não tive coragem de não ir em cada mesa, pois como vc disse, as pessoas esperam para te abraçar, falar alguma coisa, já que nem todos vão pra pista de dança, então eu achei que deveria passar de mesa em mesa e fiz. Tudo foi bem rapidinho, nem demorou tanto e depois ainda curtimos um tempão a pista de dança, por isso acho SIM que os noivos devem ir as mesas nem que seja para fazer um brinde como vc propôs! Beijos

  3. Karina, disse:

    Oi Fernanda! Perfeito o post! Concordo plenamente com você! As pessoas nunca devem se esquecer que casamento é uma festa familiar, cheia de amor, amigos e felicidade. Fui em um casamento que os noivos conheciam metade dos convidados… A outra metade eram clientes do pai da noiva, que resolveu usar a festa para se “promover” um pouquinho…rs. Parabéns pelo site! Bjo

  4. Camila, disse:

    Eu fiz questão de cumprimentar todas as mesas! Acho um carinho necessário a todas as pessoas convidadas. Muitos casais preferem apenas agradecer a presença no microfone mas eu particularmente acho falta de educação! Nada mais gostoso do que abraçar cada convidado, afinal, casamento é a celebração do amor!

  5. Kerollyn C Martins, disse:

    Fe, adorei o post. Pois é uma questão que meu noivo e eu estamos abordando durante essa semana.
    Eu acredito que uma das coisas que torna o casamento mais especial, é o fato de ter todas as pessoas que você mais gosta e que foram escolhidas a dedo, no mesmo lugar, hora e pelo mesmo motivo. Ver um sonho seu se realizando, um sonho do casal. Muito especial isso, da até arrepios.
    Então vale tentar comprometar os convidados sim. Já fui em muitos casamentos que os noivos não conseguiram chegar a minha mesa, pois sempre tem uma mesa mais animada, alguem que eles encontram no meio do caminho. Super compreensivo, pois o dia é único e tem muita gente e muitas cosias acontecendo. Então adotei a política de, que se os noivos param em uma mesa de pessoas que também sao meus amigos, eu vou até eles e dou os parabéns. Acaba sendo até mais divertido, por que estamos em mais gente e curtimos mais a presença deles.
    No meu, vou fazer o possível para que todos os convidados se sintam acolhidos e importantes, pois eles foram escolhidos de forma especial

  6. Juliany, disse:

    Fernanda, ainda não tinha parado para pensar nesta questão dos cumprimentos. Com certeza seus argumentos foram válidos e me fizeram repensar para que os meus convidados se sintam os mais prestigiados possível.

    Beijos

    http://www.alegriadecasar.blospot.com

  7. Juliana Bernal, disse:

    Ah que lindo seu post. Essa era uma dúvida que eu tinha. Agora sei como fazer, parece bobeira mas ninguém fica pensando nessas coisas, só quando vai viver mesmo! Adorei o tom que vc deu ao post, me senti bem íntima! bjuuu

  8. Débora Voss, disse:

    É uma questão de respeito com os convidados. Eu fiz o agradecimento no microfone em forma de homenagear meus pais e a tantos convidados de fora da cidade e até do país. Achei que eles mereciam isso como uma forma de carinho. Convidei a todos a virem me abraçar na pista caso não conseguisse passar em todas as mesas, especialmente os jovens. Mas para os mais velhos e família que são super tradicionais, passei nas mesas como prioridade e sinceramente foi muito importante pra nós dois abraçar cada um e agradecer. Muita gente seguiu o meu conselho e veio ao nosso encontro na pista para nos abraçar, o que já deu a oportunidade de muita gente ficar por ali mesmo e dançar!

  9. Luciana, disse:

    Melhor post de todos…Hoje em dia é preciso lembrar aos noivos algo que se chama educação e carinho, pois balada e festa vc pode ir em qualquer outra data da sua vida, mas demonstrar o mínimo de gentileza é cumprimentar as pessoas nas mesas. Na verdade, muitos casamentos tem uma alegria forçada, apenas para ficar bem no vídeo, como tenho observado.

  10. Heloisa Correa, disse:

    Nossa podia ter lido este Post antes do meu casamento rs… (9 meses atrás).
    Eu tive a mesma dúvida… e concordo com tudo!
    Um dia antes ligamos para assessora e dissemos para ela cancelar do cronograma o agradecimento no microfone, porque achávamos muito impessoal.
    Nosso casamento era pequeno (não chegou a 200 pessoas)e muitas tinham vieram do RJ (noivo carioca), gastado com passagem, hospedagem e presentes. Sem contar que eu tinha a imensa aflição de só descobrir quem foi no casamento quando visse as fotos ou o vídeo. Não queria isso de jeito nenhum.
    Passamos de mesa em mesa, jantamos com nossos pais, e depois aproveitamos a pista como nunnnnca…. a noite toda. Foi ótimo. Não me arrependo.

  11. Tatiana, disse:

    Adorei o post, pois estava relutante em cumprimentar todos os meus convidados, pois acho horrível fotos posadas na mesa e perde se muito tempo, ainda mais se as nossas mães quiserem participar de todas as fotos (tenho esse probleminha na minha família) mas acho que vou passar propondo o brinde assim vou conseguir agradecer a presença de todos.

    Obrigada pela dica.
    Adoro o seu blog :)

  12. gisele freitas, disse:

    Muito bom o post!!! Eu como assessora, passo as mesmas orientações para os noivos.

  13. Sara, disse:

    No meu casamento farei o agradecimento antes, porem faço questão de passar de mesa em mesa tb. Ainda não sei exatamente como vou por no cronograma… Mas acho muito chato os casamentos em que nem vemos a cara dos noivos se não na pista, afinal, há muitas pessoas, principalmente os mais velhos que nem vão pra pista. Gostei do casamento do meu primo em que depois do jantar anunciaram no microfone quem quisesse cumprimentar e tirar fotos com os noivos era para se dirigir ao estúdio, assim os cumprimentos eram mais rápidos, todos tirariam fotos e sem o fundo com a mesa bagunçada.

    • Fernanda Floret, disse:

      Sara, sendo sincera não gostei muito desta opção do casamento do seu primo porque na minha opinião deixa a festa “engessada”, com alguém tendo que dizer o que é para os convidados fazerem, não gosto muito. Além de formar possível fila para tirar fotos com os noivos. Gosto mais quando as coisas acontecem naturalmente, sem ter que dizer para os convidados o que fazerem, o que deixa a festa com clima mais descontraído. Mas cada um faz no próprio casamento o que sentir que é melhor! ;-)

  14. Vanessa, disse:

    Fer, casei há quase 2 anos já(!), e te acompanho desde o comecinho, até estive na festinha de 1 ano do blog… até hoje, não deixo de entrar aqui para ver as fotos lindas!!! Vou para a Toscana em setembro, e já reservei um quarto no Follonico (dica sua)!! Estou escrevendo pra contar a minha experiencia: meu casamento foi “judaico” (meu marido é judeu, eu sou católica, e a cerimonia do nosso casamento teve algumas partes tradicionais da cerimonia judaica, que é linda e cheia de significados)… na festa, depois da parte com as danças judaicas, que é beeem puxada, meu marido teve um pequeno mal estar, e enquanto as tias dele (que são médicas) estavam cuidando dele (e depois de ver que ele estava bem), fui cumprimentar os convidados, enquanto o jantar estava começando… sozinha mesmo… foi uma forma de desviar a atenção do que aconteceu com o meu marido (imagina 300 convidados querendo saber pq ele estava praticamente deitado na chupá), e de dar uma atenção especial e individual para os convidados… o bacana é que depois que ele se recuperou, o Ma fez o mesmo, e meio que me seguiu… sem ter combinado, e de forma bem natural… e como fizemos isso no começo do jantar, não interferiu na “dinâmica” da festa!!! Beijos!

  15. RENATA, disse:

    Nossa Fernanda, muito bonito o que você disse. Concordo plenamente. Gostaria que o casamento tivesse mil horas para poder sentar e conversar, rir, com todas as mesas. A maioria de nossos convidados são pessoas queridas mesmo! Mesmo os amigos dos pais, são pessoas que conhecemos e temos carinho por todos…. Infelizmente, não dá pra ficar batendo papo com todo mundo porque é muita gente, mas essa ideia do brinde é genial! Beijos

  16. Monica Francisca, disse:

    Perfeição pura esse post, mas fico muito encucada de como vai ser a sequencia de cumprimentar + jantar + dançar no meu casamento. Eu sou evangélica e não danço, portanto, minha festa não terá dança, então o que faço para manter a alegria do meu casamento além de passar a festa toda cumprimentando e jantando? Quero que seja agitado também mas com naturalidade. Agradeço a quem tiver uma ideia bacana

  17. Monica Francisca, disse:

    Ah! Também não bebo e a ideia da fotos com o brinde também não é válida para mim. Como posso cumprimentar a todos com uma foto rápida?

  18. Ana Luiza Neves, disse:

    Muuuito bom esse post, me casarei ano que vem e faço questão de cumprimentar todos os meus 300 convidados,
    recentemente fui no casamento de uma amiga e ela não cumprimentou NINGUÉM, nem os amigos, só queria saber de dançar e ainda com uma cara bem feia, todos comentaram que acharam horrível o que ela fez!
    Garanto que não farei o mesmo e obrigadíssimo pelas dicas!

  19. anna, disse:

    casamento NAO eh balada!!! o pior que os ultimos casorios q foi tivesse essa sensacao…. os noivos chegam na festa e soh querem saber de dancar : nada de comer , conversar , cumprimentar as pessoas.

    como diz a Luciana: muitos casamentos tem uma alegria forçada, apenas para ficar bem no vídeo, como tenho observado.

    mtos videos soh aparecem o povo pulando o tempo todo! bizarro

  20. Pimenta e Limão, disse:

    Meu casamento foi pequeno (180 pessoas) mas logo depois da cerimônia, meu noivo foi dançar com os padrinhos e eu consegui falar com tdos os convidados (ele ja tinha recebido todo mundo antes de eu chegar, né)Isso me deixou muiiito feliz,tinha um aperto no coração de não dar atenção pras pessoas. Aí depois disso ficamos juntinhos a festa inteira dançando e nos divertindo muito. (não tivemos almoço/jantar era buffet de finger foods, justamente pq eu nao queria essa pausa)

  21. Cora, disse:

    Fernanda, mas como vc sugere os cumprimentos numa festa que seja mais tipo coquetel, sem mesa pra todos os convidados (mais loungues, pessoas se movimentando de lá pra cá…)
    E como garantir que os noivos tenham fotos boas com a maioria dos convidados? Vale fazer um canto da foto?

    • Fernanda Floret, disse:

      Cora – os noivos podem circular pelo salão cumprimentando as pessoas antes de ir para pista, especialmente os mais velhos. Mas como a festa é mais informal, com lounges, provavelmente a maioria dos amigos irão te cumprimentar na pista mesmo. A ideia de ter um photo booth (cantinho para fotos) é ótima, sempre garante fotos divertidas.

  22. Marisa, disse:

    Eu sonho que minha festa, que está chegando, tenha esse tom, quero cumprimentar a todos, quero que todos que lá estiverem vejam sua importância, se sintam queridos por nós, diferente da maioria, acho pista de dança, bacana sim, mas não o principal! Uma festa linda, tradicional, chique, familiar, sem excessos de nada, inclusive sem excesso de bebida! O que é triste, mas em muitos casamentos que fui, se tornou o principal. Casamento é festa para a família! Sempre!

  23. Bella Faria, disse:

    Nossa!! Perfeito!! é exatamente isso que penso! as pessoas se preparam para ir ao nosso casamento com tanto carinho, alguns tem de fazer muito esforço para comparecer, gastam $$…. o mínimo que temos de fazer é retribuir com um gesto de carinho tb! Sou super baladeira, e meu casamento (ano que vem) será para 500 convidados, se eu cogito não rodar cumprimentando?! de forma alguma!! vamos estudar um cronograma e uma forma de fazer isso de forma dinamica.
    Ja fui em casamento com meus avós em que a noiva não chegou nem perto, eles saíram de lá super chateados e decepcionados com ela (que era uma pessoa super querida), espero não fazer nenhum convidado passar por esse sentimento!
    TEM HORA PARA TUDO!!!
    beijos!

  24. Giovanna, disse:

    Fer, adorei o post!
    Faço questão de cumprimentar todos os meus convidados de mesa em mesa!!!!
    Mas, para não ficar muito tempo em cada mesa, pretendo fazer um agradecimento geral no microfone, com palavras bonitas e depois, adotarei a estratégia do brinde nas mesas (valeu pela dica), afinal, tbm quero curitr minha festa com meu marido (ai, que emoção chamá-lo de marido!!!!)
    Bjssss

  25. Taisa Ferreira Lima, disse:

    No meu casamento fizemos questão de cumprimentar todas as pessoas. Acho importante ,pois é uma forma de demonstrar o quanto vc está feliz por aquelas pessoas estarem lá.E eu e meu marido curtimos muito esta parte da festa já que foram 150 convidados e todos muito queridos.Acho que comer é importante a gente tem tanto trabalho produzindo tudo. Não comi várias coisas no meu casamento,mas é que a felicidade era tão grande que o estômago fechou kkkkkkk.

  26. Márcia Henz, disse:

    Adorei esse post!
    Casamento é uma festa de amor. Acho super importante cumprimentar os convidados: receber os abraços, o amor que eles trouxeram para os noivos nesse dia é uma das coisas mais deliciosas do mundo!
    Meu casamento foi intimista, então foi mais fácil ter pelo menos um momento com cada pessoa querida presente, mas mesmo em um casamento maior eu não abriria mão de receber tanto afeto!

  27. Tatiana, disse:

    Oi Fer, que dica boa amei, estavamos com essa dúvida eu e meu noivo,pois achamos muito importante o cumprimento aos convidados, um por um pois é demonstração de carinho com todos né.

  28. Tatiana, disse:

    Ahh me caso no dia 30 de novembro,haja coração rss.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Lá no nosso Instagram (@fernandafloret) tenho postado algumas frases que realmente acredito sobre os preparativos do casamento. Resolvi compartilhar aqui também, para vocês poderem salvar junto com as referências do casamento. Se em algum momento você “entrar em parafuso” durante os preparativos, puxe uma frase, leia, respire, e siga em frente porque casar é uma delícia!

VestidadeNoiva_Cada_dia_festa_casamento Vestidadenoiva_Noiva_Bacana VestidadeNoiva_priorize VestidadeNoiva_Siga

converse com a gente
 2      0       0})
DEIXE SEU comentário
7 Comentários
  1. Ana Gabriela, disse:

    Lindo Fer!! Parabéns!! Tenho acompanhado lá no Instagram todos os dias! Isso só reforça que o casamento é uma cerimônia para celebrar o AMOR!! Não podemos nunca nos esquecer disso, e graças a vc temos essas frases lindas espalhadas por toda a internet para nos relembrar!!

    Beijos!! Sucesso sempre!!

  2. Ge Martins Bueno, disse:

    Tava achando fofas mesmo!
    São lembretes muito úteis para não perder o significado desse dia tão especial!

  3. Dri, disse:

    Quanto tempo em média dura uma festa boa?

  4. REGINA, disse:

    Ótimas frases…

  5. Pingback: Frase do dia | Nosso Mini casamento

  6. Pingback: Frase do dia | Nosso Mini casamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>