Capa-viravira

Essa foi uma viagem completamente diferente de todas que já fiz e não consigo deixar de pensar em como é perfeito para lua de mel ou como cenário para um destination wedding super exclusivo. Passei 5 noites no Hotel Fazenda Vira Vira, em Pucón, Chile e quero compartilhar a experiência com vocês. O conceito do hotel é elegância com aventura. Um hotel de luxo nos pequenos detalhes, mas que ao mesmo tempo você se sente na sala de casa. Programas de aventuras para todos os gostos. Experiência gastronômica impecável. Só para vocês terem uma ideia, nos 5 dias que passamos lá choveu a maior parte do tempo (as fotos com céu azul foram do dia em que fomos embora!!). E mesmo com a chuva na maior parte do tempo e com um bebê de 6 meses de idade fizemos passeio de bote pelo rio, fomos até a divisa com a Argentina conhecer um parque de Araucárias lindas com mais de mil anos, vimos cachoeiras, conhecemos o vulcão Villarrica (aquele que entrou em erupção em Março deste ano), relaxamos em piscinas termais, enfim, aproveitamos muito.

O Hotel Vira Vira tem algumas particularidades. Os casal proprietário, suíços, fizeram uma fábrica de queijos dentro do hotel. Há produção própria de queijos, manteiga, iogurte. Além de uma delícia e fresco, pudemos conhecer um pouco do processo produtivo. O leite vem das vaquinhas do próprio hotel também. Lá é uma fazenda, tem ponêis, ovelhinhas, galos, gansos. O hotel tem também uma horta, onde o chef colhe todos os dias o que há de mais fresco para as receitas. A gastronomia é um capítulo à parte. Todas as refeições (café da manhã, almoço e jantar) estão inclusas na diária. As refeições são completas com sopa, salada, prato principal e sobremesa. Inclui também uma seleção de vinhos locais.

Os passeios também são inclusos. Os guias conhecem tudo da região e vão criar uma programação de acordo com sua vontade. Os passeios nunca tem mais de 6 pessoas no mesmo grupo.

A alta temporada na região é no verão, especialmente os meses de janeiro, fevereiro e começo de março. O restante do ano é bem tranquilo. As estações são bem definidas, no verão tem muito sol e céu azul. Me contaram que costuma ter música ao ar livre na beira do lago do hotel, churrasco na beira do rio, deve ser uma delícia. No inverno é bem frio e tem mais neve nas montanhas, propiciando os esportes de inverno.

Como todos os hotéis que oferecem experiências de luxo, o valor não é dos mais baratos. Mas o que amo nestas viagens é que você já sabe exatamente o quanto vai gastar, não tem gastos extras de restaurantes, compras, passeios como quando viajamos para outros lugares. Hospedagem, translado, refeições, passeios e dias inesquecíveis estão inclusos para você poder descansar e conhecer novos cenários.

Fiz um vídeo para ser publicado no outro blog, o Vestida de Mãe, mostrando um pouco dos dias no hotel com o bebê. Quem quiser, pode assistir!

Site: hotelviravira.com/
Informações e Reservas: info@hotelviravira.com
O hotel faz parte da TL Portfolio.

 

converse com a gente
 0             4})
DEIXE SEU comentário
1 Comentários
  1. anna, disse:

    ola Fernanda
    gostaria de tirar uma duvida…nao sei se vc ja fez um post / vlog sobre isso.
    tem que colocar mesa na festa para as pessoas contratadas ( fotografos musicos maquiadora seguranca motorista etc ) jantarem; tem que dar lembrancinha ; etc como se eles fossem convidados?
    obrigada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

LuadeMel-Patagonia

Saímos de São Paulo voando Sky Airlines para Santiago, são 4 horas de voo. Lá fizemos uma pernoite no hotel em frente ao aeroporto e na manhã seguinte, bem cedinho, pegamos outro voo de mais 4 horas até Punta Arenas. Chegando lá, um carro nos esperava para mais 4 horas de estrada até o Tierra Patagônia Hotel. Depois de todo este trajeto, quando você acha que chegou ao fim do mundo… Aparece uma placa escrito “Rota do Fim do Mundo”, rs! Sim, é quase o fim do mundo e é absolutamente lindo! Chegamos na Patagônia Chilena para dias de experiências incríveis.

Desde o final de 2012 quando fui a Tierra Atacama (vocês acompanharam a viagem nestes posts), fiquei morrendo de vontade de conhecer a outra unidade do grupo, o Tierra Patagônia, por isso não pensei duas vezes quando recebi o convite do hotel para visita-lo.  O que eu mais amo nestas viagens é que são cenários completamente diferente do que estamos acostumados. Sempre que faço meus relatos de viagem aqui no blog, são dicas de lua de mel. Lógico que desta vez vale para os casais aventureiros, esportistas ou que buscam uma experiência diferente, um cenário fora do comum. Se não é seu perfil de lua de mel, não faz mal, deixe para uma viagem de férias ou comemoração de bodas. Vale muito a pena!

O Tierra Patagônia abriu em 2011. São 40 quartos, todos com uma vista espetacular para o lago Sarmiento e o Maciço del Paine. Aliás, o hotel todo tem essa vista espetacular, é integrado com a natureza e decorado estilo rústico-chique. Fecha durante o inverno, entre Junho e Agosto. Reabre todos os anos em Setembro e a temporada vai até Maio, sendo que os meses mais indicados para visita-lo são Setembro, Outubro, Março e Abril, meses com menos turistas e temperaturas amenas. O que eu mais gosto nos hotéis do Tierra é que todas as refeições já estão inclusas, considerando não só as principais como snacks durante os passeios e até o vinho. Os passeios também estão inclusos e sempre em carros próprios do hotel com grupos pequenos, ou seja, é o tipo de viagem que você já sabe exatamente o quanto vai gastar. As únicas coisas não inclusas são as massagens no SPA, o passeio de barco para ver o Glaciar (é terceirizado) e as gorjetas (brasileiro tem mania de não dar gorjeta, mas vale lembrar que parte do salário dos guias vem das gorjetas, faça sua parte!). No dia da chegada todos os visitantes tem um bate papo com o Guia, para já definir os passeios da viagem.

Tierra-Patagonia-Hotel_01 Tierra-Patagonia-Hotel_02 Tierra-Patagonia-Hotel_03 Tierra-Patagonia-Hotel_04 Tierra-Patagonia-Hotel_05 Tierra-Patagonia-Hotel_06 Tierra-Patagonia-Hotel_07 Tierra-Patagonia-Hotel_08 Tierra-Patagonia-Hotel_09 Tierra-Patagonia-Hotel_10 Tierra-Patagonia-Hotel_11 Tierra-Patagonia-Hotel_12 Tierra-Patagonia-Hotel_13 Tierra-Patagonia-Hotel_14 Tierra-Patagonia-Hotel_15

Nosso primeiro dia de descobertas começou com um passeio de carro até a Laguna Azul, parando antes na Laguna Amarga. Para quem está em lua de mel ou viagem de casal, nada melhor do que não ter que acordar tão cedo! A maioria dos passeios começa às 09:30h, o que é ótimo para acordar com calma (pense nisso quando decidir a lua de mel!).

A cor da água azul clara é de tirar o fôlego. Encontrar com diversos animais pelo caminho é sempre uma surpresa. Vocês vão perceber que me apaixonei perdidamente pelas ovelhinhas, cada vez que via uma pedia para o motorista parar parar tirar fotos.

Na parte da tarde o passeio foi mais “esportivo”, digamos assim. Um trekking de 3 horas de duração. A parte compensadora é chegar no hotel no fim da tarde e se jogar na piscina aquecida do SPA. Piscina com visual lindo e água quentinha em torno de 34 graus. A massagem que eu fiz no SPA também foi maravilhosa.

Tierra-Patagonia-Hotel_16 Tierra-Patagonia-Hotel_18 Tierra-Patagonia-Hotel_19 Tierra-Patagonia-Hotel_20 Tierra-Patagonia-Hotel_21 Tierra-Patagonia-Hotel_22 Tierra-Patagonia-Hotel_24 Tierra-Patagonia-Hotel_25 Tierra-Patagonia-Hotel_26 Tierra-Patagonia-Hotel_27 Tierra-Patagonia-Hotel_28 Tierra-Patagonia-Hotel_29 Tierra-Patagonia-Hotel_30 Tierra-Patagonia-Hotel_32 Tierra-Patagonia-Hotel_34 Tierra-Patagonia-Hotel_35 Tierra-Patagonia-Hotel_36 Tierra-Patagonia-Hotel_37 Tierra-Patagonia-Hotel_38 Tierra-Patagonia-Hotel_39 Tierra-Patagonia-Hotel_40No dia seguinte, um dia inteiro de passeios cenográficos. Foi o dia de explorar o Parque Nacional Torres del Paine com diversas paradas para fotos UAU. Adoro a parada para almoço que o Tierra Patagônia programa durante o passeio, sempre num cenário lindo, com diversas coisas gostosas para comer e vinho. A parte da tarde foi especial, um passeio de barco pela Laguna Grey para ver os glaciares. Não sei vocês, mas para mim foi uma experiência bem diferente estar pertinho de um glaciar.

Tierra-Patagonia-Hotel_41 Tierra-Patagonia-Hotel_42 Tierra-Patagonia-Hotel_43 Tierra-Patagonia-Hotel_45 Tierra-Patagonia-Hotel_46 Tierra-Patagonia-Hotel_47 Tierra-Patagonia-Hotel_48 Tierra-Patagonia-Hotel_49 Tierra-Patagonia-Hotel_50 Tierra-Patagonia-Hotel_51 Tierra-Patagonia-Hotel_52 Tierra-Patagonia-Hotel_53 Tierra-Patagonia-Hotel_54 Tierra-Patagonia-Hotel_55 Tierra-Patagonia-Hotel_56 Tierra-Patagonia-Hotel_57 Tierra-Patagonia-Hotel_58 Tierra-Patagonia-Hotel_59 Tierra-Patagonia-Hotel_60 Tierra-Patagonia-Hotel_61 Tierra-Patagonia-Hotel_62

Foi uma viagem rápida, mas daria para ficar uma semana inteira lá fazendo cada dia um passeio diferente. Espero um dia poder voltar!

Para reservas e informações: Tierra Patagônia Hotel&SPA (ou na sua agência de viagens)

Fotos: Fernanda Floret

converse com a gente
 0             0})
DEIXE SEU comentário
4 Comentários
  1. Izabella, disse:

    UAU Fernanda!
    Que lugar maravilhoso é este hein?!
    Já me deixou louca de vontade de conhecer!
    E suas fotos estão demais, parabéns! Ah, parabéns também pelo bebê!!
    Beijos

  2. Erica Tabata, disse:

    Sensacional!!!
    Morro de vontade de ir pra lá! Vocês ficaram somente duas noites? Recomendaria quantas?
    bjos!

    • Fernanda Floret, disse:

      Oi Erica, nós ficamos somente 3 noites, 2 dias, porque era uma viagem de imprensa mesmo só para conhecer o local. Eu recomendaria pelo menos 5 dias inteiros, até porque é meio longe para ficar muito pouco tempo como eu fiquei. Beijos!

  3. Fernanda Camargo Farias, disse:

    Fernanda, que incrível é esse lugar! Parabéns pelas fotos ficaram ótimas, fotógrafa profissional! O Hotel é maravilhoso, quero muito conhecer. Como sempre seu blog é completo, com dicas para casamento e para viagens, parabéns por se preocupar conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Já mostrei o hotel que ficamos no Atacama e as dicas gerais, mas faltou o principal: os passeios, a paisagem, a experiência de presenciar como a natureza é maravilhosa. Fiz um pequeno resumo dos passeios de cada dia no Atacama, vem comigo!

Dia 1: O indicado é sempre começar com os passeios mais tranquilos no primeiro dia, para ir se acostumando aos poucos com a altitude. Por isso o primeiro passeio de todos os turistas costuma ser para o Valle de la Luna e Valle de la Muerte. Fomos logo de manhã, já ficamos impressionados com a imensidão do deserto.

Dicas_Atacama_1 Dicas_Atacama_2 Dicas_Atacama_3 Dicas_Atacama_4

Almoço no hotel, descanso e no fim da tarde fomos para o segundo passeio, Salar do Atacama. O passeio começa com uma parada no povoado Toconao, é bacana conhecer um pouco de como as pessoas vivem por lá. Encontramos até uma lhama numa lojinha de sorvete, atração para os turistas, mas não dava para não tirar foto né? O Salar do Atacama é o maior do país e local da Reserva Nacional Los Flamencos. Eu já estava feliz em ver os flamengos, mesmo de longe. Eis que na hora de ir embora, uma lua cheia e enorme começou a surgir de trás das montanhas… não dá para descrever aqui o pôr do sol de uma lado, os flamingos no meio, o nascer da lua do outro lado, aquela mudança de cores no céu, coisa mais linda!

Dicas_Atacama_5 Dicas_Atacama_6 Dicas_Atacama_7

Dia 2: Começamos com uma caminha de 2 horas e meia  de Guatin até as Termas de Puritama. Meu deus, ninguém me avisou que era nível médio de fácil, achei que eu não ia dar conta, mas consegui! Caminhada no deserto, a 3.500 metros de altitude e ainda com obstáculos (caminhada no meio da mata gente!), não achei nada fácil…! Mas somos recompensados quando chegamos nas Termas de Puritama, um conjunto de 8 piscinas naturais com água quentinha à 33,5°C. Vá com roupa de banho por baixo e se jogue na água! Nosso hotel querido levou as toalhas e comidinhas para repor as energias após a caminhada.

Dicas_Atacama_8

E no fim da tarde, nada de moleza! Passeio de bike até a Laguna Cejar. São 18km do hotel até a Laguna Cejar, mas por causa da altitude do Atacama, parecem 36km, não contem pra ninguém que eu fui a última da turma a chegar de bike no destino, rs! Mas foi muito legal (mesmo sendo 1h30m de pedalada debaixo do sol!). A Laguna Cejar é uma lagoa com concentração de sal tão grande que os corpos flutuam, assim como no mar morto. Adorei a experiência.

Dicas_Atacama_9 Dicas_Atacama_10

Dia 3: Este foi o dia do famoso passeio Gêiseres de Tatio. É um passeio que você odeia ou ama. Eu amei, meu marido odiou. Normalmente quem não gosta é por conta de ter que acordar de madrugada (leia-se 04h da manhã) e por ser um super frio (menos 06°C no verão). Eu adorei por ser uma paisagem diferente de tudo o que já vi na vida. São 4.320 metros de altitude, vá preparado para passar muito frio. Água borbulha debaixo da terra e grandes fumaças saem do chão, alcançando a temperatura de até 85°C. Isso acontece devido a um rio subterrâneo se encontrar com rochas quentes, fenômeno incrível. Após os Gêiseres, paramos no povoado de Machuca, um povoado quase extinto, mas os poucos moradores sempre aguardam as dezenas (centenas?) de turistas que chegam ali diariamente e aproveitam para vender artesanato local (eu amei as lhamas de lã que uma senhorinha fofa faz, muito mais lindas do que as que vi em San Pedro), espetinhos de lhama e empanadas de queijo de cabra, que estavam deliciosas! Chegamos ao hotel de volta às 11h da manhã e tivemos o resto do dia todo para descansar e piscina.

Dicas_Atacama_11 Dicas_Atacama_12 Dicas_Atacama_13 Dicas_Atacama_14 Dicas_Atacama_15

Dia 4: Este foi um dos dias mais “UAU”, Lagunas Altiplânicas. A história é a seguinte: milhares de anos atrás a água que derretia dos Andes descia a cordilheira e virava praticamente um rio, que ia até o Salar de Atacama. Até que devido a uma erupção do vulcão Meñiques bloqueou o caminho da água, e duas lindas lagoas se formaram, Miscanti e Meñiques. O azul é tão lindo, a paisagem com os vulcões atrás, o matinho dourado na frente, você não sabe se tira foto, se beija seu amor, se suspira, se faz tudo isso junto… é lindo demais! Na volta paramos no povoado Socaire para almoçar, mais uma vez uma forma de apoiar a comunidade local. O restaurante já nos esperava com uma comida deliciosa e o hotel leva pra gente taças de vidro e vinhos, para brindar o dia mais que especial. Chegamos no hotel às 15h, ainda em tempo de aproveitar a piscina e descansar.

Dicas_Atacama_16 Dicas_Atacama_17 Dicas_Atacama_18 Dicas_Atacama_19

Dia 05: foi para fechar com chave de ouro mesmo. Era dia 31 de Dezembro de 2012, não poderia ter sido mais especial: Salar de Tara. Não sei nem como descrever… nosso motorista quem disse a frase certa: “aqui é para ver como somos pequenos neste mundo”. É tanta grandeza, tanta lindeza, tanta inteligência da mãe natureza. Este é o passeio com maior altitude (considerando que não fizemos escaladas em vulcões), são 4.400 metros de altura, e o passeio mais completo. Deserto, salar, enormes rochas esculpidas pela natureza, flamingos, vicunhas, ponto da tríplice fronteira entre Chile, Argentina e Bolívia, tudo é incrível. E para terminar tudo, o motorista e o guia do nosso hotel preparam um almoço dos deuses, com ceviche de salmão, filé de frango marinado, salada, pão, abacate… e novamente levam as taças de vidro para tomar um bom vinho… Simplesmente perfeito.

Dicas_Atacama_20 Dicas_Atacama_21 Dicas_Atacama_23 Dicas_Atacama_24

Todos os passeios foram feitos através do Tierra Atacama Hotel 

converse com a gente
 0             0})
DEIXE SEU comentário
28 Comentários
  1. Ana Roberta, disse:

    Quanta beleza há nesse lugar! Estou impressionada com as fotos.
    Já falei com meu marido que um dia temos que ir pra esse deserto!!!
    Quanto à acessibilidade para cadeirantes, você pode me dar alguma informação?

  2. Dalila, disse:

    Fê, tô impressionada!!!! Perfeitoooooooo!!!! Já tô querendo fazer essa viagem pra comemorar 1 ano de casada ano que vem!!!! Acho só que faltou uma informação no final do post… Qual a câmera que você usa pra tirar as fotos, rs, e vocês levam tripé? Qual? Beijos!

  3. Dalila, disse:

    Você continua fazendo os álbuns de viagens no Booku2? Eles ainda fazem esse serviço?

    • Fernanda Floret, disse:

      Oi Dalila, a BOOK2U ainda faz este serviço sim! As vezes faço com eles, as vezes revelo as fotos e monto o álbum com fotos reveladas… beijos!

  4. Catia, disse:

    Qual o idioma falado?

    • Fernanda Floret, disse:

      Catia, no Chile o idioma é espanhol. Os guias do nosso hotel falavam também inglês e um “portunhol”, ou seja, mesmo quem não fala inglês nem espanhol, dá para se virar super bem!

  5. Mariana Ribeiro, disse:

    Olá, Fernanda!
    Que passeio maravilhoso, estou apaixonada e já entrou para minha listinha!
    Obrigada por compartilhar tantas coisas por aqui. O blog tem sido fundamental para os preparativos do meu casamento, que será em Maio do próximo ano.
    Um super beijo!

  6. Laís, disse:

    Fernanda, fiquei morreeeendo de vontade de fazer essa viagem, parece maravilhoso demais! Já passei pro meu noivo que também ficou todo empolgado.

    Eu só tenho uma dúvida. O chefe dele foi pro deserto e voltou meio vesgo sabe. Parece q é normal as pessoas não se sentirem bem quando vão.

    Você sentiu algum desconforto ou a agência te orientou sobre medidas cautelares para isso não acontecer?

    Beijos e obrigada por nos fazer suspirar com seu blog :)

  7. Patricia, disse:

    Fer,
    É pecado ter mudado todos os planos que tinha para lua de mel e pedir para a minha agencia a cotação de tudo isso?

    Estou apaixonada – só vou precisar encarar uma academia nos proximos 5 meses que faltam para me preparar fisicamente rs.

    Incrivel, tudo – Obrigada pelas dicas e por compartilhar momentos tão belos.

    Atacama – AI VAMOS NÓS…

  8. Maisa, disse:

    Incrível!Já estou amando esse lugar somente pelas fotos maravilhosas ….Adoro seus comentários e dicas são preciosas demais…
    Bjs

  9. Fernanda, disse:

    Oi, Fernanda!

    Adorei suas dicas..Adoro esse blog!!!

  10. Cledia Campanha, disse:

    muito lindo…é tao lindo que as fotos parecem ser montagem..rsrsr esse site sempre me surpeende…rsrrs

  11. Heloisa, disse:

    Olá Fernanda.
    É por isso que amo o blog e não largo nunca mais. Estava me sentindo meio boba de ter casado ha 4 meses e continuar entrando todos os dias como se ainda fosse noiva.
    Mas aqui tem dicas e informações legais sobre tudo.
    Posso fazer uma pergunta um pouco indiscreta? É uma viagem cara? Quanto em média você acha que gastou?
    Tenho várias amigas que já fizeram essa viagem e disseram que não era caro, mas esse conceito de caro/barato é meio relativo né…. queria ter uma ideia.

    Bjs
    Helo

    • Fernanda Floret, disse:

      Heloisa, eu não gosto de escrever quanto custou porque não quero ninguém me julgando se gastei muito, se gastei pouco… como você disse, o conceito de caro e barato é diferente de pessoa para pessoa. Por isso que coloquei os créditos do hotel e da agência, porque assim quem quiser saber quanto custou, basta mandar um email para eles e eles fazem um orçamento! Se você escrever para o hotel falando o período de interesse, eles te informam a diária! Beijos

  12. Julie Freitas, disse:

    Fê do ceu que lugar lindooo!!!
    E essas fotos maravilhosas?? Babei muito aqui, quero pensar nessa viagem em um fururo proximo!!! 😉
    bjos

  13. Derci Corpa, disse:

    Eu e meu marido estamos indo fazer um workshop, com um fotografo renomado de Belo Horizonte,dia 14/01/2013,amamos as fotos e as dicas,obrigada!!!

  14. Thais, disse:

    Lindas fotos Fernanda!!! Parabéns!!! Acompanho o seu blog e adorei as dicas!!!! Irei passar a minha lua de mel lá em setembro!!! :) Não irei esquecer de levar tudo que falou nas dicas!!! Obrigada!!!

  15. Letícia, disse:

    Gente, que lugar maravilhoso. Quero muito ir também!
    Suas fotos estão lindas e adorei as dicas. Beijos

  16. Monize Albuquerque, disse:

    Minha lua de mel foi em San Pedro do Atacama no Tierra Atacama também, fui agora em Outubro de 2012.
    O lugar é esplendido e fiquei muito feliz em saber que você também foi a ultima a chegar na Laguna Cejar rsrs os 18km com Sol forte se tornam muito cansativos mas é recompensador chegar na Laguna…
    Amei as suas fotos ficaram incriveis e de fato é um lugar que todos devem conhecer, é totalmente apaixonante!!

  17. LAYSE ENNES, disse:

    Fernanda,
    Maravilhoso, estou programando essa viagem tb, sempre foi um sonho ir ao deserto do Atacama!!
    Qual foi a temperatura média? Passou muito calor?? ou é suportável?
    Parabéns!!
    bjos

    • Fernanda Floret, disse:

      Layse, comentei sobre a temperatura no post de dicas gerais: http://www.vestidadenoiva.com/deserto-do-atacama-dicas-gerais – lá é tão seco que não senti calor não. Não é como aqui em São Paulo que quando faz calor a gente fica derretendo de tanto suar… lá você não sente, eu ficava até de manga comprida e calça a maior parte do tempo, para me proteger do sol, e não passava calor nenhum. Beijos

  18. LAYSE ENNES, disse:

    Obrigada pelo retorno Fer,
    Eu tb li as outras materias sobre a viagem (amei tudo!), mas perguntei porque queria saber exatamente o que vc respondeu! A sensação térmica, estava com receios pq meu noivo é muito calorento!! Moro em Brasília e aqui tb é muito seco, mas lá deve ser pior!! =] Beijosss!

  19. Camila Lima, disse:

    Oi Fernanda!
    Adorei o site e as dicas.
    Vou me casar em 09/2014 e escolhemos o chile como destino de lua de mel.
    Fiquei encantada com o Tierra, porém, já ouvi comentários como possíveis enchentes.
    É verdade?

    Obrigada, Camila

    • Fernanda Floret, disse:

      Camila, parece que aconteceu uma enchente, 1 vez somente, em 2012, um fato isolado. (na cidade, não no hotel). E foi no mês de fevereiro. No mês que você se casa não chove lá, é só pesquisar na internet! Beijos!

  20. Livia Pinto, disse:

    Olá!!! É recomendável fazer essa viagem durante o mês de junho?? Obrigada!!!

    • Fernanda Floret, disse:

      Livia, sim, qualquer época do ano é boa para ir para o Atacama! Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>