MiniWedding-GlauMiranda_00

O noivo, Baudouin, havia acabado de chegar da França para morar no Brasil e, numa festa de amigos, notou a Heleine. Ela também havia prestado atenção nele, toda interessada nas histórias que ele tinha pra contar de Paris. Foi amor à primeira vista. Desde este dia, nunca mais se separaram.

Dois anos depois, resolveram celebrar com um mini-wedding urbano, num descolado espaço do Itaim Bibi, o Studio190, decorado pela querida Glau Miranda com muita luz e muito romantismo. A festa teve uma mistura de sotaques e sabores brasileiros e franceses.

O nosso primeiro brinde foi no local mais lindo da festa, a maravilhosa mesa de doces. A decoração foi no melhor estilo brasileiro, exuberante, e cheia de flores naturais e forminhas de tecido. Já a pista de dança deu lugar à animação dos padrinhos franceses que seguiram a tradição em que os noivos são suspensos no ar para celebrar a alegria e os votos de felicidade“, contou a noiva.

relação de profissionais desse casamento

Fotos da decoração: Ricardo Durand (SP)

Local da Cerimônia e Festa: Studio190 (SP)

Decoração: Glau Miranda (SP)

Buffet: Monica Dajcz  (SP)

 

Doces: Doce Encanto  (SP)

Bolo e Bem-casados: Rebeca Iwano  (SP)

Forminhas: Floreando (SP)

Som e iluminação: MD Eventos  (SP)

Travessas e peças : Ella Arts (SP)

Movéis: Artemobi (SP)

converse com a gente
 0             2111})
DEIXE SEU comentário
4 Comentários
  1. ANA SILMA MORAES, disse:

    Amei esta festa! Que lugar lindo! Realmente perfeito pra uma mini – wedding. Felicidades ao casal.

  2. Jacqueline, disse:

    Sou fotografa em Curitiba, parabéns pelo mini wedding. Parabéns ao casal. Que decoração maravilhosa

  3. Mayara, disse:

    que lindo esse mini wedding, o meu tbm será nesse formato, pena não ter um lugar assim na minha cidade! sempre que vejo um casamento aqui, fico me perguntando sobre o convite… deveriam mostrar também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Faz tempo que não publico nenhuma receitinha no blog, daí resolvi pedir uma sugestão para quem entende do assunto e adorei a dica da banqueteira Mônica Dajcz: bruschetta no copo! Receita prática que você pode aproveitar para diversas ocasiões: receber os amigos em casa, servir como opção no seu chá de cozinha ou noivado, entradinha para um almoço ou jantar especial com o marido. Confiram abaixo!

bruschetta no copo

RECEITA

150g tomate cereja sweet (bem docinho)

150g mussarelinha de búfala

50g azeitona pretas sem caroço

100g pão de brioche ou integral se preferir (pode usar qualquer pão que possa cortar em pequenos cubos)

1 xícara de manjericão

Azeite de oliva extra virgem

Sal e pimenta do reino

MODO DE PREPARO

Corte os tomates ao meio, as mussarelinhas ao meio e as azeitonas em 4. Para os croûtons, corte um pão de brioche em pequenos cubos e leve ao forno com fio de azeite até dourar

Lave bem as folhas de manjericão, Separe 1 colher de sopa e bata o restante no liquidificador com sal, pimenta do reino e azeite de oliva (o necessário para bater). Coe.

Coloque o molho de manjericão no fundo do copo, acrescente os tomates, mussarela, azeitonas e por fim os croûtons. Decore com folhas de manjericão.

Receita: Mônica Dajcz

converse com a gente
 0             3})
DEIXE SEU comentário
5 Comentários
  1. Isabella, disse:

    Oi Fer…adorei a receitinha, vou testar e passo pra comentar aqui :)
    Uma dúvida: fui convidada para um casamento que será realizado as 16 hs em um buffet em um sítio. Pelas fotos do local é bem chique…No convite diz: traje social. Para nós mulheres vale usar um vestido de comprimento mais curto? Não queria investir em um novo vestido e no momento as duas opções que me servem são:
    1) Vestido em renda cor champagne comprimento 1 palmo acima do joelho
    2) Vestido em renda preta comprimento 1 palmo abaixo do joelho.
    Qual opção seria melhor?A principio eu optaria pela primeira mas tenho medo da cor ser muito “noiva”. O que vc acha?

    Muito obrigada!
    Isabella

    • Fernanda Floret, disse:

      Olá Isabella,
      Sim, comprimento curto (na altura dos joelhos) é o correto para convidadas! Algo entre quais dos dois usar, é difícil eu opinar afinal não estou os vendo! Beijos

  2. elida rocha silva, disse:

    Muito bom adorei!Gostaria de saber uma receita para acompanhar vinho seco?Quando for possivel vc divulga uma receita e me envia!Obrigada

  3. Sabrina Mix, disse:

    Isabella, eu optaria pelo segundo vestido, principalmente pela cor.

    Fernanda, fiquei só na dúvida sobre a forma de servir essa receita de hoje. É para comer de colher?

    • Fernanda Floret, disse:

      Sabrina, eu serviria com um garfinho, se o copo for pequenininho, daqueles garfinhos de aperitivo. Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Uma festa de casamento deve refletir como vocês são como casal na música, na decoração, em muitas coisas, mas também na comida! Uma das formas de deixar o casamento com a cara dos noivos é escolher um prato que seja o seu favorito, que remeta à sua infância, à uma tradição familiar ou ao seu local de origem. Sua festa ficará marcada na memória dos convidados pela experiência gastronômica cheia de significados.

Conversamos com alguns especialistas para nos contarem alguns exemplos: a Mônica Dajcz, por exemplo, já montou uma mesa lounge com falafel para um casamento da colônia árabe e armênia. Na verdade, falafel costuma fazer tanto sucesso que também pode ser servido como lanchinho da madrugada.

Já mostramos aqui no blog também um casamento com uma baiana fazendo acarajés ao vivo durante a festa, o máximo! Ter uma ilha gastronômica com alguma especialidade culinária é uma ótima opção se você quer personalizar seu casamento com referências culinárias da sua origem ou lugar favorito. A Neka Gastronomias sempre sugere a especialidade Bobó de Peixe e Camarão quando um dos noivos vem de cidade litorânea, ou focaccia de alecrim, legumes assados e pães e massas quando o casal é de origem italiana.

O Julio Perinetto contou que já fez um casamento de um Sul Africano e adicionou um prato típico chamado Bobotie ao cardápio. Para uma noiva paraense que quis personalizar o menu, terão Ravioli de queijo do Marajó, panacota com geléia de bacuri e risoto de brie com chips de jumbú. Ilha gastronômica de comida japonesa também sempre faz sucesso aqui em São Paulo.

O casamento fica a sua cara e os convidados agradecem!

converse com a gente
 0             2})
DEIXE SEU comentário
9 Comentários
  1. Maísa, disse:

    Acho ótima essa ideia, tanto que no nosso casamento vai ter cajuzinho! Já ouvi gente dizendo que é fora de moda que não se serve mais em festas e tal, mas esse é o doce preferido do noivo e quero muito que ele fique feliz com isso!!

  2. Andressa, disse:

    Oi Fe, to de volta ao mundo dos blogs! Cardápio personalizado é tudo de bom, no meu casamento fizemos um cantinho com petiscos de boteco. Todos disseram que era a nossa ‘cara’. Bjos!!!

  3. Natália, disse:

    Acho super interessante, como somos do interior de Minas e temos alguns parentes de fora gostaria de servir um cardápio típico mineiro mas com toque requintado, mas não encontro nada, parece tudo rústico demais.

  4. Amira Ayoub, disse:

    Fernanda,
    amei este post. Me caso no dia 24 de novembro e sou descendente de libaneses, não sabia como introduzir um pouco da culinária no cardápio, você me deu uma ótima ideia!!!
    Amo o seu site e entro todos os dias para ver os seus posts, quando vi que o seu destino de lua de mel foi o mesmo que o meu…fiquei suuuuper feliz! Obrigada pelas dicas e parabéns, amo seu trabalho. Um super beijo!

  5. Elisa, disse:

    Bobotie é uma delícia!

    Muito legal isso de personalizar o menu. Eu moro na Alemanha fronteira com a Franca, meu sonho era levar cerveja e vinho daqui. Tb queria oferecer bretzel original (aqueles no Brasil – com P – nao tem nada a ver com os daqui). Quem quiser provar vai ter que vir me visitar.

    Tinha decidido levar muito chocolates, mas a logística ficou complicada, daqui vai ser só amêndoas cobertas de chocolate (noivo adora) e talvez outro tipo.

  6. Karine, disse:

    Fê, obrigada pelos posts sobre comes e bebes. Estão me ajudando muito a bolar o menu da minha festa.
    Bjo!

  7. Amanda Soeira, disse:

    Oi, Fernanda. Acho tão linda essa idéia de introduzir as origens no cardápio e no dia do casamento. Eu acabei abrindo mão da minha mesa temática no dia do meu casamento, devido a logística e o dinheiro. Mas, nas bodas, faço questão de ter. bj

  8. Michele, disse:

    Nosso casamento foi assim! Tinha bobó de camarão, que eu amo e, entre outras coisas, tinha um simples picadinho de carne com arroz de pinhão e batatas noisette, que o Rafa adora! Até os sucos eram os nossos preferidos, de maçã verde com laranja e gengibre. Até hoje as pessoas comentam que não só a festa foi a nossa cara, mas até o cardápio!

  9. Synara, disse:

    Olá!
    Adoro suas dicas! Ajudam muito e torna a festa diferenciada!
    Só tenho uma duvida quanto as ilhas típicas. Elas já devem estar montadas desde o inicio da festa ou tem um momento melhor? E você poderia me dar uma dica quanto tipo de comidinhas para depois do jantar quase no final?
    Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>